Josef Knubel

guia de alta montanha suíço

Josef Knubell, conhecido também por Joseph (Sankt Niklaus, 2 de março de 1881 — Sankt Niklaus, 31 de maio de 1961) foi guia de alta montanha suíço.

Josef Knubel
Nascimento 2 de março de 1881
Sankt Niklaus
Morte 31 de maio de 1961
Sankt Niklaus
Cidadania Suíça
Progenitores
Ocupação guia de alta montanha, ski mountaineer

BiografiaEditar

De uma família de guia de montanha, era filho de Peter Knubel (1833-1919) conhecido pelo "homem do Matterhorn", e tinha três tios que morreram no Lyskamm em 1877 com dois clientes, Josef Knubel faz parte com Alexander Burgener e Franz Lochmatter, da segunda geração dos guias de montanha suíços que "conquistaram" os Alpes no fim do século XIX e começo do século XX, que trabalhavam principalmente com clientes anglo-saxões.

O nome de Josef Knubel está intimamente associado ao seu cliente Geoffrey Winthrop Young com o qual fizeram algumas das grandes conquistas do alpinismo entre 1905 e 1914 como as três grandes vertentes norte dos Alpes, mas o acidente e a amputação de perna deste durante a Primeira Guerra Mundial pôs fim a esta grande colaboração e cordada.

Fissura KnubelEditar

Fissura Knubel ou fenda Knubel é o nome porque é conhecida a técnica inventada por Joseph Knubel em agosto de 1911 para poder vencer a vertente Mar de Gelo da Aiguille du Grépon no Maciço do Monte Branco, que fez com G. W. Young, passagem com a cotação V+, e na qual "bloqueou" o piolet para assim se poder fixar/prender à montanha [1].

PrimeirasEditar

Do seu ativo podem assinalar-se as seguintes primeiras ascensões:

  • 28 de agosto de 1905: face sudeste do Weisshorn com G. W. Young, V.J.E. Ryan e os guias J. e G. Lochmatter
  • 11 de agosto de 1906: face sudoeste do Täschhorn com G. W. Young, V. J. E. Ryan e os guias Franz e J. Lochmatter
  • 18 de agosto de 1906: aresta do Klein Triftji do cumo do Breithorn com G. W. Young, R. J. Major, C.D. Robertson e M. Ruppen
  • 10 de agosto de 1907: travessia Aiguille du Midi-Aiguille du Plan com G. W. Young
  • 21 de agosto de 1907: vertente este do Zinalrothorn com G. W. Young, C.D. Robertson e o guia H. Pollinger

31 de agosto de 1909: vertente nordeste do Weisshorn com G. W. Young e O.P Smith1

  • 9 de agosto de 1911: aresta do Brouillard no Monte Branco pelo colo Émile Rey, com G. W. Young, Karl Blodig e H. O. Jones
  • 11 de Agosto de 1911: aresta Hirondelles dos Grandes Jorasses com G. W. Young e H. O. Jones
  • 14 de agosto de 1911: aresta oeste das Grandes Jorasses com G. W. Young e H. O. Jones e o guia L. Croux
  • 19 de agosto de 1911: vertente da Mar de Gelo da Aiguille du Grépon com G. W. Young, H. O. Jones e R. Todhunter, e o guia H. Brocherel
  • 1914: primeira ascensão em livre do Dent du Géant com G. W. Young
  • 14 de julho de 1914: aresta sudoeste do Gspaltenhorn com G. W. Young, S Herford e o guia H. Brantschen

1917 : primeira ascensão em esqui do Dom des Mischabel com Arnold Lunn

  • 10 de Setembro de 1929: face noroeste e aresta leste do Scheidegg-Wetterhorn com F. J. Biner e N. S. Finzi
  • 18 de agosto de 1930: face oeste e via direta do Piz Bernina com Thomas Graham Brown, Alexander Graven e Alfred Zürche
  • 23 de agosto de 1930: vertente nordeste do Piz Roseg com T. Graham Brown, A. Graven e A. Zürcher
  • 20 de agosto de 1932: face nordeste do Eiger com A. Graven, Hans Lauper, e A. Zürcher

Ver tambémEditar

BibliografiaEditar

  • Christian Imboden, Berge: Beruf, Berufung, Schicksal. Die St. Niklauser Bergführer als Wegbereiter des internationalen Alpinismus, Rotten Verlag, Visp, 2013 (ISBN 3-907624-48-3), « guia de alta montanha » pp. 100–104, « Primeiras » pp. 136–156
  • Yves Ballu, Les alpinistes- Josef Knubel, Éditions Glénat, 1997

Referências

  1. Bibliografia: Les alpinistes- Josef Knubel