Língua pluricêntrica

idioma com várias versões padrão

Língua pluricêntrica ou policêntrica[1][2] é um idioma com várias versões padrão.[3] É uma língua com vários centros, cada um fornecendo uma variedade nacional, com pelo menos algumas das suas próprias normas (codificadas).[4] Geralmente, as línguas pluricêntricas são usadas através de fronteiras de entidades políticas individuais, de modo que a língua e a identidade étnica dos seus falantes nativos não coincidem.[5] Exemplos incluem o inglês, francês, português, alemão, persa, coreano, servo-croata, suaíli, sueco, espanhol, árabe, armênio, bengali, hindustani, malaio e chinês.[6]

Qualquer língua que tem apenas uma versão padronizada é monocêntrica. Exemplos incluem o russo,[7] o japonês[7] e o islandês.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Stewart, William A (1968). «A Sociolinguistic Typology for Describing National Multilingualism». In: Fishman, Joshua A. Readings in the Sociology of Language. The Hague, Paris: Mouton. p. 534. OCLC 306499 
  2. Kloss, Heinz (1976). «Abstandsprachen und Ausbausprachen» [Abstand-languages and Ausbau-languages]. In: Göschel, Joachim; Nail, Norbert; van der Elst, Gaston. Zur Theorie des Dialekts: Aufsätze aus 100 Jahren Forschung. Col: Zeitschrift fur Dialektologie and Linguistik, Beihefte, n.F., Heft 16. Wiesbaden: F. Steiner. pp. 310–312. OCLC 2598722 
  3. Kordić, Snježana (2014). Lengua y Nacionalismo Língua e Nacionalismo (em espanhol). Traduzido por Juan Cristóbal Díaz. Madrid: Euphonía Ediciones. pp. 88–89. 416 páginas. ISBN 978-84-936668-8-0. OL 16814702W. Resumo divulgativoConteúdo 
  4. Clyne 1992, p. 1.
  5. Clyne 1992, p. 2.
  6. Clyne 1992.
  7. a b Clyne 1992, p. 3.

BibliografiaEditar

  Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.