Abrir menu principal
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde março de 2019).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Kevin Anderson (Joanesburgo, 18 de maio de 1986) é um tenista sul-africano que já foi top 10 do Ranking Mundial da ATP. Profissional desde 2007, já conquistou cinco títulos de simples e um de duplas na ATP.

Tenista Kevin Anderson
Anderson RG13 (5) (9383681782).jpg
País África do Sul
Residência Gulf Stream, Flórida, EUA
Joanesburgo, África do Sul
Data de nascimento 18 de maio de 1986 (33 anos)
Local de nasc. Joanesburgo, África do Sul
Altura 2,03 m
Peso 97kg
Treinado por Brad Stine
Profissionalização 2007
Prize money US$ 15,899,649
Página oficial realifetennis.com
Simples
Vitórias-Derrotas 330–225
Títulos 6
Melhor ranking Nº 5 (16 de julho de 2018)
Ranking atual simples Nº 6 (4 de março de 2019)
Open da Austrália 4R (2013, 2014, 2015)
Roland Garros 4R (2013, 2014, 2017, 2018)
Wimbledon F (2018)
US Open F (2017)
Duplas
Vitórias-Derrotas 58–70
Títulos 1
Melhor ranking Nº 58 (17 de novembro de 2014)
Open da Austrália 3R (2013)
Wimbledon QF (2008)
US Open 2R (2010)
Última atualização em: 17 de março de 2019.

Anos iniciaisEditar

Anderson começou a jogar tênis aos 6 anos e competia corridas de 800 metros na escola. Na véspera do seu encontro na final do US Open de 2017, surgiu que quando tinha 12 anos de idade, Anderson contra o futuro número um do mundo, Rafael Nadal no circuito juvenil.[1]

CarreiraEditar

Em 2008, ainda como nº 175 do mundo, saiu do qualificatório e chegou ao vice-campeonato do ATP de Las Vegas, nos EUA. No mesmo ano, posteriormente, chegou à 3ª rodada do Masters de Miami derrotando o nº 3 do mundo, Novak Djokovic. Em junho entrou pela primeira vez no top 100 mundial.

Em 2009, obteve resultados abaixo da expectativa e só retornou ao top 100 mundial em 2010, quando chegou a semifinal do ATP 250 de Atlanta. Depois alcançou às oitavas de final do Masters 1000 do Canadá, e à terceira rodada do US Open ainda nesse ano.

Em 2011 conquistou seu primeiro título de ATP em simples em Joanesburgo, sua terra natal. Também chegou às quartas de final do Masters 1000 de Miami. Encerrou o ano de 2011 como o número 32 do mundo.[1]

Em 2012 conquistou seu segundo título de torneio nível ATP da carreira no ATP 250 de Delray Beach, nos Estados Unidos.

Em 2015, quebrou jejum de três anos e venceu 3º torneio ATP de simples da carreira. E isso aconteceu no ATP 250 de Winston-Salem, nos EUA, onde depois de chegar às semifinais como o único tenista com título de ATP no currículo, ele confirmou o favoritismo e ergueu seu terceiro troféu deste porte.[2] Ainda em 2015, jogando no US Open, chegou pela primeira vez nas quartas de final de um Grand Slam, onde parou no suíço Stan Wawrinka. O bom desempenho nos Estados Unidos o levou à décima colocação no ranking da ATP, a melhor alcançada até agora.

Em 2017, disputando o US Open, alcançou sua primeira semifinal de Grand Slam na carreira. Assim, além de superar essa marca pessoal, ele se tornou o primeiro sul-africano desde Wayne Ferreira no Aberto da Austrália de 2003 a alcançar as semifinais de um dos quatro principais torneios do tênis. Na sequência da competição, deu continuidade ao seu excelente US Open e venceu a semifinal para igualar uma façanha de 52 anos para seu país. Pois o último sul-africano a disputar uma final de US Open havia sido Cliff Drysdale em 1965. Já o caso mais recente de um compatriota em uma final de Grand Slam datava de 1981, quando Johan Kriek conquistou seu primeiro título do Australian Open.

EquipamentoEditar

Anderson usa vestuário da Lotto e raquetes da Dunlop. Sua raquete é a Dunlop Srixon 2.0 tour.[3]

Vida pessoalEditar

Anderson se casou com sua namorada de faculdade, a golfista, Kelsey O'Neal, em 2011, e eles compraram uma casa em Delray Beach, Flórida.[4] Ele é um residente permanente dos Estados Unidos.[5]

Anderson, sua esposa Kelsey e seu antigo treinador GD Jones lançaram um site instrucional em junho de 2016, intitulado, "Realife Tennis".[6] The site offers practice and lifestyle tips from traveling the world playing tennis, as well as courses for improving one's tennis game.[7][8]

Anderson toca violão e é fã, da banda de rock britânico, Dire Straits e Mark Knopfler. Sua série de televisão preferida é House of Cards.[9]

Finais de Grand SlamEditar

Simples: 2 (2 vice)Editar

Resultado Ano Torneio Superfície Oponente Placar
Vice 2017 US Open Duro   Rafael Nadal 3–6, 3–6, 4–6
Vice 2018 Wimbledon Grama   Novak Djokovic 2–6, 2–6, 6−7(3−7)

Finais de ATPEditar

Simples: 10 (3 títulos, 7 vices)Editar

Legenda
Grand Slam (0–0)
ATP World Tour Finals (0–0)
ATP World Tour Masters 1000 (0–0)
ATP World Tour 500 series (0–2)
ATP World Tour 250 series (2–6)
Títulos por Piso
Duro (2–6)
Saibro (0–1)
Grama (0–1)
Resultado N. Data Torneio Piso Oponente Placar
Vice 1. 9 Março 2008 Tennis Channel Open, Las Vegas, EUA Duro   Sam Querrey 6–4, 3–6, 4–6
Campeão 1. 6 Fevereiro 2011 SA Tennis Open, Joanesburgo, África do Sul Duro   Somdev Devvarman 4–6, 6–3, 6–2
Campeão 2. 4 Março 2012 Delray Beach, Delray Beach, EUA Duro   Marinko Matosevic 6–4, 7–6(7–2)
Vice 2. 12 Janeiro 2013 Apia International Sydney, Sydney, Austrália Duro   Bernard Tomic 3–6, 7–6(7–2), 3–6
Vice 3. 14 Abril 2013 Grand Prix Hassan II, Casablanca, Marrocos Saibro   Tommy Robredo 6–7(6–8), 6–4, 3–6
Vice 4. 29 Julho 2013 BB&T Atlanta Open, Atlanta, EUA Duro   John Isner 7–6(7–3), 6–7(2–7), 6–7(2–7)
Vice 5. 23 Fevereiro 2014 Delray Beach, Delray Beach, EUA (2) Duro   Marin Čilić 6–7(6–8), 7–6(9–7), 4–6
Vice 6. 2 Março 2014 Abierto Mexicano Telcel, Acapulco, México Duro   Grigor Dimitrov 6–7(1–7), 6–3, 6–7(5–7)
Vice 7. 15 Fevereiro 2015 Memphis, Memphis, EUA Duro (c)   Kei Nishikori 4–6, 4–6
Vice 8. 21 Junho 2015 Aegon Championships, Londres, Reino Unido Grama   Andy Murray 3–6, 4–6

Duplas: 4 (1 título, 3 vices)Editar

Legenda
Grand Slam (0–0)
ATP World Tour Finals (0–0)
ATP World Tour Masters 1000 (0–0)
ATP World Tour 500 series (1–2)
ATP World Tour 250 series (0–1)
Títulos por Piso
Duro (1–3)
Saibro (0–0)
Grama (0–0)
Resultado N. Data Torneio Piso Parceiro Oponentes Placar
Vice 1. 19 Fevereiro 2012 SAP Open, San Jose, EUA Duro (c)   Frank Moser   Mark Knowles
  Xavier Malisse
4–6, 6–1, [5–10]
Vice 2. 5 Agosto 2012 Citi Open, Washington, EUA Duro   Sam Querrey   Treat Conrad Huey
  Dominic Inglot
6–7(5–7), 7–6(9–7), [5–10]
Campeão 1. 2 Março 2014 Abierto Mexicano Telcel, Acapulco, México Duro   Matthew Ebden   Feliciano López
  Max Mirnyi
6–3, 6–3
Vice 3. 26 Outubro 2014 Valencia Open 500, Valência, Espanha Duro (c)   Jérémy Chardy   Jean-Julien Rojer
  Horia Tecău
4–6, 2–6

Recorde contra jogadores top-10Editar

Recorde de Anderson contra aqueles que já figuraram no top 10 do ranking da ATP, com aqueles que já foram nº 1 em negrito.

* Estatísticas até 4 de janeiro de 2019.

Vitórias sobre tenistas top 10Editar

  • Ele possui um recorde de 17–63 (21.25%) contra jogadores que estavam, no momento da partida, com ranking no top 10.
Temporada 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 Total
Vitórias 1 0 0 1 0 1 4 3 1 1 5 17
# Jogador Rank Evento Superfície Rd Placar Rank de Anderson
2008
1.   Novak Djokovic No. 3 Miami, Estados Unidos Duro 2R 7–6(7–1), 3–6, 6–4 122
2011
2.   Andy Murray No. 4 Montreal, Canadá Duro 3R 6–3, 6–1 35
2013
3.   David Ferrer No. 4 Indian Wells, Estados Unidos Duro 2R 3–6, 6–4, 6–3 37
2014
4.   David Ferrer No. 4 Acapulco, México Duro QF 2–6, 4–2, ret. 21
5.   Stan Wawrinka No. 3 Indian Wells, Estados Unidos Duro 4R 7–6(7–1), 4–6, 6–1 18
6.   Stan Wawrinka No. 4 Toronto, Canadá Duro 3R 7–6(10–8), 7–5 21
7.   Stan Wawrinka No. 4 Paris, França Duro 3R 6–7(2–7), 7–5, 7–6(7–3) 18
2015
8.   Stan Wawrinka No. 4 Londres, Grã-Bretanha Grama 2R 7–6(7–4), 7–6(13–11) 17
9.   Andy Murray No. 3 US Open, Nova Iorque, Estados Unidos Duro 4R 7–6(7–5), 6–3, 6–7(2–7), 7–6(7–0) 14
10.   Kei Nishikori No. 6 Xangai, China Duro 3R 7–6(12–10), 7–6(7–3) 10
2016
11.   Dominic Thiem No. 9 Toronto, Canadá Duro 2R 4–1, retired. 34
2017
12.   Dominic Thiem No. 7 Washington, Estados Unidos Duro 3R 6–3, 6–7(6–8), 7–6(9–7) 45
2018
13.   Roger Federer No. 2 Wimbledon, Grã-Bretanha Grama QF 2–6, 6–7(5–7), 7–5, 6–4, 13–11 8
14.   John Isner No. 10 Wimbledon, Grã-Bretanha Grama SF 7–6(8–6), 6–7(5–7), 6–7(9–11), 6–4, 26–24 8
15.   Grigor Dimitrov No. 5 Toronto, Canadá Duro QF 6–2, 6–2 6
16.   Dominic Thiem No. 8 ATP Finals, Grã-Bretanha Duro (c) RR 6–3, 7–6(12–10) 6
17.   Kei Nishikori No. 9 ATP Finals, Grã-Bretanha Duro (c) RR 6–0, 6–1 6

Referências

  1. Bellshaw, George (10 de setembro de 2017). «Adorable picture shows just how deep history of Rafael Nadal v Kevin Anderson rivalry runs». metro.co.uk. Metro. Consultado em 9 de julho de 2018 
  2. TenisBrasil. «TenisBrasil - Anderson vence 3º ATP e quebra jejum de três anos». Consultado em 29 de agosto de 2015 
  3. «Kevin Anderson Signs Tennis Equipment Deal with SRIXON» (PDF). Dunlop Sports Co. Ltd. 10 de janeiro de 2014. Consultado em 18 de outubro de 2018 
  4. «ATP World Tour». ATP World Tour. Consultado em 7 de julho de 2015 
  5. Rothenberg, Ben (27 de agosto de 2013). «A Best-Ranked Player for One Country Has Decided to Represent Another». The New York Times. Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  6. «Realife Tennis». realifetennis.com. Consultado em 9 de julho de 2018 
  7. «Public - Your Web Disclosure Platform ·». www.publicnow.com. Consultado em 15 de julho de 2018. Arquivado do original em 16 de junho de 2018 
  8. «Pulling Back the Curtain». Consultado em 15 de julho de 2018 
  9. ATPWorldTour (1 de novembro de 2017). «Players Reveal Favourite TV Show, App & More Uncovered 2017». Consultado em 15 de julho de 2018 – via YouTube 

Ligações externasEditar