Abrir menu principal

Assurini ou asurini é uma língua indígena brasileira, falada pelas etnias assurinis-do-xingu e assurinis-do-tocantins. Pertencente ao tronco tupi, é falada por aproximadamente trezentos e três indígenas.

FonologiaEditar

O idioma tem ao menos dois dialetos: um falando no Posto Indígena Trocará, e outra no Posto Indígena Koatinema, no Xingu, tendo o dialeto xinguano sido estudado com maior profundidade.[1] O dialeto de Trocará tem menos consoantes que o xinguano, carecendo de oclusivas sonoras ou pré-nasalizadas, como do fonema [v] como variação livre de [w].[2] O dialeto xinguano tem inventário vocálico semelhante ao do tupi antigo: [a, ε, i, o, u, ɨ], enquanto o de Trocará utiliza mais vogais fechadas, com [a/o, ε, o] como frequentes equivalentes para os sons xinguenses [u, i, u/ɨ]. Ambos os dialetos têm, contudo, a mesma estrutura morfofonológica.[3]

Referências

BibliografiaEditar

  Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.