Abrir menu principal
Lúcio Minício Rufo
Cônsul do Império Romano
Consulado 88 d.C.

Lúcio Minício Rufo (em latim: Lucius Minicius Rufus) foi um senador romano eleito cônsul em 88 com imperador Domiciano. Ele conhecido principalmente por sua amizade com o filósofo e taumaturgo Apolônio de Tiana.

CarreiraEditar

Sabe-se que Rufo foi governador da Bitínia e Ponto entre 82 e 83 e depois foi sorteado para governar a Gália Lugdunense entre 83 e 87[1]. Logo depois foi eleito cônsul com o imperador[2].

Apesar desta carreira promissora, Rufo, juntamente com Sérvio Cornélio Cipião Salvidieno Órfito caíram em desgraça. Segundo Filóstrato, Apolônio de Tiana viajou até Roma para defendê-lo no Senado[3].

Ver tambémEditar

Referências

  1. Werner Eck, "Jahres- und Provinzialfasten der senatorischen Statthalter von 69/70 bis 138/139", Chiron, 12 (1982), pp. 306-313
  2. Paul Gallivan, "The Fasti for A. D. 70-96", Classical Quarterly, 31 (1981), p. 191
  3. Filóstrato, Vida de Apolônio de Tiana VII.8-34