La Mano de Dios

La Mano de Dios foi um gol histórico marcado por Diego Maradona no jogo da Seleção Argentina contra a Inglaterra, válido pelas quartas-de-final da Copa do Mundo FIFA de 1986.

Diagrama que mostra o movimento do Maradona até marcar o gol "La Mano de Dios"

Ao final do jogo, questionado sobre se tinha feito o gol com a mão, Maradona assim respondeu: “Lo marqué un poco con la cabeza y un poco con la mano de Dios”.[1]

O gol virou tema de livros e filmes na Argentina.[2]

O golEditar

 
O momento em que Diego Maradona chuta a bola com a mão passando pelo braço estendido de Peter Shilton

O gol foi marcado no Estádio Azteca aos seis minutos do segundo tempo. O zagueiro inglês Steve Hodge tentou afastar a bola chutando para o alto, mas ela tomou efeito e foi para dentro da área. Maradona correu na direção do goleiro Peter Shilton e, com o punho cerrado, pulou e, com a mão, jogou a bola por cima do adversário, que era vinte centímetros mais alto do que ele. O árbitro tunisiano Ali Bin Nasser validou o gol,[3] revoltando todo o time inglês.

Simbolismo de revanche por conta da Guerra das MalvinasEditar

 Ver artigo principal: Guerra das Malvinas

No documentário "Diego Maradona" de 2019, dirigido por Asif Kapadia, Maradona relaciona o evento à Guerra das Malvinas quatro anos antes, dizendo "[nós], como argentinos, não sabíamos o que os militares estavam fazendo. Eles nos disseram que nós estavam vencendo a guerra. Mas, na realidade, a Inglaterra estava vencendo por 20-0. Foi difícil. O clima da partida fez parecer que íamos jogar outra guerra. Eu sabia que era minha mão. Não era meu plano, mas a ação aconteceu tão rápido que o juiz de linha não me viu colocando a mão. O árbitro olhou para mim e disse: 'Gol'. Foi uma sensação agradável, como uma espécie de vingança simbólica contra os ingleses".

LegadosEditar

Este gol fez com que a FIFA promovesse o Fair Play, através da chamada Fair Play Campaign.[4] Na Copa do Mundo de 1990, na Itália, Maradona voltou a usar a "mão de Deus", dessa vez, não para fazer um gol. Com a mão, ele impediu um gol na partida contra a URSS. O árbitro sueco Erik Fredriksson não viu nada.[5] Em 2011, a Revista Monet fez a enquete Quais foram os 100 maiores momentos da TV?" onde, em votação aberta on-line, seus leitores escolheram os momentos que tiveram maior impacto no mundo e na sociedade brasileira. Este gol ficou ranqueado na 15° posição.[6]

A camisola que Diego Maradona usou no jogo, foi a leilão no Reino Unido, de forma online, entre 20 de abril e 4 de maio de 2022. A licitação inicial era de 4,7 milhões de euros.[7] Foi leiloada por €8,458 milhões.[8]

A bola usada no jogo foi leiloada em 16 de novembro de 2022, em Londres, por dois milhões de libras.

Resultado do jogoEditar

Referências

  1. archivo.laprensa.hn/ Arquivado em 2013-03-11 na Wikiwix “Lo anoté un poco con la mano de Dios”: Maradona
  2. band.com.br/ A REGRA É CLARA: “LA MANO DE DIOS” NÃO VALE COM PIRATAS
  3. Janeiro, Por SporTV com Rio de; RJ. «Maradona e narrador eternizam gol da Copa do Mundo de 86, no México». sportv.com. Consultado em 21 de janeiro de 2023 
  4. centralfootball.co.nz/ Arquivado em 10 de agosto de 2013, no Wayback Machine. FIFA Fairplay
  5. «Curiosidades da Copa de 1990, Itália - UOL Copa do Mundo». copadomundo.uol.com.br. Consultado em 21 de janeiro de 2023 
  6. «Os 100 maiores momentos da TV - VilaClub». web.archive.org. 26 de agosto de 2014. Consultado em 21 de janeiro de 2023 
  7. «Camisola de Maradona no golo 'Mão de Deus' vai a leilão, por valor astronómico» 
  8. «Mítica camisola de Maradona leiloada por valor milionário»