Kyriákos Mitsotákis

Primeiro-ministro da Grécia

Kyriákos Mitsotákis (Atenas, 4 de março de 1968), em grego Κυριάκος Μητσοτάκης, é um político grego, atual primeiro-ministro da Grécia desde 2019 e presidente do partido Nova Democracia desde 2016. É membro do Parlamento Helénico pelo círculo de Atenas B desde 2004 e foi, de 2013 a 2015, ministro da Reforma Administrativa e da Governação Eletrónica no governo de Antónis Samáras. Foi eleito líder da Nova Democracia, derrotando por uma vitória magra Vangelis Meimarakis em 10 de janeiro de 2016.[1]

Kyriákos Mitsotákis
Κυριάκος Μητσοτάκης
Kyriákos Mitsotákis
Κυριάκος Μητσοτάκης
Primeiro-ministro da Grécia
Período 8 de julho de 2019
a atualidade
Presidente Prokópis Pavlópoulos
Katerina Sakellaropoulou
Antecessor(a) Aléxis Tsípras
Líder da Oposição grega
Período 11 de janeiro de 2016
a 8 de julho de 2019
Antecessor(a) Ioannis Plakiotakis
Sucessor(a) Aléxis Tsípras
Presidente do Nova Democracia
Período 11 de janeiro de 2016
a atualidade
Antecessor(a) Ioannis Plakiotakis (interino)
Ministro da Reforma Administrativa e da Governação Eletrónica
Período 24 de junho de 2013
a 27 de janeiro de 2015
Antecessor(a) Antonis Manitakis
Sucessor(a) Nikos Voutsis (Interior e Reconstrução Administrativa)
Dados pessoais
Nascimento 4 de março de 1968 (54 anos)
Atenas, Grécia
Progenitores Mãe: Marika Giannoukou
Pai: Konstantínos Mitsotákis
Alma mater Universidade Harvard (BA, MBA)
Universidade Stanford (MA)
Cônjuge Mareva Grabowski
Filhos 3
Partido Nova Democracia
Profissão Sociólogo, economista, cientista político

Durante o mandato de Mitsotakis como primeiro-ministro, a Grécia experimentou um retrocesso democrático e um aumento da corrupção,[2] com uma drástica[3] deterioração da liberdade de imprensa[4][5] e violação de direitos humanos,[6][7] com sua reputação sendo prejudicada pelo escândalo de corrupção na empresa Novartis[8][9] e um outro escândalo de escutas telefônicas de 2022.[10]

Primeiros anosEditar

Kyriákos nasceu em Atenas, filho do ex-primeiro-ministro grego Konstantínos Mitsotákis com sua esposa Maríka, enquanto sua família se encontrava em prisão domiciliar sob a ditadura dos coronéis.[11] Sua família vinha de longa tradição política, Konstantínos sendo sobrinho-neto do ex-primeiro-ministro Elefthérios Venizélos, cujo filho Sofoklís também fora primeiro-ministro.[12] Posteriormente, Mitsotákis descreveu sua experiência como prisão política.[11]

Sua família escapou da prisão domiciliar com a ajuda do político turco İhsan Sabri Çağlayangil, vivendo na Turquia e em Paris antes de retornar para a Grécia redemocratizada em 1974.[13] Formou-se no Colégio de Atenas em 1986 e graduou-se summa cum laude na Universidade de Harvard em 1990 em sociologia, posteriormente conseguindo um mestrado em relações internacionais na Universidade de Stanford em 1993 e um MBA em Harvard em 1995.[14]

Eleição de 2019Editar

Mitsotákis obteve 39% dos votos nas eleições de 2019. Faz campanha sobre questões nacionalistas, criticando o acordo de Prespa sobre o nome da Macedónia e criticando as políticas de acolhimento de refugiados. Em particular, ele conseguiu dialogar com o curral eleitoral do Aurora Dourada.[15]

Referências

  1. «CV of Kyriakos Mitsotakis» (em inglês). Hellenic Parliament. Consultado em 20 de novembro de 2016 
  2. «The Rot at the Heart of Greece Is Now Clear for Everyone to See». New York Times. 22 de agosto de 2022. Consultado em 2 de setembro de 2022 
  3. «The worrying decline of press freedom in Greece». Le Monde. 15 de maio de 2022. Consultado em 2 de setembro de 2022 
  4. «How Greece became Europe's worst place for press freedom». Politico. 8 de agosto de 2022. Consultado em 2 de setembro de 2022 
  5. «Greece: Media freedom under assault». AlJazeera. 23 de abril de 2022. Consultado em 2 de setembro de 2022 
  6. «Mitsotakis declares 'strong but fair' immigration policy despite accusations of pushbacks». Euractiv. 17 de novembro de 2022. Consultado em 2 de setembro de 2022 
  7. «Greece defends disputed media and migration track record». EU Observer. 6 de julho de 2022. Consultado em 2 de setembro de 2022 
  8. «Greek Prosecution of Novartis Reporters 'an Attempt to Terrorize Journalists'». BIRN. 21 de fevereiro de 2022. Consultado em 2 de setembro de 2022 
  9. «The unethical perpetrator». Documento. 10 de julho de 2022. Consultado em 2 de setembro de 2022 
  10. «Greek 'Watergate' tarnishes reputation of Prime Minister Kyriakos Mitsotakis». Le Monde. 30 de agosto de 2022. Consultado em 2 de setembro de 2022 
  11. a b «Η εξήγηση Μητσοτάκη για το «έξι μηνών πολιτικός κρατούμενος»: Η χούντα δεν άφηνε τη μητέρα μου να βγει από το σπίτι» (em grego). 22 de julho de 2016 
  12. «K. Mitsotakis Biography». Konstantinos Mitsotakis Foundation (em inglês) 
  13. «Yunanistan erken genel seçimleri ile ilgili bilmeniz gereken her şey». Euronews 
  14. «Kyriakos Mitsotakis». Concordia 
  15. https://www.humanite.fr/grece-syriza-devancee-par-la-droite-conservatrice-672771
  Este artigo sobre um(a) político(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.