Juan Martín Díez

Juan Martín Díez, alcunhado El Empecinado (5 de setembro de 1775 - 20 de agosto 1825), foi um militar espanhol, líder de guerrilha destacado na Guerra Peninsular, liderando batalhas contra o exército napoleônico.[1] Liberal e entusiasta da Constituição de Cádis, apesar de previamente anistiado, foi enforcado por ordens de Fernando VII após a restauração absolutista.[1][2]

Retrato de Juan Martín Díez por Goya.

Foi retratado pelo pintor espanhol Francisco Goya.

Referências

  1. a b «El Empecinado, guerrillero y mártir contra la invasión de Napoleón». National Geographic España (em castelhano). Consultado em 16 de fevereiro de 2018 
  2. Lazo, Sebastián (1835). Memorias del Alcalde de Roa, Don Gregorio González Arranz. Madri: Espasa-Calpe, S.A. pp. 43–55 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre história ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.