Língua sintética

Tipologia linguística
Morfológica
Língua analítica
Línguas isolantes
Língua sintética
Língua flexiva
Língua aglutinante
Língua polissintética
Língua oligossintética
Morfossintática
Alinhamento
Nominativo-Acusativo
Nominativo marcado
Ergativo-Absolutivo
Ergativo dividido
Austronésio
Ativo-Estativo
Sujeito nulo
Papel theta
Pivô sintático
Língua ativa
Língua tripartite
Ordem das palavras
Sujeito-Verbo-Objeto
Sujeito-Objeto-Verbo
Verbo-Sujeito-Objeto
Verbo-Objeto-Sujeito
Objeto-Sujeito-Verbo
Objeto-Verbo-Sujeito
Tempo-Maneira-Lugar
Lugar-Maneira-Tempo
Léxico
Nome das cores
Numeral

Línguas sintéticas são línguas que, do ponto de vista da classificação morfológica, apresentam vários morfemas em suas palavras. O português e as demais línguas indo-europeias são línguas sintéticas.

Sub-divisõesEditar

A síntese de significados por meio dos diferentes morfemas de uma palavra pode ocorrer de várias formas. Uma língua sintética pode apresentar todos os morfemas de forma facilmente reconhecível, tal como o turco ou o suaíli, sendo assim chamada aglutinante ou apresentá-los de forma entrelaçada e de difícil reconhecimento, tal como o português ou o russo. Essas últimas são as línguas sintéticas do tipo flexiva (ou fusional).