Línguas cananitas

As línguas canaanitas ou cananeias são uma subfamília das línguas semitas faladas pelos antigos povos da região de Canaã, incluindo os canaanitas, os israelitas e os fenícios. Todas se extinguiram como línguas nativas durante o primeiro milênio d.C., embora o hebraico tenha permanecido continuamente em uso religioso e literário entre os judeus, sendo posteriormente ressuscitado como o idioma falado cotidianamente durante o século XIX por Eliezer Ben Yehuda. A expansão fenícia (e, posteriormente, cartaginesa) espalhou os idiomas canaanitas para o Mediterrâneo Ocidental por algum tempo, porém ele eventualmente se extinguiu também na região, embora tenha sobrevivido por algum tempo depois da própria Fenícia.

Línguas cananitas
Distribuição
geográfica
Levante
Classificação linguística Afro-asiática
Subdivisões

SubdivisõesEditar

FontesEditar

As principais fontes para o estudo das línguas canaanitas são a Bíblia hebraica (Tanakh') e inscrições como:

As inscrições canaanitas extra-bíblicas foram reunidas juntamente com inscrições em aramaico no livro Kanaanäische und Aramäische Inschriften, e podem ser referenciadas como KAI n (onde n é um número; a Estela de Mexa, por exemplo, é "KAI 181").

CaracterísticasEditar

As línguas canaanitas, juntamente com as línguas aramaicas e ugaríticas, formam o subgrupo semita do noroeste. Algumas características que distinguem o canaanita do aramaico são:

Referências

  1. «Cópia arquivada». Consultado em 21 de março de 2011. Arquivado do original em 10 de dezembro de 2004 

BibliografiaEditar

  • The Semitic Languages. Routledge Language Family Descriptions. Robert Hetzron (ed.). Nova York: Routledge, 1997.

Ligações externasEditar