Abrir menu principal

La Pop End Rock

La Pop End Rock
Álbum de estúdio de UHF
Lançamento Outubro de 2003
Gravação Abril de 2001 a fevereiro de 2003, Estúdios Bebop (Amadora) e Estúdios MDL (Paço de Arcos)
Gênero(s) Ópera rock
Duração 94:04
Idioma(s) Português
Formato(s) 2CD
Editora(s) EMIVC
Produção António Manuel Ribeiro
Cronologia de UHF
Sou Benfica – As Canções da Águia
(2003)
Voltei a Porto Moniz
(2004)
Singles de La Pop End Rock
  1. "A Lágrima Caiu",[1]"

La Pop End Rock é o nome do décimo segundo álbum de estúdio da banda portuguesa de rock UHF. Editado em outubro de 2003 pela EMIValentim de Carvalho. [2][3]

O álbum celebra os 25 anos de carreira dos UHF e é a primeira ópera rock autobiográfica feita em Portugal. Trata-se de um projeto ambicioso que relata o lado de dentro da vida de um artista. Segundo as palavras do mentor do grupo: "É uma obra ficcionada sobre a carreira oficial e a vida não documentada dos UHF, enquanto banda, e das personagens que pelo grupo passaram ao longo dos encores de uma vida".[4] O título do álbum define um pouco o estado das coisas e da música pop-rock que se faz em Portugal, com alguma influência estrangeira. Por outro lado, a foto da capa – uma criança – ilustra o lado naif do início da banda. La Pop End Rock é um trabalho grandioso, elaborado e maturado, produzido para representação de ópera rock, com orquestra, coreografia e intérpretes para as personagens.[5]

Todas as canções são episódios vividos pela banda e em especial pelo seu líder. O tema "Sem Disfarce" fala da atribulada reunião em 1990, em que participaram António Manuel Ribeiro e os ex membros Renato Gomes, Carlos Peres e Zé Carvalho, que marcaram a fase comercial mais lucrativa e afamada da carreira dos UHF. Esteve em debate a escolha de quatro canções no regresso ao palco para gravação do álbum ao vivo Julho,13. Mas a planificação do espetáculo transformou-se inesperadamente num momento tenso, devido ao alto valor monetário exigido pelos antigos músicos.[6] A ópera rock já estava quase pronta em 1999 e o nome provisório era mesmo "Sem Disfarce - A Vida de um Músico".[7] A canção "Os Putos Vieram Divertir-se" é uma homenagem à determinação da própria banda em afirmar-se no panorama musical, e faz uma dedicatória especial à fiel legião de fãs.[5]

Foi editado o single "A Lágrima Caiu" com três versões desse tema. A versão presente no álbum é interpretada em dueto de António Manuel Ribeiro com a cantora de jazz Orlanda Guilande, e foi o tema de maior sucesso. Para o autor e líder da banda: "Uma das mais belas canções de amor que escrevi, um milagre de produção em estúdio". [8]

Índice

Lista de faixasEditar

O duplo disco compacto é composto por 35 faixas em versão padrão. Fernando Delaere partilha a composição com António Manuel Ribeiro no tema "O Primeiro Concerto". O instrumental "Fora da Garagem, Já!" é composto por António Côrte-Real. Os restantes temas são da autoria de António Manuel Ribeiro.

CD1
N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Nascer / Os Primeiros Acordes"  António M. Ribeiro 3:51
2. "Sem Disfarce"  António M. Ribeiro 2:07
3. "O Presságio da Fada"  António M. Ribeiro 2:06
4. "O Primeiro Concerto"  António M. Ribeiro / Fernando Delaere 3:54
5. "E Ele Escreveu Genial (I)"  António M. Ribeiro 0:55
6. "Um Anjo no Meu Quarto"  António M. Ribeiro 4:57
7. "Fora da Garagem, Já!"  António Côrte-Real 1:22
8. "Quero Um Lugar no Top Inglês"  António M. Ribeiro 1:16
9. "O Velho Pastel de Belém Rosna"  António M. Ribeiro 1:22
10. "Uma História Com (A)gente"  António M. Ribeiro 3:38
11. "A Legenda e A Lenda (II)"  António M. Ribeiro 1:07
12. "Era Nani (e era minha)"  António M. Ribeiro 3:42
13. "Rumo ao Céu (não dói nada)"  António M. Ribeiro 4:52
14. "Do Céu ao Inferno"  António M. Ribeiro 6:31
15. "Joey Ramone (tributo)"  António M. Ribeiro 3:16
16. "A Noite Inteira"  António M. Ribeiro 1:12
17. "A Lágrima Caiu" (feat. Orlanda Guilande)António M. Ribeiro 4:46
CD2
N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "É Malhar! É Malhar! (II)"  António M. Ribeiro 0:57
2. "Dei-lhe Carros e Prendas"  António M. Ribeiro 3:57
3. "End Rock?"  António M. Ribeiro 1:09
4. "Raiva End Roll"  António M. Ribeiro 2:19
5. "Fã Número Um (sou eu e + nenhum)"  António M. Ribeiro 2:14
6. "Os Putos Vieram Divertir-se"  António M. Ribeiro 3:29
7. "O Conselho da Fada"  António M. Ribeiro 2:37
8. "Em Tribunal (IV)"  António M. Ribeiro 1:03
9. "Tu Mordes e Eu Deixo"  António M. Ribeiro 2:40
10. "Por Uma Guitarra Eléctrica"  António M. Ribeiro 1:23
11. "Eu Escolhi a Estrada Certa"  António M. Ribeiro 4:55
12. "Aqui Vamos Nós / Sem Disfarce"  António M. Ribeiro 5:04
13. "Memórias de Hotel"  António M. Ribeiro 4:58
14. "Por Três Minutos na Vida"  António M. Ribeiro 4:20
15. "O Fim. The End?"  António M. Ribeiro 0:32
16. "La Pop End Rock"  António M. Ribeiro 3:17
17. "Ai Eme Ra"  António M. Ribeiro 1:24
18. "O D.J. é Um Rei"  António M. Ribeiro 3:40
Duração total:
94:04


Balada rock interpretada em dueto com a cantora de jazz Orlanda Guilande. [9]

Canção de forte sonoridade rock com rasgos de guitarra rítmica. É uma homenagem à própria banda e à fiel legião da fãs. [10]

Problemas para escutar estes arquivos? Veja a ajuda.

Membros da bandaEditar

Convidados
  • Jorge Manuel Costa (teclas) [3]
  • Fernando Abrantes (piano) [3]
  • Alexandre Manaia (piano) [3]
  • Mário Lopes (teclas) [3]
  • Nuno Flores (violino) [3]
  • Orlanda Guilande (vocal) [3]
  • Miguel Fernandes, Luna, Carlos Ançã, Madame X, Selma Uamusse (vocais de apoio) [3]


Referências

  1. «A Lágrima Caíu (CD-single)». Spirit Of Rock. Consultado em 30 de junho de 2016. 
  2. «La Pop End Rock (2CD)». Discogs. Consultado em 27 de março de 2015. 
  3. a b c d e f g h i j k l «La Pop End Rock-UHF». Fonoteca C.M.Lisboa. Consultado em 25 de setembro de 2014. 
  4. «La Pop End Rock-UHF». Instituto Camões. 2003. Consultado em 30 de maio de 2014. 
  5. a b «UHF-Aqui vamos nós sem disfarces». Correio da Manhã. 14 de junho de 2003. Consultado em 25 de setembro de 2014. 
  6. Ribeiro, António (2014). Por Detrás do Pano. Avenida da Liberdade 166 1º andar 1250-166 Lisboa: Chiado Editora. p. 287. ISBN 978-989-51-2692-7 
  7. Ribeiro, José (14 de janeiro de 1999). «José Manuel Ribeiro, dos UHF, fala do percurso da banda e da sua vida». Portugalmente-UHF (entrevista). Entrevista com Luís Osório. Luís Osório. Costa de Caparica: RTP. Consultado em 9 de março de 2017. 
  8. Ribeiro, António (2005). Cavalos de Corrida–A Poética dos UHF. Quinta da Graça, Bela Vista, 1950-219 Lisboa: Setecaminhos. p. 210. ISBN 989-602-073-6 
  9. «Arquivo-Fevereiro 2003». Sapo Notícias. 2003. Consultado em 29 de março de 2016. 
  10. Ribeiro, António (2005). Cavalos de Corrida–A Poética dos UHF. Quinta da Graça, Bela Vista, 1950-219 Lisboa: Setecaminhos. p. 215. ISBN 989-602-073-6 

Ligações externasEditar

Ver tambémEditar