Língua crenaque

Crenaque (krenak)
Falado em: Brasil
Região: Sudeste
Total de falantes: menos de 1000
Família: Macro-Jê
 Botocudo
  Crenaque (krenak)
Escrita: alfabeto latino
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---

A língua crenaque (também grafado krenak) ou borun (mburuŋ ‘gente’[1]) é um idioma pertencente à família linguística botocuda, proveniente do tronco macro-jê. É uma língua indígena brasileira com risco alto de extinção falada pelos índios crenaques.

Distribuição geográficaEditar

Historicamente, os índios crenaque habitavam os vales dos rios Jequitinhonha, Mucuri e Doce, nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. A partir do século XIX, com as disputas agrícolas e principalmente, no século XX, por causa da mineração, os crenaques se dispersaram por várias partes do Brasil, chegando aos estados de Mato Grosso, Goiás e São Paulo.

Atualmente, a língua crenaque é falada principalmente em Minas Gerais, na Aldeia Crenaque localizada no município de Resplendor.

Situação linguísticaEditar

De acordo com Silva (1986), não há mais falantes monolíngues do crenaque. Os indígenas que ainda utilizam o idioma o fazem em paralelo ao uso do português, em diferentes graus de fluência.

O crenaque encontra-se em risco de extinção, uma vez que as crianças da tribo não aprendem sistematicamente o idioma.

ClassificaçãoEditar

O borun é uma língua macro-jê.[2]

FonologiaEditar

A fonologia da língua Crenaque foi determinada por uma série de estudos[3]. Mais recentemente, Katia Nepomuceno Pessoa estudou a língua, sua fonologia e expressões culturais, em uma dissertação de PhD para a Universidade Estadual de Campinas, em 2012[4].

Vogais
Anterior Central Posterior
Fechada i ĩ ɨ u ũ
Semifechada o
Média ə
Semiaberta ɛ ɛ̃ ɔ ɔ̃
Aberta a ã
Consoantes
Bilabial Alveolar Palatal* Velar Glotal
Oclusiva p b t d tʃ dʒ k g ʔ
Fricativa ʒ h
Nasal m̥ m n̥ n ɲ̥ ɲ ŋ̥ ŋ
Aproximante w j (w)
Vibrante simples ɾ

Referências

  1. Nikulin, Andrey. 2020. Proto-Macro-Jê: um estudo reconstrutivo. Tese de Doutorado em Linguística, Universidade de Brasília.
  2. Instituto Socioambiental. Krenak - Nome e língua.
  3. linguistics.berkeley.edu http://linguistics.berkeley.edu/~saphon/en/inv/Krenak.html. Consultado em 17 de junho de 2020  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  4. «Análise fonética e fonológica da língua Krenak e abordagem preliminar de contos Botocudo (Pessoa 2012) - Biblioteca Digital Curt Nimuendajú». www.etnolinguistica.org. Consultado em 17 de junho de 2020 
  • SILVA, Thais C. A.Descrição fonética e análise de alguns processos fonológicos da língua krenák. Belo Horizonte: UFMG, 1986. enc. Dissertação (mestrado).
  • Nitsch, Matthias (2013). Grundlagen für die Restitution von Swadesh’s basic vocabulary im Wörterbuch der Botokudensprache. (Fundamentos para a restituição do vocabulário básico de Swadesh no Dicionário da língua dos botocudos) GRIN Verlag, München, ISBN 978-3-656-49579-6 (http://books.google.com.br/books?id=jVjtAAAAQBAJ&printsec&pg=PA1&f=false).
  • Rothe-Neves, Rui (2014). Resenha de Nitsch (2013): Grundlagen für die Restitution von Swadesh’s basic vocabulary im Wörterbuch der Botokudensprache (Fundamentos para a restituição do vocabulário básico de Swadesh no Dicionário da língua dos botocudos) Em: LIAMES - Línguas Indígenas Americanas v. 14, p. 219–223. Campinas: UNICAMP/IEL. Artigo em PDF

BibliografiaEditar

  • CRISTÓFARO-SILVA, Th. (Th. C. A. da S.) Descrição fonética e análise de alguns processos fonológicos da língua Krenák. 1986. 111 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, 1986.
  • CRISTÓFARO-SILVA, Th. (Th. C. A. da S.) Um problema na análise fonológica dos segmentos vocálicos em Krenák. Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada (DELTA), São Paulo, v. 3, n. 2, p. 183–195, ago. 1987.
  • MONTEIRO, C. 1948. Vocabulário Português-Botocudo. São Paulo: Museu Paulista. (Boletim do Museu Paulista, Documentação Lingüística, v. 2).
  Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre povos indígenas é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.