Abrir menu principal
Josias Teófilo
Nascimento 27 de agosto de 1987 (32 anos)
Recife, PE
Nacionalidade brasileira
Ocupação cineasta, jornalista, fotógrafo e escritor
Principais trabalhos O jardim das aflições
Quarteto simbólico
O cinema sonhado (livro)
Prémios Prêmio Antônio de Brito Alves
Religião católica

Josias Teófilo, nome artístico de Josias Saraiva Monteiro Neto[1] (Recife, 27 de agosto de 1987) é um cineasta, jornalista, escritor e fotógrafo brasileiro. É mais conhecido pelo seu trabalho na direção do filme O Jardim das Aflições.[2][3][4][5]

CarreiraEditar

Josias adotou o nome Teófilo em homenagem ao avô, o cineasta Pedro Teófilo Batista,[1] sobre o qual escreveu o romance ensaístico O Cinema Sonhado, ganhador do prêmio Antônio de Brito Alves de melhor ensaio da Academia Pernambucana de Letras. Possui formação em jornalismo e é colaborador da revista Continente, onde escreve especialmente sobre arte e já entrevistou personalidades como Hélène Grimaud, Boris Schnaiderman, Phillipe Jarrousky e Paulo Mendes da Rocha. É também fotógrafo, especializado em fotografia analógica, e teve sua exposição O templum-tempus realizada em São Paulo em 2014.[6][7]

Seu primeiro curta-metragem, Quarteto simbólico, de 2013, foi exibido em mais de 30 festivais e mostras do país e recebeu o prêmio de melhor filme de formação do Festcine no Recife, além de fazer parte do DVD Antologia do Cinema Pernambucano e do programa de matérias de faculdades de arquitetura.[8][9]

Seu filme O Jardim das Aflições trata sobre a vida e ideias do Olavo de Carvalho, filósofo, professor, ensaísta e jornalista conservador do Brasil, radicado nos Estados Unidos. A primeira exibição pública de O Jardim das Aflições, antes de seu lançamento oficial, ocorreu a pedido da coordenadoria do curso de Filosofia e do Clube de Filosofia da Virginia Commonwealth University em 23 de março de 2017, e contou com a presença de acadêmicos da instituição, de Josias e de Olavo de Carvalho.[10][11]

Atualmente, trabalha na direção do filme Iconostasis, que trata da relação entre o cinema de Andrei Tarkóvski e a tradição russa do ícone. Posteriormente, Josias gravará, com o apresentador do canal SBT e comediante stand-up Danilo Gentili, o filme O limite do humor, baseado no livro ainda não lançado do humorista.[12]

Polêmica no Festival Cine PernambucoEditar

O Jardim das Aflições foi inscrito para participar do Festival Cine Pernambuco 2017, no que seria a primeira exibição no Brasil. Contudo, oito cineastas cancelaram sua participação às vésperas do evento, alegando motivos ideológicos. A rejeição se estendeu também à exibição de Real - O Plano Por Trás da História, de Rodrigo Bittencourt. A situação fez os produtores do festival adiarem a edição por prazo indeterminado. Houve uma petição pública em apoio à exibição do filme no festival recebeu mais de 24 mil assinaturas.[13][14]

Para Josias, os cineastas "agiram pior que Mao e Hitler, que ao menos assistiam aos filmes antes de censurá-los" e "não pode haver debate com um conservador, apenas com esquerdistas".[15]

O boicote foi criticado entre cineastas, jornalistas, críticos de cinema, entre outros. Além disso, houve significativo protesto nas redes sociais. Para o então ministro da Cultura, Roberto Freire, quanto a controvérsia em torno do filme, os críticos "se fixaram apenas na Vulgata stalinista. Você pode discordar das ideias, mas não pode impedir que elas existam".[16]

A equipe do filme foi entrevistada pelo apresentador Danilo Gentili em seu talk show The Noite na segunda-feira anterior (29 de maio) ao lançamento, e o programa foi exibido na madrugada do dia da estreia (31 de maio). Olavo de Carvalho participou via teleconferência da residência de seu filho Pedro, em Richmond,[17].

O longa foi o grande vencedor na 21ª edição do Cine PE, realizado em 3 de julho de 2017. O filme foi premiado tanto pelo júri oficial do festival como pelo júri popular na categoria melhor longa-metragem, além de também conquistar o troféu Calunga de melhor montagem.[18]

FilmografiaEditar

CinemaEditar

Ano Titulo Creditado como Notas
2013 Quarteto simbólico Diretor e roteirista Curta-metragem
2017 O Jardim das Aflições Diretor e roteirista Longa-metragem
2017 Iconostasis Diretor filme

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Micheliny Verunschk. «O menino de seu avô». Itaú Cultural. Consultado em 21 de junho de 2017 [ligação inativa]
  2. «The Garden of Afflictions (2017)». Internet Movie Database. Consultado em 16 de março de 2017 
  3. «A Equipe - filme O Jardim das Afliçõesfilme O Jardim das Aflições». ojardimdasaflicoes.com.br (em bretão). Consultado em 25 de março de 2017. Arquivado do original em 21 de março de 2017 
  4. «The Garden of Afflictions (2017)». Internet Movie Database. Consultado em 16 de março de 2017 
  5. Dias, Tiago (25 de outubro de 2016). «Filme sobre guru conservador Olavo de Carvalho quer abraçar a direita». UOL Cinema. Consultado em 12 de março de 2017 
  6. «Quarteto Simbólico». 6 de agosto de 2013. Consultado em 14 de março de 2017 
  7. «3ª Mostra Canavial de Cinema (Seção Goiana)». Consultado em 14 de março de 2017. Arquivado do original em 15 de março de 2017 
  8. «Academia Pernambucana de Letras divulga resultado de Prêmios Literários». Portal Cultura PE. 15 de janeiro de 2015. Consultado em 14 de março de 2017 
  9. «APL divulga vencedores de prêmios literários». 14 de janeiro de 2015. Consultado em 14 de março de 2017 
  10. «The Garden of Afflictions Film Screening and Q & A». AllEvents. Consultado em 16 de março de 2017 
  11. «Sobre o filme - filme O Jardim das Afliçõesfilme O Jardim das Aflições». ojardimdasaflicoes.com.br (em bretão). Consultado em 18 de março de 2017. Arquivado do original em 6 de junho de 2017 
  12. «Danilo Gentili vai lançar Guia Politicamente Incorreto do Humor». CARAS Digital. 6 de fevereiro de 2014. Consultado em 14 de maio de 2017 
  13. «Cineastas tiram filmes do Cine PE em protesto contra seleção alinhada a 'golpe de estado' no Brasil». Diario de Pernambuco. 10 de maio de 2017. Consultado em 10 de maio de 2017 
  14. «Por posição política, cineastas pedem retirada de filmes do Cine PE 2017». O Globo. 10 de maio de 2017. Consultado em 10 de maio de 2017 
  15. de Aquino, Ruth (12 de maio de 2017). «O jardim das aflições». Época. Consultado em 12 de maio de 2017 
  16. Carvalho, Guilherme (14 de maio de 2017). «Josias Teófilo comenta o boicote de cineastas ao Cine PE». Café Colombo. Consultado em 14 de maio de 2017 
  17. «Diretor de filme sobre Olavo de Carvalho é convidado de Danilo Gentili». JC Online. 17 de maio de 2017. Consultado em 17 de maio de 2017 
  18. «filme pernambucano sobre filósofo Olavo de Carvalho vence o 21º Cine PE». G1. 4 de julho de 2017. Consultado em 4 de julho de 2017 

Ligações externasEditar