Karl Penka

antropólogo austríaco

Karl Penka (Mohelnice, 26 de outubro de 1847Viena, 10 de fevereiro de 1912), foi um linguista e etnólogo alemão.

Karl Penka
Nascimento 26 de outubro de 1847
Mohelnice
Morte 10 de fevereiro de 1912 (64 anos)
Viena
Cidadania Áustria
Ocupação antropólogo

ArianismoEditar

Considerado um dos precursores das idéias da superioridade da raça ariana, Penka popularizou a idéia de que os arianos haviam surgido na Escandinávia e que poderiam ser identificados através da pureza étnica das populações nórdicas, e suas características físicas (cabelos loiros, crânio alongado, olhos azuis).

Tomara por base as idéias do historiador judeu Ludwig Geiger, que em 1871 defendera ser a Europa central o local de origem da raça ariana, e posteriormente ampliada por Theodor Poesche com acréscimo de que os nórdicos haviam conservado seus caracteres intactos.

Apesar de polêmicas, suas idéias sobre as origens dos arianos tiveram grande repercussão na Inglaterra e foram defendidas sobretudo por Gerald Henry Rendall.

BibliografiaEditar

Suas principais obras, cuja repercussão serviu para difundir o mito sobre a "raça ariana" na Europa, foram:

  • Origines Ariacae. Linguistich-ethnologische Untersuchungen zur ältesten Geschichte der arischen Völker und Sprachen ('Origens arianas. Estudo lingüístico-etnológico da antiga história do povo e da língua ariana'). 1883 e
  • Die Herkunft der Aryer (Origens dos arianos), 1886.


  Este artigo sobre etnologia ou sobre um(a) etnólogo(a) é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


  Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.