Lúcio Minício Rufo

Lúcio Minício Rufo (em latim: Lucius Minicius Rufus) foi um senador romano eleito cônsul em 88 com imperador Domiciano. Ele conhecido principalmente por sua amizade com o filósofo e taumaturgo Apolônio de Tiana.

Lúcio Minício Rufo
Cônsul do Império Romano
Consulado 88 d.C.

CarreiraEditar

Sabe-se que Rufo foi governador da Bitínia e Ponto entre 82 e 83 e depois foi sorteado para governar a Gália Lugdunense entre 83 e 87[1]. Logo depois foi eleito cônsul com o imperador[2].

Apesar desta carreira promissora, Rufo, juntamente com Sérvio Cornélio Cipião Salvidieno Órfito caíram em desgraça. Segundo Filóstrato, Apolônio de Tiana viajou até Roma para defendê-lo no Senado[3].

Ver tambémEditar

Cônsul do Império Romano
 
Precedido por:
'Domiciano XIII

com Lúcio Volúsio Saturnino
com Caio Calpúrnio Pisão Crasso Frúgio Liciniano (suf.)
com Caio Belício Natal Públio Gavídio Tebaniano (suf.)
com Caio Ducênio Próculo (suf.)
com Caio Cílnio Próculo (suf.)
com Lúcio Nerácio Prisco (suf.)

Domiciano XIV
88

com Lúcio Minício Rufo
com Décimo Plócio Gripo (suf.)
com Quinto Nínio Hasta (suf.)
com Lúcio Escribônio Libão Rupílio Frúgio (suf.)
com Marco Otacílio Cátulo (suf.)
com Sexto Júlio Esparso (suf.)

Sucedido por:
'Tito Aurélio Fulvo

com Marco Asínio Atratino
com Públio Salústio Bleso (suf.)
com Marco Peduceu Seniano (suf.)
com Aulo Vicírio Próculo (suf.)
com Mânio Labério Máximo (suf.)


Referências

  1. Werner Eck, "Jahres- und Provinzialfasten der senatorischen Statthalter von 69/70 bis 138/139", Chiron, 12 (1982), pp. 306-313
  2. Paul Gallivan, "The Fasti for A. D. 70-96", Classical Quarterly, 31 (1981), p. 191
  3. Filóstrato, Vida de Apolônio de Tiana VII.8-34