Abrir menu principal

Lúcio Volúsio Saturnino (cônsul em 12 a.C.)

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Lúcio Volúsio Saturnino (desambiguação).
Lúcio Volúsio Saturnino
Cônsul do Império Romano
Consulado 12 a.C.
Morte 20 a.C.

Lúcio Volúsio Saturnino (em latim: Lucius Volusius Saturninus; m. 20[1]), conhecido também apenas como Lúcio Volúsio[2], foi um senador romano da gente Volúsia eleito cônsul sufecto em 12 a.C. no lugar Públio Sulpício Quirino. Volúsio era um homem novo, o primeiro de sua família a chegar ao consulado[3]. Segundo Tácito, Volúsio também exerceu algumas funções censoriais, como selecionar equestres para os diversos postos do sistema judiciário romano, e foi também o primeiro de sua família a enriquecer[1].

Índice

HistóriaEditar

Volúsio veio de uma família senatorial antiga e distinta que, segundo Tácito, jamais havia chegado ao consulado[1]. Seu pai, Quinto Volúsio, serviu como prefeito na época de Cícero como governador da Cilícia (51 e 50 a.C.)[4] e com ele estudou oratória[5]. Sua mãe, Cláudia, era irmã de Tibério Cláudio Nero, o pai biológico do futuro imperador Cláudio[6]. Volúsio tinha ainda uma irmã, Volúsia Saturnina, esposa de Marco Lólio, filho de Marco Lólio, cônsul em 21 a.C.[7].

Depois de seu consulado, Volúsio foi admitido como um dos septênviros epulões[8]. Muitos anos mais tarde, Volúsio serviu como procônsul da África entre 7 e 6 a.C., como atestam moedas encontradas em Acholla e Hadrumeto[9]. Entre 4 e 5 d.C., Volúsio serviu como governador romano da Síria[10]. Com base em evidências epigráficas, os Hórreos Volusianos foram construídos ou por Volúsio ou por seu neto, Quinto Volúsio Saturnino, cônsul em 56[7].

Públio Volúsio Saturnino morreu em 20 d.C..

FamíliaEditar

Volúsio se casou com Nônia Pola, a filha de Lúcio Nônio Asprenas, cônsul em 36 a.C.[11]. Os dois tiveram um filho, Lúcio Volúsio Saturnino, cônsul sufecto em 3[12], e uma filha, Volúsia, que se casou com um Cornélio[13].

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c Tácito, Anais III.30
  2. Tácito, Anais XII.22
  3. Syme, Aristocracy, p. 457
  4. Cícero, Ad Atticum V.21
  5. «Quintus Volusius (II)» (em inglês). Ancient Library 
  6. Ronald Syme, The Augustan Aristocracy (Oxford: Clarendon Press, 1986), p. 56
  7. a b Rickman, Roman Granaries and Store Buildings, p. 169
  8. Martha W. Hoffman Lewis, The Official Priests of Rome under the Julio-Claudians (Rome: American Academy, 1955), p. 57
  9. Syme, Aristocracy, pp. 319f
  10. Syme, Aristocracy, pp. 101, 338
  11. Syme, Aristocracy, pp. 56, 319
  12. Syme, Aristocracy, p. 319
  13. D.C. O’Driscoll. «Genealogy of Volusius Saturninus» (em inglês) 

BibliografiaEditar

  • Rickman, G. (1971). Roman Granaries and Store Buildings (em inglês). [S.l.]: CUP Archive 
  • Thomasson, B.E. (1996). Fasti Africani, Senatorische und ritterliche Ämter in den römischen Provinzen Nordafrikas von Augustus bis Diokletian (em alemão). [S.l.]: Paul Aströms Förlag 

Ligações externasEditar