Lílian

página de desambiguação de um projeto da Wikimedia
(Redirecionado de Lílian Knapp)

Sílvia Lílian Barrie Knapp, mais conhecida como Lílian Knapp ou simplesmente Lílian (Rio de Janeiro, 30 de março de 1948), é uma cantora e compositora brasileira.

Lílian Knapp
Informação geral
Nome completo Sílvia Lílian Barrie Knapp
Nascimento 30 de março de 1948 (76 anos)
Local de nascimento Rio de Janeiro, DF
Brasil
Gênero(s) Rock and roll
Instrumento(s) Vocais
Período em atividade 19651967
1972-atualmente
Gravadora(s) CBS, Continental, RCA, RGE
Afiliação(ões) Leno, Leno e Lílian, Renato e Seus Blue Caps
Página oficial instagram.com/lilianknappoficial

Fez parte da dupla Leno & Lílian, que alcançou sucesso nos anos 60.[1] Os principais sucessos são "Pobre Menina" e "Devolva-me", com a dupla,[2] e "Sou Rebelde", na carreira solo.[3]

Tem mais de 370 músicas gravadas por diversos artistas.[4]

Vida pessoal

editar

É casada há mais de 30 anos com o baterista e produtor musical Cadu Nolla.[5][6]

Carreira

editar

Conheceu Leno aos 6 anos de idade e começaram a cantar juntos aos 15, quando eram vizinhos em Copacabana, Rio de Janeiro.[7]

Formaram em 1965 a dupla Leno & Lílian, fazendo muito sucesso até o fim da dupla em 1967. Compôs o hit "Devolva-me" quando tinha 15 anos.[6]

Em 1966, foi a primeira mulher a compor um rock original em português, chamada “O Pica Pau”, gravada originalmente por Erasmo Carlos.[4]

Ficou alheia ao mundo artístico até voltar com Leno em 1972, encerrando a parceria novamente em 1974 quando saiu em carreira solo.[8]

No final dos anos 70, retomou a carreira de intérprete e lançou a música “Sou rebelde”, uma regravação em português do hit "Soy Rebelde" da cantora anglo-espanhola Jeanette. A versão foi escrita por Paulo Coelho[4] a pedido de Roberto Livi, que apostou no sucesso do cover e fez com que Lilian apresentasse a canção usando minissaia e fazendo cara de "menina ingênua", de modo a cativar o público.[3] O disco alcançou a marca de mais de três milhões de copias vendidas.[4]

Nesta época, Lílian posa nua para uma edição especial da revista Homem, da Idéia Editorial.

O álbum mais recente lançado por Lílian é Lílian Knapp, de 2001.

Em 2008, lançou seu projeto de rock underground “Kynna”, com o o guitarrista Luis Carlini e o baterista Cadu Nolla - seu marido, gravando composições de artistas novos como Júpiter Maçã, Graforréia Xilarmônica, Bidê ou Balde e Autoramas.[4][9] Lançaram, de forma independente, o álbum "Underground".[9][10]

Discografia

editar

Leno e Lílian

editar

Estúdio

editar
  • 1966 - Leno e Lilian
  • 1967 - Não Acredito
  • 1972 - Leno e Lilian
  • 1973 - Leno e Lilian

Compactos

editar
  • 1966 - "Devolva-me" / "Pobre Menina"
  • 1967 - "Está Pra Nascer" / "Não Vai Passar"
  • 1967 - "Coisinha Estúpida" / "Um Novo Amor Surgirá"

Compactos duplos (EP)

editar
  • 1966 - Leno e Lilian
  • 1967 - Leno e Lilian - Vol. II
  • 1967 - Não Acredito
  • 1968 - Não Acredito - Vol. II

Coletâneas

editar
  • 1966 - As 14 Mais - Vol. XVIII, com as canções "Devolva-me" e "Pobre Menina"
  • 1967 - As 14 Mais - Vol. XIX com as canções "Está pra Nascer" e "Não Vai Passar"
  • 1967 - As 14 Mais - Vol. XX com as canções "Não Acredito" e "Parem Tudo"

Carreira solo

editar

Estúdio

editar

Compactos

editar
  • 1974 - "Como Se Fosse Meu Irmão" / "Pra Onde É Que Você Vai?"
  • 1976 - "Meu Nego" / "Hoje Eu Preciso"
  • 1978 - "Sou Rebelde" / "Eu Sem Você"
  • 1979 - "Uma Música Lenta" / "Hoje e Amanhã"
  • 1980 - "Vai Voltar" / "Eu Te Espero"
  • 1981 - "Esta Noite" / "Feliz, Feliz, Feliz Comigo"
  • 1981 - "Das 9 às 5" / "Acho Que Eu Gosto Mesmo É de Sofrer"
  • 1981 - "Frente a Frente" / "Amar Você pra Sempre"
  • 1982 - "Gaivota" / "Homem Pássaro"
  • 1983 - "O Sonho" / "Não Dá Mais Pé"

Compactos duplos (EP)

editar
  • 1980 - "Vai Voltar" / "Amor Inconstante" / "Quero Te Dar Amor" / "Como Duas Crianças"
  • 1982 - "Das 9 às 5" / "Acho Que Eu Gosto Mesmo É de Sofrer" / "Frente a Frente" / "Amar Você Pra Sempre"

Coletâneas

editar
  • 1995 - 30 Anos de Jovem Guarda - Vol. 5 com as canções "Lacinhos Cor de Rosa", "Pobre Menina" e Devolva-me", sendo que as duas últimas são duetos com Ed Wilson.

Referências

  1. «Lilian - Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 5 de janeiro de 2013 
  2. «Lílian Knapp, da dupla Leno e Lilian, lamenta morte de antigo parceiro musical». br.noticias.yahoo.com. Consultado em 27 de janeiro de 2023 
  3. a b Barcinski 2014, pp. 107-108.
  4. a b c d e «Carreira de cantora da Jovem Guarda é reaquecida com filme "Minha Fama de Mau"». Bem Paraná. Consultado em 27 de janeiro de 2023 
  5. «Lilian Knapp pede ajuda para gravar CD». Jornal do Recreio. Consultado em 27 de janeiro de 2023 
  6. a b «Lilian, da dupla com Leno, chega aos 70 anos e não teme idade: 'Tenho uma vida sexual bacana'». Extra Online. 10 de março de 2018. Consultado em 27 de janeiro de 2023 
  7. «Há dez anos sem fazer show, Leno e Lilian voltam na Virada com música nova». entretenimento.uol.com.br. Consultado em 27 de janeiro de 2023 
  8. «Lílian Knapp». Cantoras do Brasil. Consultado em 5 de janeiro de 2013 
  9. a b «Veteranos no rock brasileiro regravam bandas atuais em novo projeto - 15/10/2008 - UOL Música». musica.uol.com.br. Consultado em 27 de janeiro de 2023 
  10. «Folha de S.Paulo - CDs - 31/12/2008». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 27 de janeiro de 2023 

Bibliografia

editar

Ligações externas

editar