Abrir menu principal

Língua mandinga

língua
Mandinga (Mandinka)
Falado em: Senegal
Gâmbia
Guiné-Bissau
Total de falantes: cerca de 1.2 milhões
Família: Nigero-congolesa
 Atlântico-Congo[1]
  Mandê
   Ocidental
    Sudoeste
     Mandinga
Escrita: Alfabeto latino
Alfabeto N'Ko
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: mnk
ISO 639-3: mnk

O mandinga (mandinka) é uma língua africana do grupo mandê dentro da família linguística das línguas nigero-congolesas. É falada por 1,2 milhões de pessoas no Senegal, Gâmbia (onde é a língua principal), e Guiné-Bissau. Se assemelha muito à língua bambara.

VocabulárioEditar

Algumas palavras mandinga são emprestadas do inglês como por exemplo bukoo (de book, livro) ou tabuloo (table, mesa). Diretamente do árabe deriva a saudação mandinga: Salaamalekum (a paz esteja contigo) e muitas outras palavras de cunho religioso pois o Islã é maioritário nesta etnia.

OrtografiaEditar

EscritaEditar

  • Atualmente o alfabeto latino é o oficial apesar de também ser utilizado o alfabeto árabe que é o tradicional. *Algumas vezes utiliza-se o alfabeto n’ko inventado em 1949 para ser usado em todas as línguas mandê. Essas escritas são mais usadas no nordeste da Guiné e nas comunidades das fronteiras com Mali e Costa do Marfim.
  • As vogais são as de abertura simples a,e,i,o,u que podem ser longas e então se escrevem repetidas, por exemplo:

baabaa (papa) ou teerimaa (amigo). Algumas palavras mudam de significado dependendo se pronunciam-se com vogal longa ou curta. *Não se usam as consoantes V,X,Z,Q e G. A letra c pronuncia-se como "tch" em português. A letra especial ŋ pronuncia-se como "ng" e o ñ como "nh".

  • As vogais são pronunciadas como nas línguas italiana e espanhola e são duplicadas para identificar que são longas, visando distinguir palavras com sons diferentes.
  • Na escrita árabe não há letras adicionais (exceto, em casos raros, de uma marca vogal extra para e), mas algumas letras são pronunciadas de forma diferente da língua árabe.

LetrasEditar

As consoantes Latinas e Árabes se apresentam a seguir:

Árabe ا ع ب ت ط ض ج ه ح خ د ر س ش ص ث ظ ڢ ل م ن و ي ك لا
Latinas ('), aa, ee (', with madda ŋ) b, p t t t c, j h h d r s s (sh) s s s f l m n, ñ, ŋ w y k, g la

Letras em itálico geralmente não são usadas em palavras mandingas. ه (h) pode ser também usada para representar oclusiva glotal final, sem notação na escrita latina. A letra ŋ da escrita latina é frequentemente indicada com sinais vogais na escrita árabe – ver a seguir.

As vogais se veem a seguir (diacríticos são colocados acima ou sob a consoante Árabe):

Árabe ـَ ـِ ـُ ـْ ـִ ـً ـٍ ـٌ ـَا ـِي ـُو
Latina a, e i, e, ee o, u (sem vogal a seguir) e aŋ, eŋ iŋ, eeŋ, eŋ oŋ, uŋ aa ii oo, uu
nomes Mandinga para as marcas em Árabes: sira tilidiŋo; sira tilidiŋo duuma; ŋoo biriŋo; sira murumuruliŋo; tambi baa duuma; sira tilindiŋo fula; sira tilindiŋo duuma fula; ŋoo biriŋo fula.

Além disso, um pequeno Nº 2 Árabe (۲) pode ser usado para indicar reduplicação, e o hâmeza pode ser usado como em Árabe para indicar mais precisamente oclusivas glotais.

NotasEditar

  1. Derivado da classificação de Etnhologue

BibliografiaEditar

  • R. T. Addis, A Study on the Writing of Mandinka in Arabic script, 1963.
  • Dramé, Man Lafi, Parlons Mandinka, L'Harmattan 2003 (in French)

Ligações externasEditar

Referências