Jucuruçu

município do Estado da Bahia, Brasil

Jucuruçu é um município brasileiro do estado da Bahia.

Jucuruçu
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Jucuruçu
Bandeira
Brasão de armas de Jucuruçu
Brasão de armas
Hino
Gentílico jucuruçuense
Localização
Localização de Jucuruçu na Bahia
Localização de Jucuruçu na Bahia
Localização de Jucuruçu na Bahia
Jucuruçu está localizado em: Brasil
Jucuruçu
Localização de Jucuruçu no Brasil
Mapa
Mapa de Jucuruçu
Coordenadas 16° 50' 34" S 40° 09' 32" O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Municípios limítrofes Guaratinga, Itamaraju, Vereda e Palmópolis
Distância até a capital 833 km
História
Fundação 24 de fevereiro de 1989 (34 anos)
Administração
Prefeito(a) Arivaldo de Almeida Costa (PSDB, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [1] 1 438,463 km²
População total (Censo IBGE/2022[2]) 9 655 hab.
Densidade 6,7 hab./km²
Clima Tropical
Altitude 365 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[3]) 0,541 baixo
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 54 042,771 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 5 051,67

História editar

Toponímia

Jucuruçu é vocábulo indígena que significa "cobra grande". Do tupi jucuru: cobra, jacuru ou jucuru; e ussu: grande. Nome dado pelos indígenas devido as curvas do rio, dando a impressão de que o mesmo é uma grande cobra. Diz a lenda que essa cobra existiu, e que após ter sido morta pelo índios, ela se transformou no rio.[5][6][7]

Pré-emancipação política

Jucuruçu se iniciou com a chegada das famílias Rocha e Rodrigues, retirantes da forte seca que atingiu o semiárido baiano no final da primeira década do século XX. Estabeleceram-se em meados de 1912, ás margens do rio Jucuruçu, por definirem que ali havia terra boa para plantio, criação de animais e água em abundância. Os patriarcas das famílias, respectivamente, foram Ramiro Rocha e José Rodrigues (o "Zé de Du"). As matriarcas das famílias, respectivamente, foram Florzina Rocha e Vitorina Maria Rodrigues. Para unificar as famílias, ocorreu o casamento de Manoel Rodrigues, o "Manoel de Du" com Júlia Rocha; e João Rodrigues, o "João de Du" com Maria Rocha. Os homens, filhos de Zé de Du. As mulheres, netas de Ramiro Rocha. Os Rodrigues que descendem de Zé de Du são conhecidos como "Os Du".[8][9][10]

Em 1933, através do Decreto Estadual Nº 8531, foi criada a comunidade Santo Antônio, pertencente ao território do município de Prado. O território foi doado por Manoel de Du para a instalação da zona comerciária, desmembrando parte das terras da Fazenda Venezuela, propriedade de sua família. Em 1934, Ramiro Rocha também contribuiu com doação para o aumento da área territorial do distrito. Logo, chegaram os sobrinhos de Zé de Du, o Augusto Rodrigues, conhecido como "Augusto Mineiro" e Manoel Rodrigues, que por ter o mesmo nome do primo, adotou o pseudônimo de "Manoel Tote". A montanha gigantesca, que anuncia a proximidade de Jucuruçu, recebeu o nome de Pedra de Tote, por estar localizada no território da antiga fazenda dos Tote.[11][12]

Em 1938, o distrito de Santo Antônio passou a ser chamado de Trindade, nome da primeira rua do comércio. O lugar, contudo, ficou conhecido como Chumbo, após Manoel de Du e seu irmão, Dely de Du, encontrarem um saco de chumbo no riacho que rodeava o pequeno distrito. Assim, quando alguém se referia à localização do lugar, respondiam: "lá naquele lugar do chumbo". Até os dias atuais, este riacho é chamado de Córrego do Chumbo.[13][14]

Em 1943, através de novo decreto, Trindade passou a ser chamada de Jucururu, notoriamente o nome sofrera um erro de grafia. Na década de 1950, Álvaro Pompilho, escrivão, foi eleito vereador e representante do distrito na câmara de vereadores do município de Prado.[15]

Em 10 de maio de 1961, o distrito de Jucururu é desmembrado do município de Prado, passando a pertencer ao recém criado município de Itamaraju. Foram eleitos Josino Eduardo Brito e Armindo Vieira de Araújo, como representantes do distrito na câmara de vereadores de Itamaraju. Em 1964, elegeu-se vereador Valdemar José Nogueira, permanecendo como representante do distrito na câmara de vereadores de Itamaraju por quatro mandatos consecutivos. Em dezembro de 1968 ocorreu a primeira grande enchente do Rio Jucuruçu. Na década de 1980, elegeu-se vereador Itamar Batista de Araújo, permanecendo como representante do distrito na câmara de vereadores de Itamaraju até a emancipação de Jucuruçu.[16]

Pós-emancipação política

Em 8 de agosto de 1988, foi realizado o plebiscito para definir se a população era a favor ou contra a emancipação do vilarejo. Em 24 de fevereiro de 1989, após mais de setenta anos desde a chegada das primeiras famílias, o distrito é elevado à categoria de Município, corrigindo-se a grafia para Jucuruçu. Passaram a pertencer ao território jucuruçuense os distritos de Coqueiro, Monte Azul, Água Limpa, São João da Boa Nova, Manoel Rodrigues e Itamaraty. Além dos vilarejos, fazem parte de Jucuruçu cerca de trinta comunidades, divididas por córregos, como Chumbo, Prata, Refugado, Lixa, Tubatinga, Onça, Monte Negro e São Domingos, e ainda por regiões familiares como as áreas de Jonas, Caboclos, Camilo Queiroz e Alves.[17]

Em 1989 foram realizadas as primeiras eleições para a prefeitura de Jucuruçu. Na primeira eleição foi eleito prefeito Porfiro Antonio Rodrigues, seu vice-prefeito foi Anésio Martins e governaram de 1990 a 1992. Na segunda eleição o prefeito eleito foi Teodolino José Pereira, seu vice-prefeito foi Gilberto Nascimento Costa e governaram de 1993 a 1996. Na terceira eleição o prefeito eleito foi novamente Porfiro Antonio Rodrigues, sua vice-prefeita foi Helenita Moitinho e governaram de 1997 a 2000. Na quarta eleição a prefeita eleita foi Eliana Perpétua Curvelo de Souza, seu vice-prefeito foi Teodolino José Pereira e governaram de 2001 a 2004. Na quinta eleição o prefeito eleito foi novamente Teodolino José Pereira, seu vice-prefeito foi Hermes Perin e governaram de 2005 a 2008. Na sexta eleição o prefeito eleito foi Manoel do Carmo Loyola, seu vice-prefeito foi Gilberto Nogueira e governaram de 2009 a 2012, porém Gilberto Nogueira assumiu como prefeito no último trimestre de 2012 após impeachment do prefeito Manoel do Carmo Loyola. Na sétima eleição a prefeita eleita foi Uberlândia do Carmo Pereira, seu vice-prefeito foi Paulo Figueiredo e governaram de 2013 a 2016. Na oitava eleição a prefeita eleita foi novamente Uberlândia do Carmo Pereira, seu vice-prefeito foi Erley Fernandes e governaram de 2017 a 2020. Na nona eleição o prefeito eleito foi Arivaldo de Almeida Costa, sua vice-prefeita foi Leidian Queiroz Jardim e governaram de 2021 a 2024. [18][19]

O Hino do Município de Jucuruçu foi civicamente conhecido e cantado a 1ª vez pela população no dia 24 de fevereiro de 2008, através do Projeto de Lei nº 12 de 12 de julho de 2007, após a realização de um concurso público que foi coordenado pelos secretários municipais Athylla Borborema e Josefina Gomes. Uma comissão julgadora selecionou 5 composições numeradas para que não fossem identificados seus autores (02, 03, 07, 19 e 28) em meio aos 33 autores inscritos na competição pública. Contudo, a escolha do texto campeão só foi versado após o crivo do julgamento do plenário do Poder Legislativo que declarou como vencedor o texto nº 03, posteriormente revelado como sendo o hino de autoria do servidor público municipal Hildeberto Gomes Onofre, o "Dinho Onofre".[20][21]

Em dezembro de 2021, Jucuruçu foi atingida por uma enchente ainda maior que a ocorrida em 1968. Cerca de 25% da população ficou desabrigada.[22][23][24][25][26]

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Cidades e Estados». IBGE. 28 de junho de 2023. Consultado em 17 de julho de 2023 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 25 de agosto de 2013 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Jucuruçu - Prefeitura, história e informações sobre a cidade». Cidades do meu Brasil. Consultado em 28 de abril de 2023 
  6. «Jucuruçu Bahia». Consultado em 28 de abril de 2023 
  7. «Coroa de Flores para Jucuruçu - JUCURUCU / BA | Coroas para Velório». www.coroasparavelorio.com.br. Consultado em 28 de abril de 2023 
  8. Porto, Merivaldo. «História de Jucuruçu - CM Rubim». História de Jucuruçu - CM Rubim. Consultado em 23 de novembro de 2020 
  9. ALBA. «Ronaldo Carletto parabeniza município de Jucuruçu». ALBA. Consultado em 24 de maio de 2022 
  10. Brito, Armando Azevedo (25 de fevereiro de 2012). «"JORNAL ITAMARAJU ": "JUCURUÇU COMEMORA 23 ANOS DE EMANCIPAÇÃO POLITICA"». "JORNAL ITAMARAJU ". Consultado em 24 de maio de 2022 
  11. «Escaladas.com.br | Pedra de Tote». www.escaladas.com.br. Consultado em 16 de junho de 2022 
  12. PRESS, HOTFIX. «Sombra da Tarde: Um paraíso em Jucuruçu - BA». Cocobongo.com.br. Consultado em 16 de junho de 2022 
  13. «Jucuruçu cidade de Jucuruçu Informações município Jucuruçu História da cidade Ju». www.pet90.com.br. Consultado em 23 de novembro de 2020 
  14. «administração de sites em Jucuruçu». Web4business. Consultado em 24 de maio de 2022 
  15. IBGE, IBGE (24 de fevereiro de 1989). «Jucuruçu - Formação Administrativa» (PDF). IBGE. Consultado em 23 de novembro de 2020 
  16. «Tudo sobre o município de Jucuruçu - Estado da Bahia». Cidades do meu Brasil. Consultado em 23 de novembro de 2020 
  17. «Jucuruçu-Ba - Secretaria de Educação promoveu com sucesso a 4ª Edição da Olimpíada Estudantil 2017 "O futuro atleta começa aqui"». Consultado em 19 de junho de 2022 
  18. PRESS, HOTFIX. «Sombra da Tarde: Um paraíso em Jucuruçu - BA». Cocobongo.com.br. Consultado em 27 de janeiro de 2024 
  19. «desenvolvimento de web sites em Jucuruçu». Web4business. Consultado em 19 de junho de 2022 
  20. «População de Jucuruçu conhece o seu Hino Oficial 19 anos depois da emancipação do Município » Teixeira News». teixeiranews.com.br. 24 de fevereiro de 2008. Consultado em 3 de junho de 2023 
  21. Borborema, Athylla (24 de fevereiro de 2019). «A história do Hino Oficial de Jucuruçu nos 30 anos de emancipação do Município». O ABC. Consultado em 3 de junho de 2023 
  22. «Jucuruçu (BA): Lili (PSDB) é eleito prefeito». noticias.uol.com.br. Consultado em 23 de novembro de 2020 
  23. «Moradores são resgatados com auxílio de colchão inflável após enchente atingir Jucuruçu, no sul da Bahia». G1. Consultado em 25 de maio de 2022 
  24. «Morador relembra enchente em cidade da BA e resgate de crianças com ajuda de colchão: 'nunca presenciei algo desse tipo'». G1. Consultado em 25 de maio de 2022 
  25. «Cabeleireira de Jucuruçu filma e relata como moradores resgataram vítimas usando colchões». O Globo. 12 de dezembro de 2021. Consultado em 25 de maio de 2022 
  26. «Com 1.500 desabrigados, prefeito de cidade baiana atingida pela enchente descreve 'horror'». O Globo. 14 de dezembro de 2021. Consultado em 25 de maio de 2022 

Ligações externas editar