Abrir menu principal

Jornal do Almoço

Telejornal brasileiro
Jornal do Almoço
Logotipo do telejornal usado pela RBS TV desde 2015 e usado até 2018 pela NSC TV.
Informação geral
Formato Telejornal
Gênero Jornalismo
Duração 50 minutos
Criador(es) Grupo RBS
País de origem  Brasil
Idioma original (português brasileiro)
Produção
Diretor(es) Cezar Freitas (RS)
Daniella Peretti (SC)
Produtor(es) Adriano Carvalho
Luciano Brancato
Apresentador(es)
Elenco
RS:
  • Alice Bastos Neves
  • Bruna Colossi
SC:
  • Cacau Menezes
  • Leandro Puchalski
  • Roberto Alves
Tema de abertura Instrumental de Jean Presser (RS)

Instrumental de Leonardo Matsumoto e Rogênio Germinal (SC)

Exibição
Emissora de televisão original Brasil RBS TV (Globo)-RS
Brasil NSC TV (Globo)-SC
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original 6 de março de 1972 - presente (RS)
5 de novembro de 1979 - presente (SC)
Cronologia
Programas relacionados Praça TV
RBS Notícias
NSC Notícias

Jornal do Almoço (também conhecido por sua sigla JA) é um telejornal brasileiro exibido pelas emissoras da RBS TV no Rio Grande do Sul e da NSC TV em Santa Catarina no horário dedicado pela Rede Globo aos telejornais locais de suas emissoras, ao meio-dia (Praça TV). O telejornal está no ar no Rio Grande do Sul desde 6 de março de 1972,[1] e em Santa Catarina desde o dia 5 de novembro de 1979. No Rio Grande do Sul o Jornal do Almoço era retransmitido pela TVCOM, porém o canal comunitário foi substituído pelo projeto OCTO que foi extinto em setembro de 2016. Em Santa Catarina o telejornal também era retransmitido pela TVCOM logo após a exibição pela RBS TV, porém o canal comunitário foi extinto em fevereiro de 2017.[2]

Índice

HistóriaEditar

Principal programa da RBS TV, estreou em 6 de março de 1972,[3] quando ainda não havia espaço na programação nacional da Rede Globo para telejornais locais ao meio-dia. O programa, separado em quadros de comentários, notícias e esportes tinha duas horas de duração, indo ao ar de 11h30 até 13h30.[nota 1] Seus primeiros apresentadores foram Cláudio Andara e Wilson Rivoire, no quadro "Notícias" e Tânia Carvalho, no quadro "Variedades". Em 5 de novembro de 1979, a TV Catarinense de Florianópolis estreou a versão catarinense do telejornal.

Em 22 de novembro de 2010, a RBS TV estreou novos cenários, trilhas e pacotes gráficos mais tecnológicos. Em 2 de dezembro de 2013, o JA passou a ser transmitido em HDTV.

Em 5 de outubro de 2015, o Jornal do Almoço ganhou uma nova vinheta, grafismos e trilha.[4] Em 13 de agosto de 2018, estreou no RS os novos GCs e alguns pacotes gráficos nos padrões da rede e uma nova vinheta para a previsão do tempo no jornal.

Em 24 de setembro de 2018, pouco depois da criação da NSC TV, que substituiu a RBS TV no estado, o Jornal do Almoço de Santa Catarina passou a adotar os pacotes gráficos e sonoros do padrão Praça TV, largamente utilizado pelas afiliadas da Globo, deixando de usar os grafismos e a marca do Jornal do Almoço gaúcho após 39 anos, perdendo sua identidade em prol do formato nacional Praça TV 1.[5]

FormatoEditar

No Rio Grande do Sul, o espaço para os blocos locais varia de um a dois blocos, dependendo da emissora de cada região. O início com a previsão do tempo e o último bloco do programa são em rede com a central estadual em Porto Alegre. Durante a semana, as emissoras de Santa Maria, Caxias do Sul, Santa Cruz do Sul, Pelotas e Passo Fundo possuem dois blocos locais com duração média de 20 minutos cada um. As demais emissoras do interior do estado compartilham seus materiais com esses programas. A edição de sábado é exibida integralmente para todo o estado.

Em Santa Catarina, de segunda a sexta o primeiro, segundo e o último blocos são exibidos localmente nas emissoras de Joinville, Blumenau e Chapecó com o terceiro em rede com a matriz da NSC TV em Florianópolis. A filial de Criciúma exibe de segunda a sexta o primeiro bloco local, a partir do segundo entra em rede estadual e volta com o último bloco local. A estação de Joaçaba, desde 2016, exibe integralmente o JA da capital. A edição de sábado é exibida integralmente para todo o estado.

Ver tambémEditar

Notas e referências

Notas

  1. Em virtude da extensa duração do telejornal, a RBS TV antecipava o encerramento de alguns programas como Balão Mágico e Xou da Xuxa, e por alguns anos, não exibiu outros como Jornal Hoje e Globo Esporte.

Referências

  1. «Mesa cheia na hora do almoço». Zero Hora. 5 de março de 2007. Consultado em 13 de fevereiro de 2014 
  2. Cruz, Dulce M (1996). Televisão e negócio. a RBS em Santa Catarina. Florianópolis: Editora da UFSC. p. 120. 197 páginas 
  3. Hinerasky, Daniela Aline (1 de agosto de 2003). «O pampa virou cidade? Um estudo sobre a inserção regional na tv aberta gaúcha». CPDOC/FGV. Estudos históricos. 1 (31). Consultado em 13 de fevereiro de 2014 
  4. «Jornal do Almoço lança nova identidade visual e vinheta». Consultado em 7 de outubro de 2015 
  5. «Telejornais da NSC TV renovam o visual e trazem novidades» 

Ligações externasEditar