Kyle Lowry

basquetebolista estadunidense

Kyle Terrell Lowry (Filadélfia, 25 de março de 1986) é um jogador norte-americano profissional de basquete que atualmente joga no Miami Heat da National Basketball Association (NBA).[1]

Kyle Lowry
Kyle Lowry (26715268738).jpg
Informações pessoais
Nome completo Kyle Terrell Lowry
Data de nasc. 25 de março de 1986 (36 anos)
Local de nasc. Filadélfia, Pensilvânia,  Estados Unidos
Altura 6 ft 0 in (1.83 m)
Peso 196 lb (89 kg)
Apelido Mr. Raptor
KLow
G.R.O.A.T.
North Philly's Finest
KLOE
Bulldog
Informações no clube
Clube atual Estados Unidos Miami Heat
Número 7
Posição Armador
Clubes de juventude
2004–2006 Estados Unidos Villanova Wildcats
Clubes profissionais
Ano Clubes Partidas (pontos)
2006–2009
2009–2012
2012–2021
2021–Presente
Estados Unidos Memphis Grizzlies
Estados Unidos Houston Rockets
Canadá Toronto Raptors
Estados Unidos Miami Heat
141 (1.217)
231 (2.584)
685 (11.975)
73 (922)
Medalhas
Competidor dos  Estados Unidos
Jogos Olímpicos
Ouro Rio 2016 Basquete Masculino

Com o Toronto Raptors, ele foi selecionado seis vezes para o All-Star Game e venceu o título da NBA em 2019, o primeiro título na história da franquia.

Ele era membro da Seleção Americana que ganhou uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016.

Primeiros anosEditar

Nascido e criado no norte da Filadélfia, Lowry é filho de Marie Holloway e Lonnie Lowry.[2] Seu pai morava a 10 minutos da casa da família, que também incluía a prima de Lowry, Laquita.[3] Lonnie Sr. se afastou da família quando Kyle tinha cerca de sete anos de idade, deixando ele e seus irmãos para serem criados por sua mãe (que trabalhava na Receita Federal e nos Correios dos EUA), bem como por sua avó disciplinadora (que trabalhava no Dunkin Donuts).[4]

Kyle atribui sua sobrevivência e bem-estar a seu irmão, Lonnie Jr., por garantir que ele não seguisse o mesmo caminho de seus amigos de infância que não estão mais vivos, incluindo não permitir que Kyle tenha tatuagens e piercings. Seu irmão também foi fundamental para ensiná-lo a jogar basquete, jogando basquete juntos contra meninos mais velhos. Seu irmão também pesquisou anúncios de jornal para testes de basquete e garantiu que Lowry chegaria lá.

Carreira no ensino médioEditar

Lowry estudou na Cardinal Dougherty High School na Filadélfia e jogou como armador do time de basquete da escola.

Considerado um recruta de cinco estrelas pelo Rivals.com, ele foi listado como o 6° melhor armador e o 28° melhor jogador dos EUA em 2004.[5]

Carreira universitáriaEditar

Em sua temporada de calouro em Villanova, Lowry foi nomeado para a Equipe de Novatos da Big East. Em 24 jogos, ele teve médias de 7,5 pontos, 3,2 rebotes, 2,0 assistências e 1,3 roubadas de bola.[6][7]

Em sua segunda temporada, ele foi nomeado para a Segunda-Equipe da Big East e para a Primeira-Equipe da Big 5. Em 33 jogos, ele teve médias de 11,0 pontos, 4,3 rebotes, 3,7 assistências e 2,3 roubadas de bola.[8]

Em 27 de fevereiro de 2020, a camisa nº 1 de Lowry foi aposentada por Villanova.[9]

Carreira profissionalEditar

Memphis Grizzlies (2006–2009)Editar

Lowry foi selecionado pelo Memphis Grizzlies como a 24ª escolha geral no draft de 2006. Ele jogou em 10 jogos antes de sofrer uma lesão no pulso contra o Cleveland Cavaliers em 21 de novembro de 2006.[10] Subsequentemente, foi submetido a uma cirurgia que o impediu de jogar no resto da temporada.[11]

Ele voltou para a temporada de 2007-08 e jogou em todos os 82 jogos pelos Grizzlies.[12] Essa temporada viu Lowry e Mike Conley Jr. competindo pelo tempo de jogo e pela titularidade. Em janeiro de 2009, Lionel Hollins foi nomeado treinador da equipe e Lowry foi informado de que a equipe se dedicaria a Conley. Lowry ficou descontente e alguns membros da organização o consideraram uma má influência pro elenco.[13]

Houston Rockets (2009–2012)Editar

 
Lowry jogando pelo Houston Rockets em novembro de 2009

Em 19 de fevereiro de 2009, Lowry foi negociado com o Houston Rockets em um acordo de três equipes envolvendo o Grizzlies e o Orlando Magic.[14]

Em Houston, Lowry passou a apreciar a tutela de seu novo treinador, Rick Adelman. Com os Rockets chegando aos playoffs em 2009, ele jogou na pós-temporada pela primeira vez em sua carreira.

Na temporada de 2009-10, Lowry foi reserva de Aaron Brooks.[15] Em 18 de dezembro de 2009, ele registrou 26 pontos, 10 assistências, seis rebotes e cinco roubadas de bola em uma vitória por 116-108 sobre o Dallas Mavericks.

Em 30 de junho de 2010, Lowry assinou uma oferta qualificatória com os Rockets e se tornou um agente livre restrito.[16] Em 13 de julho de 2010, ele aceitou uma proposta do Cleveland Cavaliers no valor de US $ 23,5 milhões em quatro anos.[17] Os Rockets rapidamente corresponderam à oferta e mantiveram Lowry.[18]

Na temporada de 2010-11, Lowry foi titular em 71 dos 75 jogos em que jogou e sua reputação na liga começou a se solidificar. Em 3 de dezembro, ele registrou 28 pontos e 12 assistências na vitória por 127-111 sobre o Memphis Grizzlies. Em 17 de dezembro, em outra vitória sobre os Grizzlies, Lowry registrou 17 pontos e 18 assistências. Em 16 de fevereiro, ele marcou 36 pontos em uma derrota de 114-105 para o Philadelphia 76ers. Em 8 de março, ele marcou 32 pontos em uma derrota de 113-110 para o Phoenix Suns.

Em 20 de março, ele teve seu primeiro triplo-duplo da carreira com 28 pontos, 11 rebotes e 10 assistências em uma vitória de 110-108 sobre o Utah Jazz, tornando-se o quarto jogador dos Rockets desde 2002 a ter um triplo-duplo.[19] Posteriormente, ele foi nomeado o Jogador da Semana na Conferência Oeste.[20]

Com a saída de Adelman após a temporada de 2010-11, Lowry entrou em choque com o novo treinador Kevin McHale. Na curta temporada de 2011-12, ele jogou em 47 jogos, perdendo 15 jogos em março e abril com uma infecção bacteriana que exigiu hospitalização.[21][22] Com Lowry fora, Goran Dragić jogou bem e os Rockets decidiram que poderiam trocar Lowry para reduzir seu teto salarial e adquirir escolhas de draft durante a pós-temporada.[3]

Toronto Raptors (2012 - 2021)Editar

2012–13: Primeiro ano em TorontoEditar

Em 11 de julho de 2012, Lowry foi negociado com o Toronto Raptors em troca de Gary Forbes e uma futura escolha da primeira rodada.[23]

Lowry teve médias de mais de 23 pontos e sete assistências nos três primeiros jogos da temporada, mas se machucou durante o quarto jogo da equipe, uma derrota para o Oklahoma City Thunder em 6 de novembro de 2012.[24] Ao retornar, foi reserva de José Calderón mas recuperou a posição quando ele foi negociado em 30 de janeiro de 2013.[25] Apesar da troca, que pretendia ajudar os Raptors a voltar à relevância, o time terminou a temporada com um recorde de 34-48 e não se classificou para os playoffs.

Em 31 de maio de 2013, Masai Ujiri foi contratado como o novo gerente geral dos Raptors, substituindo Bryan Colangelo. Ujiri acreditava que Lowry tinha potencial para ser uma estrela, mas descobriu que sua reputação na NBA tinha mais a ver com sua história de confronto com treinadores e sua linguagem corporal do que com seu talento. Ujiri desafiou Lowry durante as reuniões para ser um melhor jogador e um líder: "Você quer ser um jogador de US $ 3 milhões pelo resto de sua carreira...", lembra Ujiri, perguntando a Lowry: "... ou você quer ser um jogador de US $ 10 milhões ou mais?" Lowry também recebeu orientação de Chauncey Billups: "ele me pressionou mentalmente a me desafiar", lembrou ele. Receptivo aos conselhos que recebeu, Lowry estava ansioso pela próxima temporada, entrando no campo de treinamento saudável pela primeira vez em várias temporadas.

2013–14: Melhora individual e em equipeEditar

Até Rudy Gay ser negociado com o Sacramento Kings, os Raptors começaram a temporada de 2013-14 com um recorde de 6-12. Após a troca, DeMar DeRozan, se aproximou de Lowry e os dois decidiram se apropriar da equipe, sabendo que ambos poderiam ser trocados se a gerência decidisse reconstruir em vez de competir por um lugar nos playoffs.

Os Raptors pós-Gay rapidamente emergiram como uma das melhores equipes da Conferência Leste e muitos citaram a forte atuação e liderança de Lowry como um fator significativo em seu sucesso. A equipe terminou a temporada com o melhor recorde da história da franquia, 48-34, sendo o terceiro na Conferência Leste e o primeiro na Divisão Atlântica pela segunda vez na história da franquia. Eles foram para os playoffs pela primeira vez desde 2008, mas perderam na primeira rodada para o Brooklyn Nets,

Nessa temporada, Lowry teve suas melhores médias da carreira com 17,9 pontos, 7,4 assistências e 4,7 rebotes durante a temporada regular e 21,1 pontos, 4,7 assistências e 4,7 rebotes durante os playoffs.

Lowry entrou no período de entressafra como um dos agentes livres mais cobiçados da NBA, atraindo o interesse do Miami Heat, Houston Rockets e outras equipes.[26] Em 10 de julho de 2014, ele assinou novamente com os Raptors em um contrato de quatro anos e US $ 48 milhões.[27][28]

2014–15: Primeira temporada All-StarEditar

 
Lowry com o Toronto Raptors em abril de 2015

Os Raptors e Lowry continuaram jogando bem na temporada seguinte e a equipe voltou a emergir como uma das principais da Conferência Leste. Em 7 de novembro de 2014, Lowry se tornou o líder de todos os tempos da equipe em triplos-duplos com um desempenho de 13 pontos, 10 assistências e 11 rebotes em uma vitória contra o Washington Wizards. Foi o sexto triplo-duplo de Lowry e o quarto nos Raptors, passando Damon Stoudamire, que tinha o recorde anterior na franquia.

Em 3 de dezembro, ele marcou 39 pontos em uma vitória contra o Utah Jazz. Em 5 de janeiro de 2015, Lowry foi nomeado o Jogador da Conferência Leste do mês de dezembro de 2014, tornando-o apenas o segundo jogador dos Raptors, depois de Chris Bosh, a receber esse reconhecimento. Lowry teve médias de 22,3 pontos, 8,9 assistências e 4,2 rebotes durante o mês, vencendo o Jogador da Semana durante a primeira semana e ajudando a levar os Raptors a um recorde de 11-4.[29]

Em 22 de janeiro de 2015, Lowry foi chamado para o All-Star Game pela primeira vez quando foi anunciado como titular da Conferência Leste.[30] Ele se tornou o terceiro jogador dos Raptors a ser votado como titular, depois de Vince Carter e Bosh.[31] Lowry terminou o All-Star com 10 pontos, oito assistências, três rebotes e quatro roubadas de bola em uma derrota para o Oeste.

Em 16 de março de 2015, Lowry registrou seu sétimo triplo-duplo da carreira com 20 pontos, 11 rebotes e 10 assistências na vitória de 117-98 sobre o Indiana Pacers. Os Raptors terminou a temporada de 2014-15 com um recorde de 49-33, sendo o quarto no Leste e o primeiro no Atlântico, mas foi varrido na primeira rodada pelo Washington Wizards, apesar de entrar na série com vantagem de quadra.

Lowry teve médias de 17,8 pontos, 6,8 assistências e 4,7 rebotes em 70 jogos durante a temporada regular, mas teve médias decepcionantes de 12,3 pontos, 4,8 assistências e 5,5 rebotes nos playoffs, com muitos questionando sua condição física durante a série.[32]

2015–16: All-NBAEditar

Após seu desempenho decepcionante nos playoffs, Lowry entrou na temporada de 2015-16 com um físico visivelmente mais magro, parecendo "tão elegante e em forma quanto ele jamais esteve durante sua carreira de quase uma década na NBA", de acordo com o escritor do Toronto Sun, Ryan Wolstat.[33] Lowry explicou que queria estar preparado "para 82 jogos e um longo playoffs".

Em 18 de janeiro de 2016, Lowry empatou o seu recorde de cestas de três pontos em um jogo com sete, marcando 31 pontos no total, em uma vitória por 112-100 sobre o Brooklyn Nets. Em 21 de janeiro, ele foi nomeado como titular no All-Star Game.

Em 1º de fevereiro, em uma derrota por 112-93 para o Denver Nuggets, Lowry passou Alvin Williams e se tornou o segundo na lista de mais assistências da franquia. No dia seguinte, Lowry e seu companheiro de equipe, DeMar DeRozan, foram selecionados como co-vencedores do prêmio Jogador do Mês da Conferência Leste.[34] A dupla ajudou a equipe a ter um recorde de 12-2 no mês.

Em 22 de fevereiro, ele teve seu oitavo triplo-duplo da carreira com 22 pontos, 11 assistências e 11 rebotes na vitória por 122-95 sobre o New York Knicks. Quatro dias depois, ele registrou 43 pontos, nove assistências, cinco rebotes e quatro roubadas de bola em uma vitória de 99-97 sobre o Cleveland Cavaliers. Em 29 de fevereiro, ele foi nomeado Jogador da Semana da Conferência Leste pelos jogos disputados de 22 a 28 de fevereiro. Em 21 de março, ele foi novamente nomeado Jogador da Semana da Conferência Leste pelos jogos disputados de 14 a 20 de março, tornando-se o primeiro jogador dos Raptors desde Chris Bosh em 2009 a ganhar o prêmio várias vezes na mesma temporada.[35]

Em 30 de março, ele registrou 17 pontos, 11 assistências e seis rebotes em uma vitória por 105-97 sobre o Atlanta Hawks, ajudando os Raptors a alcançarem 50 vitórias pela primeira vez na história da franquia. A equipe terminou a temporada regular com um recorde de 56–26, sendo o primeiro na Divisão do Atlântico pelo terceiro ano consecutivo e o segundo na Conferência Leste.

Lowry entrou nos playoffs sofrendo de bursite no cotovelo. Apesar das limitações de Lowry, os Raptors derrotou o Indiana Pacers em sete jogos, vencendo sua segunda série de playoffs na história da franquia, a primeira desde 2001 e a primeira série de sete jogos. No Jogo 3 da segunda rodada contra o Miami Heat, Lowry fez 33 pontos em uma vitória por 95-91. No Jogo 6 da série, ele fez 36 pontos em uma derrota por 103-91. No Jogo 7 da série, ele registrou 35 pontos, 9 assistências, 7 rebotes e 4 roubadas de bola em uma vitória de 116-89, ajudando os Raptors a avançar para as finais da Conferência Leste pela primeira vez na história da franquia.

No Jogo 4 das Finais da Conferência contra o Cleveland Cavaliers, Lowry marcou 35 pontos na vitória por 105-99 e empatou a série em 2 a 2. No Jogo 6 da série, ele marcou novamente 35 pontos, mas foi incapaz de forçar um Jogo 7, com a derrota por 113-87 tirando os Raptors dos playoffs.

Com sua primeira seleção para a Terceira-Equipe All-NBA, ele se juntou a Vince Carter e Chris Bosh como os únicos jogadores na história da franquia a receber esse reconhecimento.[36]

2016–17: Melhores médias de pontuaçãoEditar

 
Lowry e John Wall em 2016.

Em 28 de novembro de 2016, Lowry estabeleceu um recorde da franquia ao acertar todos as seis tentativas de arremessos de três pontos em uma vitória por 122-95 sobre o Philadelphia 76ers.[37][38] Em 23 de dezembro, ele marcou 36 pontos em uma vitória por 104-98 sobre o Utah Jazz. Em 1 de janeiro de 2017, ele marcou 20 de seus 41 pontos no quarto quarto da vitória por 123-114 sobre o Los Angeles Lakers.

Em 5 de fevereiro de 2017, ele teve seu nono triplo-duplo da carreira com 15 pontos, 11 rebotes e 11 assistências em uma vitória por 103-95 sobre o Brooklyn Nets. No dia seguinte, na vitória dos Raptors por 118-109 sobre o Los Angeles Clippers, Lowry se tornou o líder da franquia em cestas de três pontos, chegando a marca de 802.[39]

Em 5 de abril de 2017, ele retornou de uma ausência de 18 jogos com uma lesão no pulso, jogou 42 minutos e registrou 27 pontos e 10 assistências para ajudar os Raptors a superar um déficit de 20 pontos e chegar a uma vitória por 105-102 sobre o Detroit Pistons.

Na segunda rodada dos playoffs contra o Cleveland Cavaliers, Lowry torceu o tornozelo esquerdo no Jogo 2 e agravou a lesão ao tentar se aquecer para o Jogo 3. Os Raptors foram eliminados dos playoffs com uma derrota por 4-0.[40]

Após os playoffs, Lowry recusou sua opção de renovação de US $ 12 milhões e se tornou um agente livre irrestrito.[41]

2017–18: Recorde da franquias em vitóriasEditar

Em 7 de julho de 2017, Lowry assinou um novo contrato de três anos e US $ 100 milhões com os Raptors.[42][43] Com 19 pontos contra o Boston Celtics em 12 de novembro, Lowry passou Andrea Bargnani (6.581 pontos) para o quarto lugar na lista dos maiores marcadores da franquia.[44]

Em 25 de novembro, ele registrou 15 pontos e 13 rebotes em uma vitória por 112-78 sobre o Atlanta Hawks. Quatro dias depois, ele marcou 36 pontos em uma vitória de 126-113 sobre o Charlotte Hornets. Em 15 de dezembro, ele teve sua 11ª triplo-duplo da carreira com 10 pontos, 10 rebotes e 12 assistências na vitória de 120-87 sobre o Brooklyn Nets.

Em 20 de janeiro de 2018, ele marcou 40 pontos em uma derrota de 115-109 para o Minnesota Timberwolves. Três dias depois, ele foi selecionado como reserva para o All-Star Game, marcando sua quarta seleção consecutiva.

Em 8 de fevereiro de 2018, em uma vitória por 113-88 sobre o New York Knicks, Lowry ultrapassou a marca de 11.000 pontos na carreira.[45] Em 23 de março de 2018, ele teve seu décimo triplo-duplo como um jogador dos Raptors com 25 pontos, 12 assistências e 10 rebotes em uma vitória de 116-112 sobre os Nets.

No Jogo 2 da primeira rodada dos playoffs contra o Washington Wizards, Lowry registrou 13 pontos e 12 assistências, enquanto Toronto assumiu a liderança por 2-0 em uma série de playoffs pela primeira vez na história da franquia.[46] No Jogo 6, Lowry marcou 24 pontos em uma vitória por 102-92.[47] Na segunda rodada, os Raptors foram varridos pelo segundo ano consecutivo pelo Cleveland Cavaliers.

2018–19: Título da NBAEditar

 
Lowry no Jogo 2 das Finais da NBA de 2019

No jogo de abertura da temporada dos Raptors, Lowry registrou 27 pontos e oito assistências em uma vitória por 116-104 sobre o Cleveland Cavaliers. Em 26 de outubro, ele teve 20 pontos e 12 assistências na vitória por 116-107 sobre o Dallas Mavericks, registrando 10 ou mais assistências pelo quarto jogo consecutivo.[48] Em 30 de outubro, em uma vitória por 129-112 sobre o Philadelphia 76ers, Lowry registrou 20 pontos e 13 assistências, estendendo sua série de jogos com dois dígitos de assistências para seis. Essa sequência terminou com nove jogos.[49]

Em 21 de novembro, ele teve seu 13ª triplo-duplo da carreira com 21 pontos, 17 assistências e 12 rebotes em uma vitória por 124-108 sobre o Atlanta Hawks. Lowry perdeu 10 jogos entre 14 de dezembro e 5 de janeiro devido a uma dor na coxa esquerda (quatro jogos) e uma dor lombar (seis jogos).

Em 3 de março, ele marcou 35 pontos em uma derrota por 112-107 contra o Detroit Pistons. Em 8 de março, ele teve 13 pontos, 12 assistências e 11 rebotes em uma vitória de 127-104 sobre o New Orleans Pelicans.

No Jogo 1 das finais da Conferência Leste contra o Milwaukee Bucks, Lowry marcou 30 pontos em uma derrota por 108-100. No Jogo 5, Lowry superou DeMar DeRozan (1.117) como maior pontuador da franquia em playoffs.[50] No Jogo 6, ele marcou 17 pontos para ajudar a liderar os Raptors para as Finais da NBA pela primeira vez.[51] No Jogo 6 das Finais da NBA de 2019, Lowry registrou 26 pontos, 10 assistências e sete rebotes em uma vitória de 114-110 sobre o Golden State Warriors, ajudando assim os Raptors a vencer seu primeiro título da NBA na história da franquia.[52]

2019–20: 6ª Seleção All-Star consecutivaEditar

Em 7 de outubro de 2019, Lowry assinou uma extensão de um ano e US$ 31 milhões com os Raptors.[53]

Em 2 de novembro de 2019, Lowry marcou 36 pontos, o recorde da temporada, em uma derrota por 115-105 para o Milwaukee Bucks.[54] Em 8 de novembro de 2019, ele machucou o polegar durante a vitória por 122–102 sobre o New Orleans Pelicans e ficou de fora por 2 semanas, perdendo 12 jogos. Em 3 de dezembro de 2019, ele fez seu retorno contra o Miami Heat e registrou 12 pontos, 6 rebotes, 11 assistências, 1 roubo e 1 bloqueio em uma derrota por 121-110.

Em 22 de dezembro de 2019, Lowry marcou 20 de seus 32 pontos no quarto quarto de uma vitória de 110–107 contra o Dallas Mavericks, ajudando os Raptors a superar um déficit de 30 pontos, tornando-se a maior vitória de virada na história da franquia e a primeira vitória de virada de 30 pontos em dez anos.[55] Em 23 de dezembro de 2019, ele foi nomeado Jogador da Semana da Conferência Leste pelos jogos disputados entre 16 e 22 de dezembro.[56]

Em 1º de agosto de 2020, Lowry registrou 33 pontos e 14 rebotes, o recorde de sua carreira, na vitória por 107-93 sobre o Los Angeles Lakers.[57] Este foi o primeiro jogo dos Raptors na bolha de Orlando, retornando de um hiato de 4 meses devido à pandemia de COVID-19. Os Raptors não conseguiu defender o título, sendo eliminado em sete jogos pelo Boston Celtics na segunda rodada.[58]

2020–21: Temporada final em TorontoEditar

Em 14 de janeiro de 2021, depois de registrar 16 pontos, seis rebotes e 12 assistências, o recorde da temporada, na vitória de 111–108 contra o Charlotte Hornets, Lowry registrou sua 4.000ª assistência pelos Raptors, juntando-se a Stephen Curry e Damian Lillard como os únicos jogadores com mais de 4.000 assistências em seus times atuais.[59]

Em 27 de janeiro de 2021, após uma rápida cesta de três pontos contra o Milwaukee Bucks, Lowry alcançou 10.000 pontos com os Raptors, juntando-se a Chris Bosh e DeMar DeRozan como os únicos jogadores a atingir esse marco com a franquia.[60] Em 2 de fevereiro de 2021, ele teve seu primeiro triplo-duplo da temporada com 14 pontos, 10 rebotes e 10 assistências na vitória por 123-108 contra o Orlando Magic.[61] Em 26 de fevereiro de 2021, Lowry teve seu segundo triplo-duplo da temporada com 20 pontos, 11 rebotes e 10 assistências na vitória por 122-111 contra o Houston Rockets.[61] Em 4 de março de 2021, ele teve 19 assistências em uma derrota por 132-125 contra o Boston Celtics.[62] Em 2 de maio de 2021, Lowry teve 37 pontos e 11 assistências na vitória por 121-114 contra o Los Angeles Lakers.[63]

Miami Heat (2021–Presente)Editar

Em 6 de agosto de 2021, o Miami Heat adquiriu Lowry em troca de Goran Dragić e Precious Achiuwa.[64]

Em 6 de novembro de 2021, Lowry registrou seu primeiro triplo-duplo com o Heat e seu 19º triplo-duplo da carreira em uma vitória por 118-115 sobre o Utah Jazz com 20 pontos, 12 rebotes e 10 assistências.[65]

Durante os playoffs de 2022, Lowry perdeu vários jogos devido a uma lesão no tendão.[66] Em 27 de maio, no Jogo 6 das finais da Conferência Leste, Lowry registrou um duplo-duplo de 18 pontos e 10 assistências na vitória por 111-103 sobre o Boston Celtics.[67]

Carreira na seleçãoEditar

Lowry era membro da Seleção Americana que ganhou o ouro nos Jogos Olímpicos de 2016, durante os quais obteve médias de 5 pontos e 3,3 rebotes.[68][69] Ele recebeu elogios por sua defesa e liderança durante o torneio, com o técnico Mike Krzyzewski chamando-o de "herói não conhecido" do time e o assistente do técnico Jim Boeheim o nomeando "o melhor jogador de todos os times".[70]

Perfil do jogadorEditar

O estilo de jogo tenaz de Lowry frequentemente lhe rendeu comparações com um pit bull ou bulldog, com muitos citando sua resistência, liderança e instinto para vencer jogadas na quadra. Curtis Sumpter, seu colega em Villanova, lembra que "Ele não era um cara chamativo. Ele era sólido e capaz de ler as defesas, fazer o passe na hora certa e colocar os caras na posição certa para marcar."[71][72]

Em 2014, Zach Lowe de Grantland escreveu que Lowry "foi provavelmente o melhor armador da Conferência Leste do início ao fim [da temporada de 2013-14], colocando Toronto em seu ataque, reduzindo o ritmo na defesa e usando aquele corpinho atarracado para atrair mais cargas do que qualquer um."[73]

Lowry é considerado um forte reboteiro por sua posição, bem como um defensor de elite.[74] Ele detém o recorde da franquia dos Raptors de mais triplo-duplo.[75]

Estatísticas da carreiraEditar

LEGENDA
 PJ  Partidas jogadas  PT  Partidas como titular  MPJ  Minutos por jogo  AP  Arremessos de quadra (%)
 3P  Arremessos de 3 pontos (%)  LL  Lances-livre (%)  RT  Rebotes por jogo  AS  Assistências por jogo
 BR  Roubos de bola por jogo  TO  Tocos por jogo  PPJ  Pontos por jogo  Negrito  Melhor da carreira

NBAEditar

Temporada RegularEditar

Ano Equipe PJ PT MPJ AP 3P LL RT AS BR TO PPJ
2006–07 Memphis 10 0 17.5 .368 .375 .893 3.1 3.2 1.4 .1 5.6
2007–08 Memphis 82 9 25.5 .432 .257 .698 3.0 3.6 1.1 .3 9.6
2008–09 Memphis 49 21 21.9 .412 .246 .801 2.3 3.6 1.0 .2 7.6
Houston 28 0 21.7 .475 .276 .800 2.8 3.5 .8 .3 7.6
2009–10 Houston 68 0 24.3 .397 .272 .827 3.6 4.5 .9 .1 9.1
2010–11 Houston 75 71 34.2 .426 .376 .765 4.1 6.7 1.4 .3 13.5
2011–12 Houston 47 38 32.1 .409 .374 .864 4.5 6.6 1.6 .3 14.3
2012–13 Toronto 68 52 29.7 .401 .362 .795 4.7 6.4 1.4 .4 11.6
2013–14 Toronto 79 79 36.2 .423 .380 .813 4.7 7.4 1.5 .2 17.9
2014–15 Toronto 70 70 34.5 .412 .338 .808 4.7 6.8 1.6 .2 17.8
2015–16 Toronto 77 77 37.0 .427 .388 .811 4.7 6.4 2.1 .4 21.2
2016–17 Toronto 60 60 37.4 .464 .412 .819 4.8 7.0 1.5 .3 22.4
2017–18 Toronto 78 78 32.2 .427 .399 .854 5.6 6.9 1.1 .2 16.2
2018–19 Toronto 65 65 34.0 .411 .347 .830 4.8 8.7 1.4 .5 14.2
2019–20 Toronto 58 58 36.2 .416 .352 .857 5.0 7.5 1.4 .4 19.4
2020–21 Toronto 46 46 34.8 .436 .396 .875 5.4 7.3 1.0 .3 17.2
2021–22 Miami 63 63 33.9 .440 .377 .851 4.5 7.5 1.1 .3 13.4
Carreira 1.023 787 30.7 .422 .348 .821 4.2 6.0 1.3 .2 14.0
All-Star 6 2 22.3 .354 .271 .1000 4.2 6.7 2.3 .2 10.5

PlayoffsEditar

Ano Equipe PJ PT MPJ AP 3P LL RT AS BR TO PPJ
2009 Houston 13 0 19.5 .333 .250 .742 2.9 2.5 .9 .1 5.3
2014 Toronto 7 7 38.7 .404 .395 .878 4.7 4.7 .9 .0 21.1
2015 Toronto 4 4 32.8 .316 .217 .727 5.5 4.8 1.3 .0 12.3
2016 Toronto 20 20 38.3 .397 .304 .750 4.7 6.0 1.6 .2 19.1
2017 Toronto 8 8 37.6 .462 .342 .818 3.1 5.9 1.5 .5 15.8
2018 Toronto 10 10 36.1 .508 .444 .813 4.3 8.5 1.5 .0 17.4
2019 Toronto 24 24 37.5 .440 .359 .802 4.9 6.6 1.3 .3 15.0
2020 Toronto 11 11 37.5 .419 .319 .800 6.5 5.8 1.7 .7 17.7
2022 Miami 10 10 29.5 .291 .241 .789 3.6 4.7 1.2 .7 7.8
Carreira 107 94 34.1 .396 .319 .790 4.4 5.5 1.3 .2 14.6

UniversitárioEditar

Ano Equipe PJ PT MPJ AP 3P LL RT AS BR TO PPJ
2004–05 Villanova 24 3 23.2 .421 .227 .635 3.2 2.0 1.3 .2 7.5
2005–06 Villanova 33 31 29.3 .466 .444 .786 4.3 3.7 2.3 .2 11.0
Carreira 57 34 26.2 .443 .335 .710 3.7 2.8 1.7 .2 9.2

Fonte:[76][77]

Vida pessoalEditar

Lowry é casado com Ayahna Cornish. O casal se conheceu enquanto cursava o Cardeal Dougherty High School, onde ela também era uma jogadora de basquete. Ela não apenas jogou na Saint Joseph's University, mas também foi eleita a melhor jogadora por duas temporadas consecutivas.[78] No entanto, ela sofreu uma lesão no LCA que encerrou a sua carreira.[79] O casal tem dois filhos: Karter (nascido em 18 de agosto) e Kameron (nascido em 15 de julho de 2015).[80]

Referências

  1. «Official NBA bio of Kyle Lowry». NBA.com (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  2. «Kyle LOWRY at the Rio 2016 - Olympic Basketball Tournament (Men) 2016». FIBA.basketball (em inglês). Consultado em 1 de junho de 2022 
  3. a b Abrams, Jonathan. «» You Can Count on Me» (em inglês). Consultado em 1 de junho de 2022 
  4. Kyle Lowry’s Road From North Philly To Becoming An NBA Legend In Toronto | Kneading Dough Canada, consultado em 1 de junho de 2022 
  5. «Rivals.com». n.rivals.com. Consultado em 29 de agosto de 2019 
  6. «2019-20 Men's Basketball Roster». Villanova University Athletics (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  7. «Kyle Lowry College Stats». College Basketball at Sports-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  8. «Villanova.com Kyle Lowry Bio - Official Athletic Site Official Athletic Site - Men's Basketball». web.archive.org. 20 de junho de 2017. Consultado em 1 de junho de 2022 
  9. «Kyle Lowry's jersey retired by Villanova in halftime ceremony». www.nba.com (em inglês). Consultado em 1 de junho de 2022 
  10. «Grizzlies vs. Cavaliers - Game Recap - November 21, 2006 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  11. «Grizzlies Lowry has Wrist Surgery». www.wmcactionnews5.com (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  12. «Kyle Lowry 2007-08 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  13. Abrams, Jonathan (23 de setembro de 2014). «You Can Count on Me». Grantland (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  14. «Rockets Acquire Lowry, Cook In Three-Team Deal». Houston Rockets (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  15. «Rockets Eye Brooks-Lowry Combo in the Backcourt». Houston Rockets (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  16. «Rockets give qualifying offers to Lowry, Scola». ESPN.com (em inglês). 30 de junho de 2010. Consultado em 29 de agosto de 2019 
  17. «Cavaliers Sign Kyle Lowry to Offer Sheet». Cleveland Cavaliers (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  18. Feigen, Jonathan; Chronicle, Copyright 2010 Houston (14 de julho de 2010). «Rockets match offer sheet to keep guard Lowry». Houston Chronicle. Consultado em 29 de agosto de 2019 
  19. «Jazz vs. Rockets - Game Recap - March 20, 2011 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  20. «Heat's LeBron James, Rockets' Kyle Lowry named NBA Players of the Week». NBA.com: NBA Communications (em inglês). 21 de março de 2011. Consultado em 29 de agosto de 2019 
  21. «Rockets vs. Kings - Game Recap - April 8, 2012 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  22. «Kyle Lowry 2011-12 Game Log». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  23. «blogs». Toronto Raptors (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  24. «Raptors guard Kyle Lowry injured as Toronto thumped by Oklahoma City Thunder | The Star». thestar.com (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  25. «Toronto Raptors trade Jose Calderon, Ed Davis to Memphis Grizzlies for Rudy Gay | The Star». thestar.com (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  26. SUN, Toronto; Sports; Basketball; Raptors, Toronto; Email, Share Raptors sign free agent point guard Kyle Lowry to four-year extension Tumblr Pinterest Google Plus Reddit LinkedIn; Tumblr; Pinterest; Plus, Google; Reddit (3 de julho de 2014). «Raptors sign free agent point guard Kyle Lowry to four-year extension | Toronto Sun» (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  27. «Raptors Re-Sign Kyle Lowry». Toronto Raptors (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  28. «Kyle Lowry Agrees To Re-Sign With Raptors On Four-Year, $48M Deal». basketball.realgm.com. Consultado em 29 de agosto de 2019 
  29. «Lowry Named Eastern Conference Player of the Month». Toronto Raptors (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  30. Pollakoff, Brett (23 de janeiro de 2015). «2015 NBA All-Star starters announced, Kyle Lowry overtakes Dwyane Wade in the East». ProBasketballTalk (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  31. «Kyle Lowry To Participate In 2015 Taco Bell Skills Challenge». Toronto Raptors (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  32. «Kyle Lowry's health questioned amid Raptors' playoff struggles | Globalnews.ca». globalnews.ca (em inglês). 23 de abril de 2015. Consultado em 29 de agosto de 2019 
  33. SUN, Toronto; Sports; Basketball; Raptors, Toronto; Email, Share 'Svelte' Kyle Lowry impressive at Raptors Media Day Tumblr Pinterest Google Plus Reddit LinkedIn; Tumblr; Pinterest; Plus, Google; Reddit (28 de setembro de 2015). «'Svelte' Kyle Lowry impressive at Raptors Media Day | Toronto Sun» (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  34. «DeMar DeRozan, Kyle Lowry share NBA Eastern Conference player of the month award | The Star». thestar.com (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  35. «Kyle Lowry Named Eastern Conference Player of the Week». Toronto Raptors (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  36. «Kyle Lowry Named To All-NBA Third Team». Toronto Raptors (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  37. «76ers vs. Raptors - Game Recap - November 28, 2016 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  38. «Raptors roll past overmatched Sixers: Griffin | The Star». thestar.com (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  39. «Clippers vs. Raptors - Game Recap - February 6, 2017 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  40. «Cavaliers vs. Raptors - Game Recap - May 7, 2017 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  41. «Kyle Lowry opts out of final year of contract with Raptors | The Star». thestar.com (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  42. «Raptors Re-Sign Kyle Lowry». Toronto Raptors (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  43. Zillgitt, Jeff; Amick, Sam. «Kyle Lowry agrees to three-year deal with Raptors that could reach $100 million». USA TODAY (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  44. «Raptors vs. Celtics - Game Recap - November 12, 2017 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  45. http://www.washingtontimes.com, The Washington Times. «Valanciunas, Raptors beat short-handed Knicks 113-88». The Washington Times (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  46. «Wizards vs. Raptors - Game Recap - April 17, 2018 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  47. «Raptors vs. Wizards - Game Recap - April 27, 2018 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  48. «Mavericks vs. Raptors - Game Recap - October 26, 2018 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  49. «Raptors vs. Kings - Game Recap - November 7, 2018 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  50. «Raptors vs. Bucks - Game Recap - May 23, 2019 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  51. «Bucks vs. Raptors - Game Recap - May 25, 2019 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  52. «Raptors vs. Warriors - Game Recap - June 13, 2019 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  53. «Raptors, Kyle Lowry agree to one-year, $31M contract extension - Sportsnet.ca». www.sportsnet.ca. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  54. «Raptors fall to Bucks despite Lowry's season-high 36 points | CBC Sports». CBC (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  55. «Raptors stage franchise-best 30-point comeback». ESPN.com (em inglês). 23 de dezembro de 2019. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  56. «Raptors' Kyle Lowry named Eastern Conference player of the week - Sportsnet.ca». www.sportsnet.ca. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  57. «Lakers vs. Raptors score, takeaways: Kyle Lowry leads Toronto to a lopsided win over LeBron James and company». CBSSports.com (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  58. «Raptors' season is over after a 92-87 Game 7 loss to Boston Celtics». Toronto (em inglês). 11 de setembro de 2020. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  59. «Kyle Lowry records 4,000th assist as a member of Raptors». Sportsnet.ca (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  60. «Kyle Lowry records 4,000th assist as a member of Raptors». Sportsnet.ca (em inglês). Consultado em 1 de junho de 2022 
  61. a b «Kyle Lowry: Toronto Raptors guard falls in elite company with efficient triple-double vs. Houston Rockets». www.sportingnews.com (em inglês). Consultado em 1 de junho de 2022 
  62. «Career nights for Kyle Lowry and Chris Boucher not enough as Toronto Raptors fall to Boston Celtics». www.sportingnews.com (em inglês). Consultado em 1 de junho de 2022 
  63. Rose, Aaron. «Pascal Siakam & Kyle Lowry Lead Raptors to Shocking Upset of Lakers». Sports Illustrated Toronto Raptors News, Analysis and More (em inglês). Consultado em 1 de junho de 2022 
  64. «HEAT ACQUIRE KYLE LOWRY». Miami Heat (em inglês). Consultado em 1 de junho de 2022 
  65. Press, The Associated. «Lowry's triple-double helps Heat hold off Jazz». theScore.com (em inglês). Consultado em 1 de junho de 2022 
  66. «Heat injury updates: Kyle Lowry, P.J. Tucker to play in Game 3 against Celtics». CBSSports.com (em inglês). Consultado em 1 de junho de 2022 
  67. «Heat vs. Celtics - Game Recap - May 28, 2022 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 1 de junho de 2022 
  68. «Kyle LOWRY at the Rio 2016 - Olympic Basketball Tournament (Men) 2016». FIBA.basketball (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  69. «DeRozan, Lowry strike gold with U.S. men's basketball team in Rio | The Star». thestar.com (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  70. Donnellon, Sam. «Donnellon: Kyle Lowry 'the best team player' on U.S. Olympic hoop squad». www.inquirer.com (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  71. «Raptors get Kyle Lowry in trade with Houston Rockets». thestar.com (em inglês). 5 de julho de 2012. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  72. «New Raptor Kyle Lowry brings 'bulldog' mentality to team | CBC Sports». CBC (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  73. Lowe, Zach (3 de julho de 2014). «Kyle Lowry Re-Signs With Toronto, While Indy Faces Some Tough Choices». Grantland (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  74. «DraftExpress - Kyle Lowry DraftExpress Profile: Stats, Comparisons, and Outlook». DraftExpress (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  75. Murphy, Blake. «Lowry leads Raptors to best start in franchise history, sets team record for triple-doubles». theScore.com. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  76. «Kyle Lowry Stats». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  77. «Kyle Lowry College Stats». College Basketball at Sports-Reference.com (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  78. «Ayahna Cornish-Lowry on her Raptors playoffs rituals | The Star». thestar.com (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  79. «Kyle Lowry's wife Ayahna Cornish-Lowry». PlayerWives.com (em inglês). 12 de maio de 2019. Consultado em 30 de agosto de 2019 
  80. «Kyle Lowry on how fatherhood changed him in The Players' Tribune - Sportsnet.ca». www.sportsnet.ca. Consultado em 30 de agosto de 2019