June Haver

June Haver (Rock Island, 10 de junho de 1926Brentwood, 4 de julho de 2005) foi uma atriz estadunidense.[1] Uma vez preparada pela 20th Century Fox para ser "a próxima Betty Grable", Haver apareceu em uma série de musicais. Mas ela nunca alcançou a popularidade de Grable.[2]

June Haver
Nascimento 10 de junho de 1926
Rock Island
Morte 4 de julho de 2005 (79 anos)
Los Angeles
Sepultamento Holy Cross Cemetery
Cidadania Estados Unidos
Cônjuge Fred MacMurray
Ocupação atriz de teatro, ator/atriz de cinema, atriz de televisão
Prêmios
  • estrela na calçada da fama de Hollywood
Religião Igreja Católica
Causa da morte insuficiência respiratória

Início da vidaEditar

Nascida em 10 de junho de 1926 como June Stovenour, June Haver nasceu em Rock Island, Illinois. Mais tarde, ela levou o sobrenome de seu padrasto Bert Haver. Depois que a família se mudou para Ohio, Haver, de sete anos, entrou e venceu um concurso do Conservatório de Música de Cincinnati [3]. Aos 10 anos, ela voltou para Rock Island, onde começou a se apresentar para Rudy Vallée [4]. Como sua mãe era atriz e seu pai, músico, Haver duvidava frequentemente de quem ela (na carreira) queria seguir. Aos oito anos, ela ganhou um teste de cinema imitando atrizes famosas, incluindo Greta Garbo, Katharine Hepburn e Helen Hayes. A mãe de Haver, no entanto, proibiu a filha de se tornar atriz infantil na indústria cinematográfica, sentindo que era jovem demais [5].

Trabalhando regularmente como cantora de banda na adolescência, ela se apresentou com a Ted Fio Rito Orchestra por US$ 75 por semana. Outros líderes de banda para quem ela trabalhou foram Dick Jurgens e Freddy Martin. Além disso, ela se tornou uma conhecida estrela infantil no rádio.

CarreiraEditar

Depois de se mudar para a Califórnia com sua mãe, Haver estreou em quatro curtas musicais na Universal, um dos quais, Trumpet Serenade (1942) foi com a orquestra de Tommy Dorsey. Então a Fox ofereceu-lhe um contrato. Seu primeiro filme na companhia foi The Gang's All Here (sem créditos), dirigido por Busby Berkeley, apresentando Alice Faye e Carmen Miranda nos papeis principais. No ano seguinte, ela estrelaria junto com outras duas recém-chegadas no estúdio, Jeanne Crain e Lon McCallister, Home in Indiana (1944).

Mesmo antes de Home in Indiana ser lançado, ela foi designada a substituir Alice Faye no Technicolor musical, Irish Eyes Are Smiling (1944). Incapaz de convencer Faye de desistir da sua aposentadoria, a Fox deu-lhe, o papel da irmã mais nova de Betty Grable em The Dolly Sisters (1945), um relato ficcional das Dolly Sisters, famosas atrizes do teatro de vaudeville. Durante sua carreira no estúdio, Haver foi originalmente preparada para ser a próxima Betty Grable. Durante as filmagens, houve uma série de boatos sobre um possível confronto entre as duas atrizes, principalmente por causa de sua comparação frequente, mas Haver refutou isso com: "Betty é uma grande estrela e eu estou apenas começando".

Aos 19 anos, a atriz conheceu Fred MacMurray, seu futuro marido, na época com 37 anos, no set de Where Do We Go From Here? (1945), o único filme que fariam juntos. Em 1946, ela estrelou em Wake Up and Dream e Three Little Girls in Blue; ambos os quais foram bem recebidos e trouxe sucesso moderado. No ano seguinte, o papel de Katie em I Wonder Who's Kissing Her Now, foi escrito no filme especialmente para ela.

Em 1948, ela estrelou Scudda Hoo! Scudda Hay!, uma comédia dirigida por F. Hugh Herbert. Depois de ter assinado com a 20th Century Fox, Marilyn Monroe teve sua primeira aparição no cinema, apesar de pequena, neste filme. Vestida com um avental e descendo a escada de uma igreja, ela diz: "Oi, Rad" para a personagem de Haver, que responde: "Oi, Betty." Após o estrelato de Monroe, a 20th Century Fox alegou que a fala dela no filme tinha sido cortada. Mas historiador de cinema James Haspiel diz sua fala está intacta, ela também aparece em uma tomada com uma outra mulher remando uma canoa.

No ano seguinte, Haver iria estrelar The Daughter of Rosie O'Grady e I'll Get By. Em 1951, se uniu com o mais novo trunfo da Fox, Marilyn Monroe, para co-estrelar com William Lundigan, a comédia de baixo orçamento, Love Nest. Mesmo Haver sendo o primeiro nome do elenco, e mais conhecida, a maior parte da publicidade do filme ficou centrada em Monroe. O filme foi feito em preto e branco. Seus outros 15 trabalhos feitos entre 1943 e 1953 foram filmadas em Technicolor, um recorde para uma atriz da Era de Ouro de Hollywood.

Após seu casamento com MacMurray, Haver se aposentou das telas (suas últimas aparições foram como ela mesma no The Lucy-Desi Comedy Hour em 1958 e Disneyland '59). Sua última aparição em um filme foi em 1953 em The Girl Next Door.

Vida pessoalEditar

 
June Haver para Modern Screen, Julho de 1945.

Haver insistiu que ela sempre foi muito próxima de sua família. Suas irmãs a seguiram para Hollywood e serviram como substitutas, enquanto sua mãe era a secretária pessoal de Haver.

Em 9 de março de 1947, Haver se casou com o trompetista James Zito. Ela o conheceu aos 15 anos, enquanto fazia turnê com a orquestra de Ted Fio Rito. Eles inicialmente perderam contato depois que Haver se mudou de Illinois para Beverly Hills, mas começaram a namorar quando Haver fez uma breve visita à sua cidade natal, quando ela já era atriz de cinema. Haver entrou com o pedido de divórcio menos de um ano após ter fugido com Zito, ganhando decreto interlocutório em 25 de março de 1948. Ela admitiu à imprensa que o casamento foi um fracasso desde o início, dizendo: "Quero esquecer o mais rápido possível. estava casada horas antes de eu perceber que nunca tinha conhecido Jimmy. Ele era um estranho. Ele estava no lixão ou no alto. Nunca soube de um momento para o outro como ele seria". Porque ela era uma católica devota Haver tentou fazer o casamento funcionar, voltando-se para a igreja para esquecer sua infelicidade.[6][7]

Após o divórcio de Zito, Haver começou a namorar o Dr. John L. Duzik, com quem ela namorou antes de se casar com Zito; eles planejavam se casar, mas Duzik morreu em 31 de outubro de 1949, após complicações cirúrgicas. Enquanto cuidava dele nos seus últimos dias, ela começou a frequentar a igreja com mais frequência. Segundo amigos, nesse período ela foi inspirada a se tornar freira. Após a morte de Duzik, Haver supostamente se cansou de Hollywood e nunca mais se apaixonou pelos homens com quem namorou depois.[7][8] Em fevereiro de 1953, Haver tornou-se freira postulante com as Irmãs da Caridade de Leavenworth, uma organização com sede em Leavenworth, Kansas, mas ela ficou lá apenas até outubro, dizendo que saiu por causa de "problemas de saúde".

Naquela época, Haver conheceu Fred MacMurray, um dos homens mais ricos e conservadores de Hollywood, novamente, e um relacionamento romântico se desenvolveu. (Aos 18 anos, ela havia trabalhado em um filme com ele, mas ele era casado na época.) Em 28 de junho de 1954, eles se casaram. Ela disse à imprensa: "Quando me casei com Fred, ele estava muito preocupado. Ele era um orçamento barulhento. Ele não havia progredido para ser um catador de fiapos, mas ele já era um vazio no cinzeiro, e isso é tão definido em seus caminhos quanto um homem pode conseguir". Haver insistiu em adotar uma garota, mas MacMurray, 18 anos mais velha, inicialmente recusou, explicando que ele já era pai. Logo depois, ele concordou em adotar uma criança e, com a ajuda de um médico, eles puderam receber filhas gêmeas. Ele morreu em 1991.

MorteEditar

 
A sepultura de Fred MacMurray e June Haver.

Haver morreu de insuficiência respiratória em 4 de julho de 2005, em sua casa em Brentwood, Califórnia, aos 79 anos de idade e foi enterrada no Holy Cross Cemetery, em Culver City. Ela deixou dois enteados (do primeiro casamento de MacMurray), suas filhas gêmeas adotivas, e sete netos.[8][9]

FilmografiaEditar

 
June Haver em 1947.

Referências

  1. Bergan, Ronald (4 de agosto de 2005). «June Haver: An archetypal 'Fox blonde'». The Guardian (em inglês) 
  2. June Haver, 79; Movie Star Later Married Actor Fred MacMurray
  3. «June Haver». latimes.com (em inglês). Consultado em 19 de fevereiro de 2020 
  4. «June Haver | Biography & History». AllMusic (em inglês). Consultado em 19 de fevereiro de 2020 
  5. «June Haver - The Private Life and Times of June Haver. June Haver Pictures.». www.glamourgirlsofthesilverscreen.com. Consultado em 19 de fevereiro de 2020 
  6. «Abilene Reporter News Archives, Oct 6, 1946, p. 29». NewspaperArchive.com (em inglês). 6 de outubro de 1946. Consultado em 19 de fevereiro de 2020 
  7. a b Andre S. «June Haver: Actress Became Nun & Major Fox Musical Star». Alt Film Guide (em inglês). Consultado em 19 de fevereiro de 2020 
  8. a b Press, The Associated (7 de julho de 2005). «June Haver, Movie Star in Frothy Wartime Musicals, Dies at 79». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331 
  9. «'Pocket Grable' June Haver dies at 79». TODAY.com (em inglês). Consultado em 19 de fevereiro de 2020 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.