Abrir menu principal
Luiseño (Cham'teela)
Falado em: Estados Unidos
Região: Sul da Califórnia
Total de falantes: 5 dentre 2500 – povos Luiseño e Juaneño (2007)
Família: Uto-Asteca
 Setentrional
  Takik
   Cupan
    Luiseño
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: lui
ISO 639-3: lui
Luiseño language.png

A língua Luiseño é um idioma Uto-Asteca da Califórnia falada pelo povo nativo americano Luiseño, o qual ao tempo do contato com os colonizadores espanhóis no século XVI habitavam o litoral da Califórnia meridional, desde a porção sul condado de Los Angeles até o norte do condado de San Diego, uma faixa de 30 milhas de largura. O povo é chamado "Luiseño" devido a sua proximidade com a Missão Católica "San Luis Rey de Francia".

A língua está em sério perigo de extinção, mas já existe um ativo processo de revitalização,[1] assistido por linguítas da Universidade da Califórnia.[2] A reserva indígena Pechanga provê aulas da língua para crianças e em 2013 a tribo começou a preparação de um curso de graduação em Luiseño´na “California State University, San Bernardino"[3]

Desde 2012, há em Luiseño um video game para Nintendo DS usado para ensinar a língua aos jovens.. [4][5] O dialeto falado pelo povo Juaneño está extinto.

Índice

MorfologiaEditar

O Luiseño é uma língua aglutinativa, na qual as palavras usam sufixos complexos com vários objetivos com muitos morfemas ligados entre si.

FonologiaEditar

VogaisEditar

Luiseño tem cinco fonemas vogais.

Anterior Central Posterior
Fechada i   u
Medial e   o
Aberta   a  

ConsoantesEditar

Luiseño tem um rico inventário de sons consoantes.

Fonemas consoantes Luiseño
Labial Dental Alveolar Palatal Velar Uvular Glotal
Nasal m [m] n [n] ng [ŋ]
Oclusiva Surda p [p] t [t] ch [tʃ] k [k] q [q] ' [ʔ]
Sonora b [b] d [d] g (ɡ)
Fricativa Surda f [f] s [s̪] z [s̺] sh [ʃ] x [χ] h [h]
Sonora v [v] th [ð]
Aproximante l [l] y [j] w [w]
Vibrante r [ɾ] g [ʀ]

OrtografiaEditar

SistemasEditar

Junto com uma forte tradição oral, Luiseño tem uma tradição escrita que vem desde os tempos do ConquistadorEspanhol de San Diego. Pablo Tac (1822–1841), um falante nativo da língua convertido ao Catolicismo, foi o primeiro a desenvolver uma ortografia para sua língua nativa. Essa ortografia se baseou muito naquela da língua castelhana que ele aprendeu na juventude.


Embora Luiseno não tenha uma ortografia padrão, aquela comumente aceita é a implementada em salas de aula das reservas e campi universitários em San Diego, onde o idioma é ensinado. As várias ortografias usadas para escrever a língua mostra influências de Espanhol, Inglês e IPA.

Principais correspondências das otrografias
IPA Pablo Tac (1830s) Sparkman (1900) Moderna
(Vogal longa, Ex.. /iː/) ii i• ii
/tʃ/ č ch
/ʃ/ š sh
/q/ q q
/ʔ/ ' ʔ '
/x/ j x x
/ð/   δ th / ð
/ŋ/ ŋ ng / ñ
/j/ y y y

Amostras de textosEditar

Pai Nosso] (or the Our Father) em Luiseño, conforme in The Sparkman Grammar of Luiseño:

Cham-na’ tuupaña aaukat cham-cha oi ohó’vanma.
Toshño om chaami.
Loví’i om hish mimchapun ivá’ ooxñ tuupaña axáninuk.
Ovi om chaamik cham-naachaxoni choun teméti.
Maaxaxan-up om chaamik hish aláxwichi chaam-lo’xai ivianáninuk chaam-cha maaxaxma pomóomi chaami hish pom-lo’xai aláxwichi.
Tuusho kamíí’i chaami chaam-lo’xai hish hichakati.
Kwavcho om chaami.
Our-father / sky-in / being / we / you / believe / always.
Command / you / us.
Do / you / anything / whatever / here / earth-on / sky-in / as.
Give / you / us-to / our-food / every / day.
Pardon / you / us-to / anything / bad / our-doing / this as /we / pardon / them / us / anything / their-doing / bad.
Not / allow / us / our-doing / anything / wicked.
Care / you / us.

NotasEditar

  1. *Marisa Agha (18 de março de 2012). «Language preservation helps American Indian students stick with college». The Sacramento Bee. Consultado em 8 de agosto de 2012 
  2. «Preserving the Luiseno Indian Language: The California Report». The California Report, californiareport.org. Consultado em 8 de maio de 2010 
  3. Olson, David (15 de fevereiro de 2013). «TRIBES: Campaign to save Native American languages». Press-Enterprise, PE.com. Consultado em 23 de fevereiro de 2013 
  4. Deborah Sullivan Brennan (1 de setembro de 2012). «Video games teach traditional tongue». North County Times. Escondido, California. Consultado em 21 de outubro de 2012 
  5. «Video Games Make Learning Fun». SpokenFirst, Falmouth Institute. Consultado em 21 de outubro de 2012 

BibliografiaEditar

  • Chung, Sandra (1974), «Remarks on Pablo Tac's La lingua degli Indi Luiseños», International Journal of American Linguistics, 40 (4): 292–307, doi:10.1086/465326 
  • Hyde, Villiana Calac; Elliot, Eric (1994), Yumáyk Yumáyk: Long Ago, University of California Press 
  • Hyde, Villiana (1971), An Introduction to the Luiseño Language, Malki Museum Press 
  • Kroeber, A. L.; Grace, George William (1960), The Sparkman Grammar of Luiseño, Berkeley: UC Berkeley Press 
  • Tagliavini, Carlo (1926), La lingua degli Indi Luisenos, Bologna: Cooperativa Tipografica Azzoguidi 
  • Sparkman, Philip Stedman (1908). The culture of the Luiseño Indians. [S.l.]: The University Press. Consultado em 24 de agosto de 2012 

Ligações externasEditar