Lúcio Pápio Pacaciano

político

Lúcio Pápio Pacaciano (em latim: Lucius Papius Pacatianus) foi um oficial romano do século IV ativo durante o reinado do imperador Constantino (r. 306–337).

Lúcio Pápio Pacaciano
Morte século IV
Nacionalidade
Vexilloid of the Roman Empire.svg
Império Romano
Ocupação Oficial
Soldo de Constantino (r. 306–337)

VidaEditar

Pacaciano foi citado em várias inscrições que registram seus ofícios. Em 308/309, era homem perfeitíssimo e presidente da Sardenha sob o usurpador Domício Alexandre (r. 308–310). Em 319, segundo lei preservada no Código de Teodósio, era vigário da Britânia e em 332 foi cônsul anterior com Mecílio Hilariano. Entre 332-337, primeiro sob Constantino II (r. 317–340) e então sob Constâncio II (r. 337–361), foi prefeito pretoriano da Itália. Em 337, a África foi adicionada a sua prefeitura. Informações sobre seu mandato foram preservadas a partir de leis do Código de Teodósio e outras fontes escritas, como os papiros de Oxirrinco.[1]

Ver tambémEditar

Cônsul do Império Romano
 
Precedido por:
'Ablávio

com Júnio Ânio Basso

Lúcio Pápio Pacaciano
332

com Mecílio Hilariano

Sucedido por:
'Dalmácio

com Domício Zenófilo


Referências

  1. Martindale 1971, p. 656.

BibliografiaEditar

  • Martindale, J. R.; A. H. M. Jones (1971). «L. Papius Pacatianus 2». The Prosopography of the Later Roman Empire, Vol. I AD 260-395. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press