Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde dezembro de 2018). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para a sobrinha de Lívila, veja Júlia Lívila.
Claudia Lívia Julia
Cônjuge Caio César
Druso Júlio César
Descendência Júlia
Tibério Gêmelo
Tibério Cláudio César
Germânico II Gêmelo
Nascimento 13 a.C.
  Lugduno, Gália, Império romano
Morte 31 d.C. (44 anos)
Pai Nero Cláudio Druso
Mãe Antônia, a Jovem

Lívia Júlia ou Lívila (ca. 13 a.C.31) foi a única filha de Nero Cláudio Druso e Antónia Minor. Era irmã de Germânico e do imperador Cláudio.

HistóriaEditar

Lívila foi casada por duas vezes, primeiro em 1 a.C., com Caio César, neto e então potencial sucessor de César Augusto; depois, com o primo Druso Júlio César, filho do futuro imperador Tibério.

Depois da morte de Druso em 23, Sejano, prefeito da guarda pretoriana ofereceu-se para casar com Lívila. Foi no entanto vetado por Tibério devido à sua origem humilde. No entanto, Lívila acabou por se tornar amante e companheira de intrigas de Sejano. Em 31, quando o plano de assassinar Tibério foi revelado por Antónia sua mãe, Lívila partilhou o destino de Sejano e foi também executada. Sofreu a maior penalidade para um nobre romano, o Damnatio memoriae, a sua memória foi declarada nefasta e os seus registos apagados da família imperial. No meio da degradação pública do seu nome, sugeriu-se que tivesse sido ela a responsável pela morte de Druso e culparam-na também de alegado envenenamento.

FamíliaEditar

Lívila se casou com Druso, o Jovem e teve dois filhos:


  Este artigo sobre Roma Antiga e o Império Romano é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.