Kinder Ovo

Kinder Ovo (português brasileiro) ou Kinder Surpresa (português europeu), também conhecido popularmente em Portugal por Ovo Kinder, é um produto alimentar por uma marca registrada italiana da empresa Ferrero, e comercializado em vários países do mundo. Pertence à linha infantil Kinder Ferrero que também comercializa barras de chocolate e outros produtos como Kinder Bueno ou Kinder Happy Hippo.

Kinder Ovo

Kinder eggs.jpg
Tipo Chocolate
Empresa Ferrero
Origem Itália
Lançamento 1974 (47–48 anos)

É um chocolate em forma de ovo, com parte externa sabor a chocolate ao leite e interna chocolate branco. Contém um brinde surpresa no seu interior, que, por muitas vezes, é a parte preferida pelos compradores, principalmente as crianças.

OrigemEditar

 
A "surpresa" dentro do Kinder Ovo

Foi concebido pelo empresário William Salice, e lançado no mercado pela primeira vez em 1974. A empresa estabeleceu-se, principalmente, na Europa Ocidental, ainda que tenha, também, uma presença significativa em alguns países da Oceania, da América, da Ásia do Oriente Médio e do Leste Europeu.[1] Além dos vários brinquedos, são lançadas, frequentemente, colecções de figuras pintadas à mão com um determinado tema e por tempo limitado, como a recente série d'Os Simpsons, lançada na Alemanha. Nos últimos anos também introduziram-se "surpresas da Internet" que consistem num código, fornecido ao lado da surpresa que vem nos ovos da Kinder, deverá introduzir-se o código no site da Internet da Kinder, onde normalmente abre um mini-jogo.

Como muitos produtos da Ferrero, o Kinder Surpresa não se comercializa durante o Verão, em vez disso, é substituído por um produto chamado Kinder Joy.

Outros tipos de Ovo da KinderEditar

Além do Kinder Surpresa, existem outros dois formatos comercializados no Brasil: o primeiro é o Kinder Ovo Maxi, habitualmente comercializado durante a Páscoa e com uma maior tradição na Itália, tem um tamanho muito superior ao original. O outro formato é o Kinder Joy, à venda no Verão e diferente do Kinder Ovo original. Neste caso o ovo é de plástico: de um lado encontra-se o brinquedo, e do outro existem duas bolas de chocolate banhadas com creme de avelã.

ControvérsiaEditar

A distribuição do Kinder Ovo é ilegal nos Estados Unidos, de acordo com uma lei de 1938 que proíbe qualquer alimento com objetos não nutritivos em seu interior.[2] Essa proibição foi ratificada em 1997 com a proibição da importação deste produto, pois o brinquedo em seu interior pode conter pequenas peças.[3] Na União Europeia, uma lei semelhante foi aprovada em 2008 que proibia o enchimento de alimentos com itens não devidamente embalados, mas que considerava duas exceções: o roscón de Reyes (tradicionalmente consumido na Espanha) e o ovo de Páscoa ou a mona, categoria em que se insere o Kinder Ovo.[4]

Houve casos isolados de crianças que morreram de asfixia por ingestão do brinquedo contido no ovo: uma criança de três anos,[5] uma menina de três anos e meio,[6][7] e um menino de quatro anos.[8] A respeito destes casos, a Ferrero alerta em sua rotulagem que o Kinder Surprise não é adequado para crianças menores de três anos de idade porque "as peças pequenas podem ser ingeridas ou inaladas".

No Reino Unido a proibição foi debatida em 1985 e a opinião do Departamento de Comércio e Indústria britânico foi contrária, por meio do seguinte argumento: “a morte da criança foi causada pela ingestão de um pedacinho do conteúdo do ovo. Outros produtos e brinquedos com peças pequenas estão disponíveis no mercado. Se proibíssemos todos os produtos que podem ser ingeridos por crianças, restariam muito poucos brinquedos nas lojas.

O Chile não permite a comercialização de Kinder Ovo desde junho de 2016, em virtude da aplicação da lei de rotulagem que impede o direcionamento da publicidade de alimentos que tenham selos de advertência a menores de quatorze anos, para os quais são expressamente proibidos de incluir brinquedos, e cujo objetivo final é prevenir a obesidade infantil.[9]

Referências

  1. «Negócios». www.ferrero.com.br. Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  2. Lewis, Neil A. (28 de setembro de 1997). «Giants in Candy Waging Battle Over a Tiny Toy (Published 1997)». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  3. 20minutos (15 de dezembro de 2008). «El roscón de Reyes se salva por los pelos de ser prohibido por la Unión Europea». www.20minutos.es - Últimas Noticias (em espanhol). Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  4. 20minutos (15 de dezembro de 2008). «El roscón de Reyes se salva por los pelos de ser prohibido por la Unión Europea». www.20minutos.es - Últimas Noticias (em espanhol). Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  5. «Mother calls for ban after girl chokes on Kinder egg. - Free Online Library». www.thefreelibrary.com. Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  6. «Una menor fallece ahogada en Francia tras tragarse el juguete del interior de un huevo Kinder». FACUA.org (em espanhol). Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  7. EFE; AFP (22 de janeiro de 2016). «Francia investiga la muerte de una niña tras comer un huevo Kinder». Madrid. El País (em espanhol). ISSN 1134-6582. Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  8. «Río Cuarto: un nene se ahogó con un huevo sorpresa y murió». La Voz (em espanhol). Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  9. «Los chilenos se quedan sin Kinder Sorpresa». ELMUNDO (em espanhol). 25 de maio de 2016. Consultado em 22 de janeiro de 2021 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Kinder Ovo