Abrir menu principal

BiografiaEditar

Ficou desde cedo conhecido a nível nacional por causa do Caso Lemos Ferreira, ocorrência em que o próprio e outros militares afirmaram ter avistado Objectos Voadores Não Identificados (OVNI).[1][2]

General da Força Aérea Portuguesa, foi Chefe do Estado-Maior da Força Aérea (CEMFA) entre Janeiro de 1977 e 1 de Março de 1984,[3] tendo continuado a sua carreira militar como 12.º Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas (CEMGFA) entre 1 de Março de 1984 e 8 de Março de 1989.[4]

Condecorações[5][6]Editar

Referências

  1. «Os caçadores de OVNIs» 
  2. «Encontros Imediatos | Exopolítica Portugal». www.exopoliticsportugal.org. Consultado em 23 de junho de 2017 
  3. WEBTEAM, DCSI -. «Cerimónia de homenagem ao General Lemos Ferreira | Força Aérea Portuguesa». www.emfa.pt. Consultado em 23 de junho de 2017 [ligação inativa]
  4. «EMGFA». www.emgfa.pt. Consultado em 10 de fevereiro de 2017 
  5. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "José Lemos Ferreira". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 27 de fevereiro de 2015 
  6. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Estrangeiras». Resultado da busca de "José Lemos Ferreira". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 27 de fevereiro de 2015 
Precedido por
Nuno Viriato Tavares de Melo Egídio
Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas
1 de Março de 1984 – 8 de Março de 1989
Sucedido por
António da Silva Osório Soares Carneiro
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.