Karl Freudenberg

professor académico alemão

Karl Johann Freudenberg ForMemRS[1] (Weinheim, Baden, 29 de janeiro de 1886 – Weinheim, 3 de abril de 1983) foi um químico alemão, que realizou estudos seminais sobre a configuração absoluta de carboidratos, terpenos e esteroides, e sobre a estrutura da celulose (primeira fórmula correta publicada em 1928) e outros polissacarídeos, e sobre a natureza, estrutura e biossíntese da lignina. O Instituto de Investigações da Química da Madeira e Polissacarídeos da Universidade de Heidelberg foi criado para ele na segunda metade da década de 1930, o qual dirigiu até 1969.[2]

VidaEditar

Freudenberg estudou na Universidade de Bonn em 1904 e na Universidade de Berlim de 1907 a 1910, onde foi aluno de Hermann Emil Fischer. Em julho de 1910 casou com Doris Nieden; tiveram cinco filhos.[3]

Freudenberg foi professor da Universidade de Friburgo (Alemanha) em 1921, da Universidade de Heidelberg em 1922 e da Universidade de Karlsruhe de 1926 a 1956.[4]

Foi eleito membro da Royal Society em 1963.

ObrasEditar

  • Chemie der natürlichen Gerbstoffe (1920) [studies on tannins and their relations to catechins]
  • Stereochemie (1933)
  • Tannin, Cellulose, Lignin (1933)

Referências

  1. Stevens, Thomas Stevens (1984). «Karl Johann Freudenberg. 29 January 1886-3 April 1983». Biographical Memoirs of Fellows of the Royal Society. 30. 168 páginas. JSTOR 769824. doi:10.1098/rsbm.1984.0006 
  2. Weinges, K.; Plieninger, P. (1999). «Erinnerungen an Karl Johann Freudenberg (1886–1983)». European Journal of Organic Chemistry. 1999 (3). 707 páginas. doi:10.1002/(SICI)1099-0690(199903)1999:3<707::AID-EJOC707>3.0.CO;2-R 
  3. «Freudenberg, Karl Johann». Encyclopedia.com. 3 de abril de 1983. Consultado em 11 de julho de 2017 
  4. personenlexikon.net. «Freudenberg, Karl Johann». Personenlexikon. Consultado em 11 de julho de 2017