Língua angami

Angami
Falado(a) em: Índia
Região: Nagaland
Total de falantes: 132 mil (2001)
Família: Sino-tibetana
 Angami–Pochuri
  Angami
   Angami
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: njm

Angami (ou Gnamei, Ngami, Tsoghami, Tsugumi, Monr, Tsanglo, Tenyidie) é uma língua Angami falada nas Colinas Naga no distrito de Kohima, Nagaland, extremo nordeste da Índia. Os que a usavam como primeira língua eram cerca de 125 mil em 2009.[1] Conforme a classificação UNESCO – “Language Vitality and Endangerment”, o Angami é classificado como idioma vulnerável, sendo falado pela maioria das crianças da etnia, mas de forma "restrita a certos domínios".[2]

DialetosEditar

São diversos os dialetos Angami, tais como o Khonoma e Tenyidie - Kohima (de Kohima, capital de Nagaland), este o de mais prestígio. Os demais, conforme Ethnologue, são:

  • Dzuna
  • Kehena
  • Chakroma (Angami Oeste)
  • Mima
  • Nali
  • Mozome
  • Tengima (Kohima)

O Tengima (Kohima) é aquele considerado como padrão. Chokri e Naga Khezha asão os mais orientais que têm seus próprio sub-dialetos. Os mais meridionais, Viswemal e Jakhama, não são inteligíveis com os demais..

EscritaEditar

A língua Angami usa o alfabeto latino numa forma sem as letras F, Q, X, nem o 'H “isolado”. São 49 símbolos que incluem as demais 21 letras, encontros consonantais e letras com diacríticos.

NotasEditar

  1. Lewis, M. Paul (ed.), 2009. Ethnologue: Languages of the World, Sixteenth edition. Dallas, Tex.: SIL International. Online version: http://www.ethnologue.com/
  2. Moseley, Christopher (ed.). 2010. Atlas of the World’s Languages in Danger, 3rd edn. Paris, UNESCO Publishing. Online version: http://www.unesco.org/culture/en/endangeredlanguages/atlas

Ligações externasEditar