Kihon (基本 ou きほん básico, fundamental?), nas artes marciais japonesas, refere-se normalmente às técnicas básicas, consideradas princípios fundamentais, como o kendo, aikido e karate.

Kihon
Informações gerais
Local(is) de origem  Japão
Escopo Aprendizado das técnicas mais elementares
Cronologia das artes marciaisLista de artes marciaisProjeto Artes Marciais

O conteúdo dos treinos são compostos atualmente de repetições das técnicas, reduzidas neste contexto, àqueles movimentos de aprendizado mais natural: as sessões com práticas de kihons permitem até ao praticante inicial de uma arte marcial melhorar a velocidade e a potência de suas técnicas, junto com a correção da respiração, dos movimentos de pés e da postura.[1]

AikidôEditar

No aiquidô[a], a despeito de o termo kihon ter significância peculiar, também refere-se a movimentos básicos, havendo varidos sistemas, dependendo do "estilo".[2] Geralmente, começa o aprendizado com as posturas e deslocamentos.

Karatê-DoEditar

Os kihons são movimentos de defesa e ataque praticados pelo Karateca, na formação da estrutura básica da postura, bem como na execução de seus movimentos. Podem ser aplicados parado ou em movimento (andando).[3] São utilizados nomes em japonês que associados ao kihon definem o número de repetições dos movimentos. Por exemplo: kihon go ho - são 5 repetições do kihon; kihon san - são 3 repetições do kihon. Há ainda o kihon parado (kihon sonoba). Muito utilizado para o fortalecimento da postura do praticante da arte marcial.[4]. No caratê do estilo Seigokan, Kihon é o nome do primeiro kata, que se aprende ainda na faixa branca.

Shorin-ryuEditar

Os 26 kihon praticados como seqüências de exercícios de ataque e defesa pelo estilo Shorin-ryu são:

  • Kihon 01 - Ataque e defesa simples;
  • Kihon 02 - Posição do pé com movimento;
  • Kihon 03 - Ataque e defesa simples (avança, vira e volta);
  • Kihon 04 - Técnica de Shiai-Kumite;
  • Kihon 05 - Ataque e defesa, conjuntos resumidos (4, 5 e 7 maneiras);
  • Kihon 06 - Ataque e defesa com contra golpe (Kihon de Ippon Yakussoku-Kumite);
  • Kihon 07 - Ataque duplo e defesa dupla;
  • Kihon 08 - Ataque triplo e defesa com contra golpes (Kihon especial);
  • Kihon 09 - Taissabaki (esquiva);
  • Kihon 10 - Sanbon-Kumite;
  • Kihon 11 - Ataque completo;
  • Kihon 12 - Shiko-Kogueki (ataque quatro lados) e Shiho-Uke (defesa quatro lados com contra golpe);
  • Kihon 13 - Tobi-Gueri e defesa com adversário;
  • Kihon 14 - Técnica de ataque com adversário;
  • Kihon 15 - Treinamento de firmeza, fortalecimento da asa e calejamento de antebraços e abdome;
  • Kihon 16 - Ukemi e Chugaeri (cambalhota);
  • Kihon 17 - Aiuchi (arrancada, velocidade, Kime e controle);
  • Kihon 18 - Yobiashi e Hikiashi em Nekoashi-Dachi e Shiko-Dachi;
  • Kihon 19 - Kihon do Mestre Chibana;
  • Kihon 20 - Exame para faixa preta da União Shorin-Ryu Karate-Do Brasil;
  • Kihon 21 - Arranque para Kumite;
  • Kihon 22 - Base resumida em conjunto;
  • Kihon 23 - Técnica de aproximação;
  • Kihon 24 - Base mista;
  • Kihon 25 - Várias defesas duplas, e;
  • Kihon 26 - Defesa Pessoal; Técnicas de saída de Agarramento.

Aspectos AprimoradosEditar

O carateca deve praticar Kihon pensando em:

  • Forma - O equilíbrio e a estabilidade são necessários para as técnicas básicas. Os movimentos de Karate implicam a mudança constante do centro de gravidade corporal exigindo bom equilíbrio e um bom controle do corpo.
  • Força e velocidade- A força se acumula com a velocidade. A potência do kime numa técnica básica de karate se origina pela concentração máxima de energia no momento do impacto e isto depende muito da velocidade com que se produz a ação.
  • Concentração e relaxação da força - O maior nível de potência vem de concentrar a energia de todas as partes do corpo no objetivo.
  • Aumento da energia muscular - O fortalecimento dos músculos requer um adestramento constante.
  • Ritmo e coordenação - Em qualquer esporte a atuação de um bom atleta é muito rítmica sempre. Adquirir sentido do ritmo e do tempo é uma forma excelente de progredir na arte do Karate-do.
  • Utilização dos quadris - O movimento dos quadris joga um papel fundamental na execução das diversas técnicas de Karate-do. A rotação dos quadris dá força à parte superior do corpo ajudando-nos assim a realizar murros e bloqueios com mais força.
  • Respiração - O karateka deve combinar perfeitamente sua respiração com a execução das técnicas. Respirar adequadamente aumenta a habilidade do karateka para relaxar-se e concentrar a máxima força em suas técnicas.

Notas

[a] ^ O termo "aiquidô" é a forma dicionarizada da língua portuguesa; a forma "aikido" é em romaji.[5]

Referências

  1. «Kihon». Consultado em 20.nov.2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. «Grupo Nova Era de Aikido Forum • Ver Tópico - Aikidô Técnicas Básicas – Kihon Wasa». Consultado em 14.dez.2010. Arquivado do original em 10 de março de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. «Kyokushin Kai - Karate Kyokushin Oyama - Treino Básico (Kihon Gueiko)». Consultado em 21.nov.2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «Princípios». Consultado em 21.nov.2010. Arquivado do original em 23 de março de 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. «aiquidô significado aiquidô tradução Dicionário». Consultado em 14.dez.2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda).
  Este artigo sobre artes marciais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.