José Roberto Wright

futebolista brasileiro
José Roberto Wright
Nascimento 7 de setembro de 1944 (75 anos)
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Ocupação futebolista, jornalista, árbitro de futebol

José Roberto Ramiz Wright (Rio de Janeiro, 7 de setembro de 1944) é um comentarista de arbitragem e ex-árbitro de futebol brasileiro.

CarreiraEditar

Foi considerado pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS) o melhor árbitro da Copa do Mundo de 1990[1][2][3] e no mesmo ano, o melhor árbitro do mundo.[4] Em 2010, a IFFHS também o apontou como o melhor árbitro brasileiro e 23º melhor do mundo de todos os tempos.[5] Apitou 2 finais da Copa Libertadores da América e 8 finais do Campeonato Brasileiro de Futebol.[6][3]

Apitou as decisões do Campeonato Brasileiro de 1976, 1978, 1981, 1982 (primeira e segunda partida), 1991 e 1992; dos Campeonato Carioca de 1978, 1979, 1982, 1984, 1985 e 1993 (primeira partida) e das Copa Libertadores de 1986 e 1991.

Foi o responsável por um dos maiores erros da história do futebol mundial segundo o maior jornal inglês e um dos maiores jornais do mundo, o The Guardian[7][8]. Na Copa Libertadores de 1981, na disputa entre Flamengo e Atlético Mineiro, José Roberto Wright chegou em Goiânia no mesmo avião vindo do Rio de Janeiro, junto com a delegação carioca e ficou no mesmo hotel que os flamenguistas gerando estranheza que se confirmou logo aos 10 minutos do primeiros tempo. Em uma jogada no meio campo, Reinaldo faz falta normal em Zico e imediatamente Wright mostrou o cartão vermelho. Na tv, Telê Santana um severo crítico do ante-futebol dizia: "Uma falta que a gente está acostumado a ver no futebol brasileiro." Logo depois foi a vez de Éder, em outra falta normal o ponteiro esquerda mineiro ganhou o cartão vermelho do juiz. Daí pra frente o serviço já estava feito, o Galo com 9 jogadores em campo seria facilmente vencido pelo Flamengo. O técnico do GALO, Carlos Alberto Silva colocou o time com uma armação claramente defensiva, neste momento mesmo o juiz, que em 30 minutos de jogo havia distribuido 4 cartões amarelos para os jogadores do GALO, além de 2 cartões vermelhos, expulsou Palhinha e Chicão aos 34 minutos do primeiro tempo gerando comoção atleticana. Os dirigentes do galo, fotógrafos, cinegrafistas enttaram em campo, O jogo é paralisado. Nessa hora o "Juiz" expulsa todo o banco de reservas da equipe mineira, jogadores, técnico, comissão técnica e diretoria. Os dirigentes de Minas queriam retirar os seus jogadores de campo. Mas essa atitude não foi tomada, e o jogo recomeçou antes dos 30 minutos legais de paralisação[9]

José Roberto Wright foi o árbitro da partida final do Campeonato Carioca de 1985, entre Fluminense e Bangu, que terminou em grande confusão devido à alegação dos banguenses de que houvera um pênalti não marcado já nos acréscimos do segundo tempo de jogo. O resultado final deu o tricampeonato ao Fluminense. Em entrevista dada à época, José Roberto Wright se defendeu dizendo que não viu o lance pois estava longe e de costas, e que já iria apitar o final da partida. Por conta do ocorrido, o bicheiro Castor de Andrade e seus seguranças invadiram o gramado na tentativa de agredir José Roberto Wright.[10][11][12]

Atualmente é colunista do jornal Lance!,[13] e desde maio de 1998 foi comentarista da Rede Globo, ficando até 2011[14]

Em abril de 2012, José Roberto Wright deixou a Rede Globo para ser ouvidor da entidade e responsável por receber reclamações na CBF.[15]

Referências

  1. Paula Martini (15 de abril de 2010). «Melhor juiz na Copa de 90, Wright considera arbitragem na África razoável». SRZD. Consultado em 5 de setembro de 2011 
  2. «José Roberto Wright critica demolições para estacionamento no Maracanã». Portal 2014. 12 de maio de 2009. Consultado em 5 de setembro de 2011. Arquivado do original em 15 de julho de 2010 
  3. a b «Wright: Simon acha que está acima do bem e do mal». Clic RBS. 9 de novembro de 2009. Consultado em 5 de setembro de 2011 
  4. «The World's best Referee 1990» (em inglês). IFFHS. Consultado em 5 de setembro de 2011 
  5. «Árbitro da Copa de 2002 é eleito o melhor da história». R7. 18 de janeiro de 2010. Consultado em 5 de setembro de 2011 
  6. «in360 - Apae realiza torneio de futebol society, na segunda (25), em Búzios». in360.globo.com. 2011. Consultado em 3 de setembro de 2011. t 
  7. «Maior roubo da história do futebol? Principal jornal da Inglaterra lembra Atlético-MG x Flamengo de 1981 | Goal.com». www.goal.com. Consultado em 28 de junho de 2020 
  8. «Maior roubo da história do futebol? Principal jornal da Inglaterra lembra Atlético-MG x Flamengo de 1981 | Goal.com». www.goal.com. Consultado em 28 de junho de 2020 
  9. «Maior roubo da história do futebol? Principal jornal da Inglaterra lembra Atlético-MG x Flamengo de 1981 | Goal.com». www.goal.com. Consultado em 28 de junho de 2020 
  10. «O Carioca de 1985 (Tricampeonato)». Flumania.com.br. Consultado em 6 de setembro de 2011 
  11. «Final para se recordar: Campeonato Carioca 1985». Blog Fluminense Incomparável. Março de 2011. Consultado em 6 de setembro de 2011 
  12. «Fluminense 2x1 Bangu – Final Campeonato Carioca 1985». Liga Futebol. Consultado em 6 de setembro de 2011 
  13. "Previsão racional", José Roberto Wright, Lance!, 18/3/2008, pág. 32
  14. Yahooo!!. «José Roberto Wright não é mais comentarista de arbitragem da Globo». Consultado em 26 de janeiro de 2012 
  15. «Olha só! José Roberto Wright deixa Globo e ganha cargo na CBF». Futebol Interior. Consultado em 2 de abril de 2012 

Ligações externasEditar