O Jungle Fight Championship, ou apenas Jungle Fight, é uma organização de Artes Marciais Mistas (MMA) localizada no Brasil. É considerado o maior campeonato de MMA da América Latina[1][2][3] e foi listado em quinto lugar no "Top 10 eventos de MMA regionais" promovido pelo portal Sherdog.[4] Erick Silva, Fabrício Werdum, José Aldo, Lyoto Machida, Rogério Minotouro e Ronaldo Jacaré são alguns dos atletas consagrados mundialmente na modalidade que passaram pelo Jungle Fight.[5]

Jungle Fight Championship
Jungle Fight
Razão social Wallid Ismail Promoções e Eventos Ltda.
Privada
Atividade Promoção de artes marciais mistas
Fundação 13 de setembro de 2003 (20 anos)
Fundador(es) Wallid Ismail
Sede Rio de Janeiro, RJ
Locais Brasil
Presidente Wallid Ismail
Empregados Aproximadamente 600 (lutadores)
Website oficial junglefc.com.br
Eric "Parrudo" sagra-se campeão do Jungle Fight.

História

editar

Criado em 2003 pelo ex-lutador de Jiu-jitsu e MMA brasileiro Wallid Ismail,[6] seu primeiro evento foi em Manaus, Amazonas. Em 2006 realizou um evento na Eslovênia. Não houve disputas em 2007, porém em 2008 iniciou uma série de eventos na cidade do Rio de Janeiro.

De acordo com a organização, o Jungle Fight é o único evento nacional de MMA transmitido internacionalmente nos EUA e América Latina.[6] Antes transmitido pelo canal Combate, agora é transmitido na televisão aberta, pela Rede Bandeirantes após um contrado realizado entre Ismail e a emissora, prevendo inicialmente 12 eventos.[7]

Eventos

editar
 Ver artigo principal: Lista de Eventos do Jungle Fight

Lutadores do Jungle Fight

editar

Atuais Campeões

editar

Masculino

editar
Categoria Peso Limite Campeão Defesas de Cinturão Desafiante Data Ex-Campeões
Peso Pesado 120 kg    Roggers “The Tiger” Sousa 0 William "Gigante" Baldutti / João Almeida
Peso Cruzador 102 kg    Bruno Cappelozza 0
Peso Meio-Pesado 93 kg    Bruno Cappelozza 0 Dirlei Mão de Pedra
Peso Médio 84 kg Dennys “A Máquina” 0 André Lobato / Paulo “Borrachinha”
Peso Meio-Médio 77 kg    Bruce “Soldado de Cristo” Souto 0 Handesson "Boy Doido" Ferreira
Peso Leve 70 kg    Eric "Parrudo" Barbosa 1-2 Tiago "Trator" / Ciro "Bad Boy" / Rander Júnio (Interino)
Peso Pena 65 kg    Felipe “Cabocão” Colares 0 Jonas Bilharinho / Otto Rodrigues / Valdines Silva
Peso Galo 61 kg    Eduardo “Máquina Da Dor” Silva 0 Josenaldo “Naldo” Silva
Peso Mosca 56

 kg

  Denis “Três Dedos” Fontes /   Paulo “Capoeira” Oliveira interino 0 - 0 Unificação Nildo Katchal / Bruno "The Talent" Menezes
Peso Palha 52 kg    Gilberto “Cangaceiro” Dias 0

Feminino

editar
Categoria Peso Limite Campeã Defesas de Cinturão Desafiante Data Ex-Campeãs
Peso Galo Feminino 61 kg vago 0 Amanda Lemos
Peso Mosca Feminino 57 kg vago 0 Simone “Mulher Gato” Duarte
Peso Palha Feminino 52 kg    Polyana Viana 1 Éricka Almeida

Referências

  1. CORREIA, Davi. Revista Veja. Jungle Fight, o caminho mais curto para chegar ao UFC Arquivado em 18 de março de 2016, no Wayback Machine.. 27 de agosto de 2012.
  2. «Maior evento de MMA da América Latina, Jungle Fight volta ao Ginásio do Pacaembu | Secretaria Municipal de Esportes e Lazer | Prefeitura da Cidade de São Paulo». www.prefeitura.sp.gov.br. Consultado em 27 de novembro de 2022 
  3. «Com disputa do cinturão, Jungle Fight 111 marca os 19 anos da organização». Lance!. Consultado em 27 de novembro de 2022 
  4. Patrick Wyman (7 de abril de 2015). «Sherdog's Top 10: Regional MMA Promotions No. 5». sherdog.com 
  5. Cruz, Guilherme (30 de outubro de 2014). «Ice-T narrates Jungle Fight documentary». MMA Fighting (em inglês). Consultado em 27 de novembro de 2022 
  6. a b «Quem somos». Jungle Fight 
  7. Claudia Lima (24 de fevereiro de 2015). «Jungle Fight vai pra TV aberta». Clube da Luta VIP 

Ligações externas

editar