Abrir menu principal
Julian Ursyn Niemcewicz
Nascimento 16 de fevereiro de 1758
Morte 21 de maio de 1841 (83 anos)
Paris
Sepultamento França
Cidadania República das Duas Nações
Alma mater Corpo de Cadetes
Ocupação diplomata, tradutor, poeta, escritor
Prêmios Ordem de Santo Estanislau
Julian Ursyn Niemcewicz

Julian Ursyn Niemcewicz (Skoki próximo de Brest, 16 de fevereiro de 1757 - Paris, 21 de maio de 1841) foi um estudioso polonês, poeta, patriota e estadista. Seu brasão de armas era o Rawicz.

No período inicial de sua vida ele atuou como assistente de Tadeusz Kościuszko, foi feito prisioneiro juntamente com ele na mortal Batalha de Maciejowice (1794) e compartilhou seu cativeiro em São Petersburgo. Quando foi solto viajou algumas vezes para a América, onde casou. Depois do Congresso de Viena foi Secretário de Estado e Presidente do Comitê Constitucional da Polônia, mas em 1830-1831 foi novamente enviado para o exílio. Morreu em Paris em 21 de maio de 1841.

Niemcewicz experimentou vários estilos de composição. Sua comédia A Volta do Deputado (1790) conseguiu uma grande repercussão e seu romance, João de Tenczyn (1825), no estilo de Walter Scott, dá uma vigorosa visão dos dias da antiga Polônia. Ele também escreveu a "História do Reinado de Sigismundo III", (em três volumes, 1819) e uma coleção de memórias da "História Antiga Polonesa" (em seis volumes, 1822-1823). Mas atualmente ele é mais lembrado por suas “Canções Históricas dos Poloneses" (Varsóvia, 1816), uma série de composições líricas na qual os principais heróis pertencem à Era dourada de Sigismundo I e os reinados de Stefan Batory e Jan III Sobieski.

Uma coleção de seus trabalhos foi publicada em doze volumes em Leipzig (1838-1840).

ObrasEditar

  • Władysław pod Warną - (1788)
  • Kazimierz Wielki - (1792)
  • Powrót posła (A Volta do Deputado) - (1791)
  • Na hersztów targowieckich
  • Podróże historyczne po ziemiach polskich
  • Śpiewy historyczne
  • Dzieje panowania

BibliografiaEditar