Abrir menu principal

José de Anchieta (diretor)

diretor
José de Anchieta
Nascimento 23 de fevereiro de 1948
Caruaru
Morte 23 de maio de 2019 (71 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação diretor de cinema

José de Anchieta Costa (Caruaru, 23 de fevereiro de 1948 - São Paulo, 23 de maio de 2019 [1]) foi um diretor, cenógrafo e figurinista de teatro, cinema, televisão e publicidade brasileiro.

José de Anchieta iniciou sua trajetória no final dos anos 60. Dirigiu um único filme para o cinema, Parada 88, o limite de alerta , um dos raros filmes de ficção científica brasileiros, e do qual foi também roteirista, além de cenógrafo e figurinista.

Atuação em teatroEditar

Como cenógrafo e figurinista Anchieta criou cenários e figurinos para diversas montagens do Teatro do Ornitorrinco, entre elas:

Atuação no cinema e na televisãoEditar

Como diretor
Como figurinista
  • 1977 - Parada 88, o limite de alerta
Como cenógrafo

PrêmiosEditar

  • 1971 APCA - Associação Paulista de Críticos - Melhor Figurinista por O Evangelho Segundo Zebedeu
  • 1971 Prêmio Padre Anchieta - TV Cultura de São Paulo - Melhor Diretor de Cinema por A Flauta das Vértebras
  • 1973 Prêmio Jornal do Brasil - Melhor Diretor de Cinema por Reticências
  • 1973 Prêmio Humberto Mauro - Melhor Diretor de Cinema por Reticências
  • 1973 Prêmio do Festival de Cinema Científico do Rio de Janeiro - Melhor Diretor de Cinema por Reticências
  • 1975 Prêmio Kikito de Ouro - Festival de Gramado - Melhor Diretor de Cinema por Ponto Final
  • 1975 Prêmio Governador do Estado - Melhor Cenógrafo e Figurinista de Teatro por Lulu
  • 1978 APCA - Associação Paulista de Críticos de Arte - Melhor Cenógrafo e Figurinista de Cinema por Parada 88 - O Limite de Alerta
  • 1986 Festival Internacional de Cinema e TV de New York - Melhor Diretor por Teatrônico
  • 1990 APCA - Associação Paulista dos Críticos de Arte - Melhor Figurinista por O Doente Imaginário'
  • 1992 APCA - Associação Paulista dos Críticos de Arte - Melhor Figurinista por Sonho de uma Noite de Verão
  • 1992 Prêmio Mambembe de Teatro - Melhor Figurinista por Sonho de uma Noite de Verão
  • 1994 Prêmio Mambembe de Teatro - Melhor Figurinista por A Comédia dos Erros
  • 1995 Grand Prix - Triga de Ouro pelo conjunto de trabalhos - quadrienal de cenografia, costumes e arquitetura teatral - Praga / República Tcheca

Ligações externasEditar

Referências

  1. «Artista fez diversas parcerias com a companhia Teatro do Ornitorrinco, de Cacá Rosset». Estadão. 3 de outubro de 2019. Consultado em 23 de maio de 2019