José Saraiva

professor português
José Saraiva
Nome nativo José Leonardo Venâncio Saraiva
Nascimento 1 de abril de 1881
Fundão
Morte 25 de janeiro de 1946 (64 anos)
Cidadania Portugal
Filho(s) António José Saraiva
Ocupação professor

José Leonardo Venâncio Saraiva (Fundão, Donas, 1 de abril de 1881Lisboa, 25 de janeiro de 1946) foi um professor português.

Oriundo de uma família humilde, começou a sua vida como marçano, até terminar o curso de História. Licenciado pela Universidade de Coimbra, foi aluno de Teófilo Braga.

Professor do ensino liceal, historiador e crítico de arte, estabeleceu-se em Leiria em 1915. Nessa cidade, onde viveu até 1932, foi professor efetivo e reitor do Lyceu Francisco Rodrigues Lobo (hoje Escola Secundária Francisco Rodrigues Lobo) e da Escola Industrial e Comercial de Leiria (atual Escola Secundária Domingos Sequeira). Depois de se ter transferido para Lisboa, foi reitor do Liceu Passos Manuel, a partir de 1933. Foi membro da Junta Nacional de Educação, onde apresentou vários pareceres sobre assuntos pedagógicos.

Pertenceu à Academia Portuguesa da História[1].

Em Leiria, foi presidente da Liga dos Amigos do Castelo de Leiria, a ele se devendo a primeira planta topográfica e a primeira monografia daquele monumento.

A 28 de abril de 1951, foi agraciado com o grau de Comendador da Ordem da Instrução Pública.[2]

O seu nome foi atribuído ao Agrupamento de Escolas Dr. José Saraiva, em Leiria. Está consagrado nas toponímias de Lisboa (freguesia de Santa Maria dos Olivais, Edital de 26-03-1971); Oeiras (freguesia de Queijas); e Sesimbra (freguesia da Quinta do Conde)[3].

ObrasEditar

  • Os Painéis do Infante Santo, (1925);
  • Leiria. Breve estudo crítico das suas origens e notícias históricas, arqueológicas e artísticas das ruínas do seu Castelo da Catedral;
  • O Ensino Secundário, (1935);
  • O Livro de Marco Polo[4].

Com Rui Pinto de Azevedo e Paulo Merêa colaborou na edição de Documentos Medievais Portugueses – Documentos Particulares (Lisboa, 1940) e de Documentos Medievais Portugueses – Documentos Régios (Lisboa, Volumes I, e Tomo I do Volume II – 1958-1962).

Dados genealógicosEditar

Filho de António Venâncio Saraiva (1851-1884) e de sua mulher (c. Donas, 7 de agosto de 1875) Florinda Maria (1845-?).

Casou em Lisboa, a 8 de novembro de 1913, com Maria da Ressurreição Baptista (Fundão, Donas, 9 de março de 1883 - Lisboa, Lisboa, 18 de agosto de 1961), irmã de José Maria Hermano Baptista (1895-2002).

Teve sete filhos (5 filhos e 2 filhas), entre eles:

Referências