Abrir menu principal
Suana (ლუშნუ ნინ, lushnu nin)
Pronúncia:[luʃ.nu nin]
Falado em: Abecásia
Total de falantes: 30 000
(15 000 como primeira língua)
Família: (especificar família linguística em 'fam1')
 Caucasiana meridional
  Suana
Escrita: Alfabeto georgiano
(nas raríssimas vezes em que é escrito)
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: sva

A língua suana (ლუშნუ ნინ, transl. lushnu nin, em georgiano: სვანური ენა; transl.: svanuri ena) é falada no nordeste da Geórgia e na república autônoma da Abecásia.

DistribuiçãoEditar

O suana é a língua materna de cerca de 30 000 suanos, uma subdivisão étnica do povo georgiano que habita as montanhas do Suânia, isto é, os distritos de Mestia e Lentekhi da Geórgia, ao longo dos rios Inguri, Tskhenistskali e Kodori. Alguns falantes do suano vivem na república autónoma da Abecásia; embora as condições atuais do país impeçam que o seu número seja estimado com precisão, acredita-se que sejam cerca de 2 500 pessoas.

O idioma é utilizado apenas para a comunicação social de caráter informal e familiar. Não existe língua escrita ou status oficial; a maioria dos falantes também fala o georgiano, idioma oficial do país, e o usam como língua literária e de negócios. Não existe ensino oficial no suano, e o número de falantes está declinando devido à dispersão da população suana diante de crescentes dificuldades econômicas. O idioma é tido como ameaçado, já que sua fluência é limitada entre os jovens que o falam.

HistóriaEditar

O suano é o mais diferenciado dos quatro idiomas caucasianos meridionais, e não é inteligível pelos falantes dos outras três (georgiano, laz, e mingrélio). Acredita-se que o suano tenha se separado dos outros idiomas do grupo no segundo milênio a.C., ou até mesmo antes, cerca de mil anos antes do georgiano se separar dos outros dois.

FonologiaEditar

ConsoantesEditar

  Bilabial Dental Palatal Velar Uvular Glotal
Oclusiva b
ფ ბ პ
d
თ დ ტ
g
ქ გ კ

ჴ ყ
ʔ
Fricativa f v
ჶ ვ
s z
ს ზ
ʃ ʒ
შ ჟ
x ɣ
ხ ღ
h
Africada   ʦʰ ʣ ʦʼ
ც ძ წ
ʧʰ ʤ ʧʼ
ჩ ჯ ჭ
Nasal m
n
       
Líquida l, r
ლ, რ
j
w

VogaisEditar

  Anterior Central Posterior
não-arredondada arredondada não-arredondada arredondada
curta longa curta longa curta longa curta longa
Fechada [i]

i
[]
ი̄
ī
[y]
უ̈
ü
[]
უ̄̈
ű
    [u]

u
[]
უ̄
ū
Semifechada   []

ė
    [ə

ə
     
Semi-aberta [ɛ]

e
[ɛː]
ე̄
ē
[œ]
ო̈
ö
[œː]
ო̄̈
ő
  [ɔ]

o
[ɔː]
ო̄
ō
Aberta [æ]
ა̈
ä
[æː]
ა̄̈
ã
    [a]

a
[]
ა̄
ā
   

As letras em negrito são a forma padrão em todos os dialetos.

  1. Varia livremente entre [ə] e [ɨ]
  2. Diacríticos não costumam ser grafados

CaracterísticasEditar

Particularidades da famíliaEditar

Como todas as línguas da família caucasiana meridional, o suano possui um grande número de consoantes. Apresenta concordância entre sujeito e objeto, e um sistema morfossintático ergativo-absolutivo. Os verbos variam de acordo com o aspecto, a evidencialidade e a "versão".

ParticularidadesEditar

O suano manteve a consoante /qʰ/ (oclusiva aspirada surda), e as semivogais /w/ e /j/. Tem um repertório de vogais maior que o do georgiano; o dialeto do Alto Bal é a língua caucasiana meridional com o maior número de vogais, apresentando tanto as versões longas quanto as curtas de /a ɛ i ɔ u æ ø y/ mais /ə eː/, totalizando 18 vogais diferentes (o georgiano, por exemplo, possui apenas 5).

A sua morfologia é menos regular que a das suas três línguas-irmãs, e existem diferenças significantes nas declinações verbais.

DialetosEditar

O suano se divide nos seguintes dialetos e sub-dialetos:

  • Alto Bal (cerca de 15 000 falantes): Ushgul, Kala, Ipar, Mulakh, Mestia, Lenzer, Latal
  • Baixo Bal (cerca de 12 000 falantes): Becho, Tskhumar, Etser, Par, Chubekh, Lakham
  • Lashkh.
  • Lentekh: Kheled, Khopur, Rtskhmelur, Cholur

LivrosEditar

Ligações externasEditar