Abrir menu principal

Wikipédia β

Ksenia Pervak

tenista russa

Ksenia Yuryevna Pervak (Russo: Ксения Юрьевна Первак; nascida em 27 de maio de 1991 em Chelyabinsk, União Soviética) é uma tenista profissional russa. Sua melhor colocação foi o 37º lugar no ranking de simples da WTA, em 19 de setembro de 2011. Em duplas, foi a 123ª do mundo em 30 de janeiro de 2012.

Tenista Ksenia Pervak
Ksenia Pervak Portoroz 2009.jpg
País  Rússia (2005–2011, 2013–presente )
Cazaquistão (2012–2013)
Residência Moscou, Rússia
Data de nasc. 27 de maio de 1991 (26 anos)
Local de nasc. Chelyabinsk, União Soviética
Altura 1,70 m
Peso 60 kg
Profissionalização 2005
Aposentadoria 05/11/2015–09/2016
Mão Canhota
Prize money US$ 913.354
Simples
Vitórias-Derrotas 269–153
Títulos 1 WTA, 9 ITF
Melhor ranking nº 37 (19 de setembro de 2011)
Resultados de Grand Slam
Open da Austrália 2R (2013)
Roland Garros 1R (2010, 2011, 2012)
Wimbledon 4R (2011)
US Open 1R (2010, 2011, 2012)
Duplas
Vitórias-Derrotas 42–44
Títulos 0 WTA, 3 ITF
Melhor ranking nº 123 (30 de janeiro de 2012)
Resultados de Grand Slam de Duplas
Open da Austrália 2R (2013)
Roland Garros 1R (2012)
Wimbledon 1R (2012)
US Open 1R (2011)
Última atualização em: 6 de novembro de 2015.

A maior conquista de Pervak foi o Australian Open juvenil de 2009, derrotando Laura Robson em sets diretos na final.[1]

Índice

Vida pessoalEditar

Ksenia é filha de Oksana e Yuriy, e atualmente reside em Moscou, Rússia. Sua empunhadura é de esquerda e seu piso preferido é o duro. É treinada por Victor Pavlov.[2]

NaturalizaçãoEditar

Esteve sob as cores do país natal até 2011. Visando participar das Olimpíadas de 2012, mas tendo forte concorrência entre as jogadoras russas por um número limitado de vagas, Ksenia naturalizou-se cazaque.[3] Ela deveria ser convocada e jogar no time da Fed Cup, além de ter ranking compatível, para disputar uma medalha em Londres. Não o fez e não se qualificou. Defendeu a bandeira do Cazaquistão apenas em 2013, acumulando 3 vitórias e 1 derrota.

Voltou a ter nacionalidade russa em agosto de 2013.[4] Poderia ter disputado a final da Fed Cup pelo país tricolor - que perdeu para a Itália por 4 a 0 - quando nenhuma jogadora top 100 se juntou à equipe. Contudo, pelas normas da ITF, ela ficou suspensa por dois anos da competição, graças a defesa-relâmpago de outra nação.[5] Curiosamente, nunca foi convocada pela Rússia antes ou depois da fase cazaque.

Aposentadoria e retornosEditar

Machucou-se no final de outubro de 2014, abandonando em seu primeiro jogo no WTA 125 de Ningbo. Retornou somente em julho de 2015, no ITF de Astana, no Cazaquistão, onde chegou à final e igualmente abandonou. Disputaria mais dois jogos, no ITF de Vancouver. Sua última vitória foi contra a britânica Laura Robson, também vinda de lesão e derrotada na final do único título de Grand Slam - juvenil - da carreira de Pervak, o Australian Open de 2009. Em 5 de novembro de 2015, anunciou a aposentadoria[6], mas voltou no ano seguinte, em setembro, no ITF de São Petersburgo. Desde então, vem jogando torneios esporádicos.

Referências

  1. Bierley, Steve (31 de janeiro de 2009). «Robson comes up short in junior final» (em inglês). theguardian.com. Consultado em 28 de fevereiro 2010 
  2. Perfil de Ksenia Pervak (em inglês) na ITF
  3. TenisBrasil. «Pervak troca Rússia pelo Cazaquistão em 2012». 22 de dezembro de 2011. Consultado em 26 de novembro de 2013 
  4. kazinform. «Tennis player Ksenia Pervak switches back to Russia, after two-year stint in Kazakhstan» (em inglês). 06 de agosto de 2013. Consultado em 26 de novembro de 2013 
  5. Unseeded and Looming. «Dramz: The Russian Fed Cup Saga» (em inglês). 21 de outubro de 2013. Consultado em 26 de novembro de 2013 
  6. «Coming out, или Переворачивая страницу» (em russo). championat.com. 5 de novembro de 2015 

Ligações ExternasEditar