Abrir menu principal

Wikipédia β

Kawaii (em japonês: 可愛い ou かわいい, lit. "fofo", "bonito") é um adjetivo do idioma japonês. Se pronuncia "cauaí".

Um símbolo muito importante para o estilo kawaii é o [1]anime.

Índice

HistóriaEditar

Na década de 1970, tornou-se muito popular entre os adolescentes japoneses uma forma de escrita infantilizada. Yamane Kazuma criou este termo durante seu estudo sobre a escrita entre 1984 e 1986.

Anteriormente, a escrita japonesa era vertical e caracterizava-se por linhas cujas espessuras variavam gradualmente ao longo do comprimento. O novo estilo era escrito horizontalmente, preferencialmente com lapiseira para produzir linhas finas e regulares. Esta escrita usava caracteres extremamente estilizados, redondos, com caracteres latinos, katakana e desenhos pequenos como estrelas ou faces (emoticons, por exemplo) inseridos aleatoriamente no texto. Os textos eram difíceis de se ler, mas os caracteres eram facilmente reconhecíveis.[2]

UsosEditar

Elementos do kawaii podem ser vistos praticamente em muitas situações no Japão, desde em grandes empresas a mercados de bairro, do governo nacional a escritórios locais.[3]

Muitas empresas, pequenas e grandes, usam mascotes "fofos" para expor seus produtos e serviços para o público. Exemplo:

 
Avião estilizado com pokémons pousando no aeroporto de Heathrow, em Londres.
  • Personagens de Pokémon enfeitavam a lateral dos jatos da All Nippon Airways;
  • Banco Asahi usou Miffy, um personagem de uma série holandesa de livros ilustrados infantis, em alguns dos seus caixas eletrônicos;
  • Monkichi, um macaquinho, pode ser visto na embalagem de uma linha de camisinhas;[4]
  • todas as 47 prefeituras do Japão têm um mascote kawaii;
  • a mascote do correio japonês, Yū-Pack é uma caixa de correio estilizada;[5]
  • o correio japonês também usa outros mascotes, por exemplo, nos selos;
  • cada força policial no japão têm seus próprios mascotes de desenho, muitos deles enfeitando a frente dos kōban (postos de polícia).

Propagandas kawaii são populares no Japão. Os dois maiores fabricantes de produtos kawaii são a Sanrio (criadores da "Hello Kitty") e San-X. Seus produtos-personagens são sucesso entre crianças e adultos japoneses.[6][7]

Kawaii também serve para descrever um tipo especifico de moda[8][9] que geralmente inclui roupas que parecem ter sido feitas para crianças jovens, fora de tamanho ou roupas que acentuam o lado meigo daquele que a veste. Pantufas e cores pastel são muito utilizados (mas não obrigatórios), e os acessórios geralmente incluem brinquedos e bolsas com personagens de desenho.[3]

Influências em outras culturasEditar

O mercado do kawaii é popular em outras partes do leste da Ásia, incluindo China, Taiwan, e Coreia do Sul.[3][10]

Na cultura ocidental, a palavra kawaii se juntou a um número de palavras japonesas emprestadas de fãs ocidentais da cultura popular japonesa. Enquanto seu uso é quase inteiramente limitado à subcultura otaku, ela já foi usada por personalidades notáveis, como a cantora americana Gwen Stefani, que mencionou kawaii em seu videoclipe Hollaback Girl.[11]

 
Wikipedia em estilo kawaii

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Anime». Wikipedia (em inglês). 12 de abril de 2018 
  2. Kinsella, Sharon. «Cuties in Japan». kinsellaresearch.com. Consultado em 22 de dezembro de 2017. Cópia arquivada em 5 de abril de 2001 
  3. a b c Roach, Mary (12 de janeiro de 1999). «Cute Inc.». WIRED (em inglês). Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  4. «Monkey Monkichi 6 pieces (Obsolete) (Condom)». www.sampsonstore.com (em inglês). Sampson Store Hong Kong. Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  5. «Site oficial do Correio do Japão». Correio japonês. Consultado em 22 de dezembro de 2017. Cópia arquivada em 22 de junho de 2003 
  6. Yamada, Rini. «Kawaii or cute Japanese products». MyNippon. Cópia arquivada em 29 de junho de 2012 
  7. Gomez, Edward (14 de julho de 2004). «ASIAN POP How Hello Kitty Came to Rule the World». SFGate. Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  8. Mead, Rebecca (11 de março de 2002). «Shopping Rebellion». The New Yorker. Consultado em 22 de dezembro de 2017. Cópia arquivada em 20 de março de 2002 
  9. Drake, Kate (25 de junho de 2001). «Kwest For Kawaii». Time (em inglês). ISSN 0040-781X. Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  10. «For Japanese women, cute is cool». MyNippon. Consultado em 22 de dezembro de 2017. Cópia arquivada em 4 de setembro de 2012 
  11. Ahn, Mihi (9 de abril de 2005). «Gwen Stefani neuters Japanese street fashion to create spring's must-have accessory: Giggling geisha!». Salon.com. Consultado em 22 de dezembro de 2017 

Ligações externasEditar