Abrir menu principal

José Inácio Silveira da Mota

José Inácio Silveira da Mota
Cidadania Brasil
Irmão(s) Inácio Francisco Silveira da Mota
Ocupação político

José Inácio Silveira da Mota (Cidade de Goiás, 15 de fevereiro de 181116 de outubro de 1893) foi um advogado e político brasileiro. Dr. José Inácio era tio do poeta Álvares de Azevedo.

BiografiaEditar

 
Senador Silveira da Motta, foto de Militão Augusto de Azevedo.

Foi deputado provincial, deputado geral, conselheiro de Estado e senador do Império do Brasil de 1855 a 1889. Quando senador, foi autor de uma lei aprovada em 12 de junho de 1862 que estabelecia, entre outras medidas, "a proibição de venda de escravos sob pregão e exposição pública, bem como a proibição de, em qualquer venda, separar o filho do pai e o marido da mulher" (in: VERONESE, Josiane Rose Petry. Os direitos da Criança e do Adolescente. São Paulo: LTr, 1990).

Segundo o historiador Boris Fausto (1985, p. 182), Silveira da Mota foi uma das figuras do partido liberal, sendo o responsável por introduzir um tema hoje atual, ao dizer que as reformas deviam originar-se da opinião pública e não do governo, como sempre acontecera no país.

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.