Abrir menu principal
Lúcio Passieno Rufo
Cônsul do Império Romano
Consulado 4 a.C.

Lúcio Passieno Rufo (em latim: Lucius Passienus Rufus) foi um senador romano eleito cônsul em 4 a.C. com Caio Calvísio Sabino. Rufo era filho do famoso orador Passieno, um equestre falecido em 9 a.C.[1].

HistóriaEditar

Como filho de um equestre, Passieno Rufo também era um, mas, como homem novo, acabou sendo beneficiado por uma "adlectio inter paraetorios" pelo imperador Augusto e ingressou no Senado em 4 a.C.. Por conta disto pôde concorrer (e vencer) a eleição para cônsul no mesmo ano, um fato atestado em pelo menos duas inscrições[2]. Terminado seu mandato, Rufo foi nomeado procônsul da África[3], combatendo com êxito os getulos, o que lhe valeu a ornamenta triumphalia[4].

FamíliaEditar

Rufo teve pelo menos um filho, morto em 21, filho adotivo do historiador Salústio e pai de Caio Salústio Crispo Passieno, conhecido por ter se casado com Agripina, filha de Germânico com Agripina, sobrinha de Cláudio, irmã de Calígula e neta de Augusto.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Der Neue Pauly, vol. IX, Stuttgart, 1999, col. 388.
  2. CIL VI, 456=CIL VI, 30770
  3. CIL VIII, 26580 = AE 1902, 252
  4. CIL VIII, 16456

BibliografiaEditar