Abrir menu principal

Kentucky (1938)

filme de 1938 dirigido por Otto Brower e David Butler
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Kentucky
No Brasil Romance do Sul
 Estados Unidos
1938 •  cor •  96 min 
Direção David Butler
Produção Gene Markey
Roteiro Lamar Trotti
John Taintor Foote
Elenco Loretta Young
Richard Greene
Walter Brennan
Gênero drama romântico
Direção de fotografia Ernest Palmer
Ray Rennahan
Direção de arte Bernard Herzbrun
Lewis Creber
Figurino Gwen Wakeling
Edição Irene Morra
Companhia(s) produtora(s) 20th Century Fox
Distribuição 20th Century Fox
Lançamento Estados Unidos 30 de dezembro de 1938
Portugal 15 de março de 1939
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Kentucky (bra Romance do Sul[1]) é um filme norte-americano de 1938, do gênero drama romântico, dirigido por David Butler e estrelado por Loretta Young e Richard Greene.

ProduçãoEditar

O filme adapta a história de Romeu e Julieta para as pradarias de Kentucky, tendo como fundo as corridas de cavalos, com as quais aquele estado é frequentemente associado.[2] O clímax, significativamente, é desenrolado durante um Kentucky Derby.

Produto de seu tempo, o filme mostra uma visão estereotipada das relações inter-raciais, se não tão ofensiva quanto outras películas da década de 1930, pelo menos suficiente para deixar muitos espectadores desconfortáveis.[3]

Após receber o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por Come and Get It, dois anos antes, Walter Brennan foi novamente agraciado com sua segunda estatueta nessa categoria. Ele repetiria o feito pela terceira vez por The Westerner, mais dois anos à frente. Kentucky está na lista de seus dez melhores filmes, segundo o crítico e historiador Ken Wlaschin.[4]

Darryl F. Zanuck, chefe do estúdio Fox, decidiu fazer uma refilmagem do filme, lançando em 1940 Serenata Tropical, apresentando Carmen Miranda ao público estadunidense.

SinopseEditar

As famílias Goodwin e Dillon estão em pé de guerra desde a Guerra Civil, quando soldados da União, comandados pelos Dillon, tomaram os estábulos dos Goodwin.

No presente, Jack Dillon, sob nome falso, vai treinar os cavalos dos Goodwin. Ele e Sally Goodwin se apaixonam em meio a complicações após a morte do pai da jovem. Essas complicações incluem dívidas dos Goodwin a serem pagas com a venda dos cavalos e uma velha aposta entre os patriarcas dos lados litigantes. Tudo fica ainda pior quando Sally descobre a verdadeira identidade de Jack.

PremiaçõesEditar

Patrocinador Prêmio Categoria Recipiente Situação
Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Oscar 1939 Melhor ator coadjuvante Walter Brennan Venceu[5]

ElencoEditar

Ator/Atriz Personagem
Loretta Young Sally Goodwin
Richard Greene Jack Dillon
Walter Brennan Peter Goodwin (1938)
Douglass Dumbrille John Dillon (1861)
Karen Morley Senhora Goodwin (1861)
Moroni Olsen John Dillon (1938)
Russell Hicks Thad Goodwin (1861)
Willard Robertson Bob Slocum
Charles Waldrom Thad Goodwin (1938)
George Reed Ben
Bobs Watson Peter Goodwin (1861)
Delmar Watson Thad Goodwin Júnior (1861)
Leona Roberts Grace Goodwin
Charles Lane leiloeiro
Charles Middleton sulista

Referências

  1. «Romance do Sul». Brasil: CinePlayers. Consultado em 15 de outubro de 2019 
  2. THOMAS, Tony e SOLOMON, Aubrey, The Films of 20th Century-Fox, Secaucus: The Citadel Press, 1985 (em inglês)
  3. BUTLER, Craig. «Kentucky (1938)». AllMovie. Consultado em 6 de janeiro de 2015 
  4. WLASCHIN, Ken, The World's Great Movie Stars and Their Films, Londres: Peerage Books, 1985 (em inglês)
  5. «11.º Oscar - 1939». CinePlayers. Consultado em 15 de outubro de 2019 
  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.