Abrir menu principal

José Inácio Werneck

José Inácio Werneck (Niterói, 1937) é um jornalista brasileiro.

Formado em advocacia, começou a trabalhar em 1962 no Jornal do Brasil, de onde se tornou um de seus principais colunistas esportivos, trabalhando com João Saldanha e Armando Nogueira, até os anos 80. Cobriu seis Copas do Mundo entre 1966 e 1994 e os Jogos Olímpicos de Montreal 1976 e Los Angeles 1984.[1]

Durante a carreira também trabalhou para o Jornal dos Sports, O Dia, TVE, BBC, ESPN internacional, ESPN Brasil, e hoje é colunista fixo da Gazeta Esportiva, colunista político do site Direto da Redacão e colaborador eventual de veículos de comunicação eletrônicos e impressos. Nos anos 80 foi o criador e diretor da Maratona do Rio e do Triatlo do Rio. Radicado nos Estados Unidos desde os anos 90, para onde emigrou aos 53 anos com toda a família,[2] e onde além de jornalista atua profissionalmente como Intérprete Judicial Certificado do estado de Connecticut, compete como master em vários triatlos nacionais e internacionais, junto com a mulher, a inglesa Dawn Webb Werneck e a filha, Rebecca Charlotte Werneck Stephenson, que já representaram o Brasil no Campeonato Mundial de Triatlo, no Canadá. Sua outra filha, Sarah Jane Werneck Brown, nadou pelo Flamengo.[3]

Escreveu os livros “Com Esperança no Coração: Os Imigrantes Brasileiros nos Estados Unidos”, “Sabor de Mar” e “Pelé”, a biografia oficial publicada pela Simon & Schuster.[4]

Referências

  1. «José Inácio Werneck». ESPN. Consultado em 19 de agosto de 2015 [ligação inativa]
  2. Carvalho, Marinilda. «A era do jornalismo barato». Observatório da Imprensa. Consultado em 19 de agosto de 2015 
  3. «Campeã, apesar do Aquiles». Gazeta Esportiva. Consultado em 19 de agosto de 2015 
  4. «José Inácio Werneck». A Gazeta Esportiva. Consultado em 19 de agosto de 2015 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.