Abrir menu principal
Juliano Cezar
Informação geral
Nascimento 29 de abril de 1960 (59 anos)
Origem Passos, MG
Nacionalidade brasileiro
Gênero(s) Sertanejo, country
Período em atividade 1985-presente
Gravadora(s) RGE
Som Livre
Paradoxx
Página oficial JulianoCezar.com.br

Juliano Cezar (Passos, 29 de abril de 1960) é um cantor, compositor e apresentador brasileiro.[1]

Iniciou sua carreira em 1985, depois de ter sido peão de rodeios e fazendeiro. Do interior de Minas, Juliano gastou seu pé-de-meia em seu primeiro disco, independente, onde apresentava sua interpretação em regravações de sucessos de Chitãozinho e Xororó e Milionário e José Rico, entre outros. No final da década de 80 mudou-se para São Paulo e, em 1990 lançou seu primeiro disco por uma gravadora, dessa vez com composições suas, além do sucesso “Não aprendi dizer adeus” de Joel Marques, posteriormente regravado por Leandro e Leonardo. Por esse disco, Juliano ganhou o Prêmio Sharp de cantor revelação. Depois de cinco anos sem gravar e de uma viagem a Nashville, Meca do country, onde manteve contato com os papas do gênero, Juliano lançou, em 1997, seu primeiro disco pela Paradoxx, já totalmente dedicado à música country.

Índice

DiscografiaEditar

ÁlbunsEditar

Ano Álbum Gravadora
1990 Tarde Sertaneja RGE
1990 Amor de Peão RGE
1990 Juliano Cezar RGE
1996 Deixo a Estrada Me Levar Som Livre
1998 Rumo a São Paulo Paradoxx
2000 Cowboy Vagabundo Paradoxx
2002 A Dois Passos do Paraíso (ao vivo) Paradoxx
2003 Vida de Peão Paradoxx
2005 Juliano Cezar ao vivo Paradoxx
2006 É Isso que a Galera Quer Paradoxx
2008 Assim vive um cowboy , ao vivo Paradoxx
2010 Enroscando e Amando Paradoxx

VideografiaEditar

DVDEditar

  • 2005 - Juliano Cezar Ao Vivo
  • 2009 - Juliano Cezar Ao Vivo

PrêmiosEditar

Prêmio Sharp 1991Editar

  • Cantor revelação

Grammy Latino 2004Editar

  • Melhor Álbum romântico em Português (Indicação)

Referências

  1. «Biografia no Cravo Albin». dicionariompb.com.br. Consultado em 18 de março de 2014 

Ligações externasEditar