Abrir menu principal

Juan Carlos Corazzo

futebolista uruguaio

Juan Carlos Corazzo (Montevidéu, 14 de dezembro de 190712 de janeiro de 1986) foi um futebolista e treinador de futebol uruguaio.

Juan Carlos Corazzo
Informações pessoais
Nome completo Juan Carlos Corazzo
Data de nasc. 14 de dezembro de 1907
Local de nasc. Montevidéu, Uruguai
Falecido em 12 de janeiro de 1986 (78 anos)
Apelido Niño
Informações profissionais
Posição ex-Treinador
(ex-Meio-campo)
Clubes de juventude
19201923
19241925
Uruguai Democracia
Uruguai Montevideo Wanderers
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1925–1931
1931–1932
1932–1937
Uruguai Sud América
Argentina Racing
Argentina Independiente

437 (74)
191 (18)
Seleção nacional
1928 Flag of Uruguay.svg Uruguai 53 (21)
Times/Equipas que treinou

1955
19591961
19621964
1967
Uruguai Defensor Sporting
Flag of Uruguay.svg Uruguai
Flag of Uruguay.svg Uruguai
Flag of Uruguay.svg Uruguai
Flag of Uruguay.svg Uruguai

CarreiraEditar

Como jogadorEditar

Como jogador, atuou como meio-campista, debutando em 1925 no pequeno Sud América, chegando a integrar a Seleção Uruguaia em duas partidas, ambas em 1928. Três anos depois, transferiu-se para o futebol argentino. Inicialmente no Racing, logo passou ao arquirrival Independiente, onde ficou até 1937, ano em que encerrou a carreira depois de 191 jogos pelo Rojo de Avellaneda, saindo como um dos maiores ídolos do clube apesar da falta de títulos[1].

Como treinadorEditar

Obteve mais sucesso como técnico, treinando a Celeste em quatro diferentes passagens. Conquistou com seu país dois Sul-Americanos, o Extra de 1959 e o de 1967[2]. Neste último, treinou seu futuro genro, Pablo Forlán. Corazzo, que treinou o Uruguai também na Copa do Mundo de 1962, é também o avô de Diego Forlán[3], filho de Pablo e, curiosamente, outro grande ídolo do Independiente sem troféus pela equipe[4].

Referências

  1. POMATO, Alberto (abril de 2011). Juan Carlos Corazzo. El Gráfico Especial n. 29 - "100 Ídolos de Independiente". Revistas Deportivas, p. 65
  2. TABEIRA, Martín (19 de julho de 2007). «The Copa América Archive - Trivia». RSSSF. Consultado em 31 de julho de 2011 
  3. MORAIS, Thiago Henrique de (24 de julho de 2011). «Um título que está no sangue». Futebol Portenho. Consultado em 31 de julho de 2011 
  4. POMATO, Alberto (abril de 2011). Diego Forlán. El Gráfico Especial n. 29 - "100 Ídolos de Independiente". Revistas Deportivas, p. 17