La madrastra

La madrastra
A Madrasta (BR)
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Drama
Vingança
Romance
Suspense
Duração 41-44 minutos
Criador(es) Liliana Abud
País de origem México
Idioma original espanhol
Produção
Diretor(es) Miguel Córcega
Produtor(es) Salvador Mejía Alejandre
Elenco Victoria Ruffo
César Évora
Jacqueline Andere
Sabine Moussier
Guillermo García Cantú
Cecilia Gabriela
René Casados
Margarita Isabel
Ana Martín
Joaquín Cordero
Martha Julia
Michelle Vieth
Ana Layevska
Mauricio Aspe
Lorenzo de Rodas
Patricia Reyes Spíndola
ver mais
Tema de abertura «Viveme» por Laura Pausini
Tema de encerramento «Amar completamente» por Laura Pausini em La madrastra... años después
Empresa(s) produtora(s) Televisa
Exibição
Emissora original Canal de las Estrellas
Formato de exibição 480i (SDTV)
Formato de áudio Estéreo
Transmissão original 7 de fevereiro – 29 de julho de 2005
Episódios 125 (120 na versão internacional)

La madrastra (Brasil: A Madrasta) é uma telenovela mexicana produzida por Salvador Mejía para a Televisa e exibida pelo Canal de las Estrellas entre 7 de fevereiro a 29 de julho de 2005, substituindo Mujer de madera e substituída por La esposa virgen em 125 capitulos de 45 minutos. É uma adaptação da telenovela chilena de mesmo nome de 1981 de Arturo Moya Grau, adaptada por Liliana Abud.

Contou com Victoria Ruffo e César Évora como os protagonistas e Jacqueline Andere, Sabine Moussier, René Casados, Martha Julia, Guillermo García Cantú, Cecilia Gabriela e Lorenzo de Rodas como os grandes vilões, além das atuações estelares das primeiras atrizes Margarita Isabel e Patricia Reyes Spíndola.

AntecedentesEditar

 Ver artigo principal: Telenovelas da Televisa

EnredoEditar

 
Pôster da novela, com os personagens centrais da trama.

Maria (Victoria Ruffo) é uma mulher de origem humilde, casada com o milionário Estêvão San Román (César Évora), a quem conheceu quando era secretária de sua empresa, com quem tem dois filhos: Estrela (Ana Layevska), de três anos, e Heitor (Mauricio Aspe), de cinco anos. Maria é muito sensível, doce e bastante ingênua, não percebendo as perigosas pessoas que a cercam. Esse casamento é motivo de ódio para Alba (Jacqueline Andere), a perversa tia de Estevão, que nutre uma obsessão doentia pelo sobrinho, a quem criou como filho. Ela sempre humilha Maria, devido a esta ter vindo de uma família muito pobre, a acusando de ter dado o golpe do baú no sobrinho. Em meio a isso, ainda espreita a vida do casal a inveja de Daniela (Cecilia Gabriela) e Fabíola (Sabine Moussier), mulheres que sempre foram apaixonadas por Estêvão, e fingem amizade com Maria. Elas são as esposas dos dois sócios de Estêvão na empresa: Demétrio (Guillermo García Cantú) e Bruno (René Casados). Ainda há o empresário Evandro (Lorenzo de Rodas), que é apaixonado por Maria, perseguindo-a.

Maria e Estêvão saem numa viagem de negócios juntamente com seus até então amigos e sócios. Na viagem estão Daniela, Demétrio, Fabíola e Bruno, além de Patrícia (Montserrat Oliver), mulher muito vaidosa e elegante, mas bastante dissimulada, que se fazia de amiga de Maria, apesar de ser apaixonada por Estêvão, planejando destruir o casamento deles. A viagem tem uma reviravolta quando Patrícia, que estava grávida de um ex-namorado, é assassinada a tiros no meio da madrugada, por um dos integrantes da viagem.

Ao ouvir os tiros, Maria corre ao quarto de Patrícia e se desespera ao vê-la caída morta ao lado de um revólver. Enquanto tenta ajudá-la, o pior acontece: A polícia chega, encontra Maria com o revólver na mãos e ela vai presa em flagrante pelo assassinato que ela supostamente cometeu; o assassino planejara tudo e houvera acionado a polícia no exato momento em que Maria adentrara o quarto

A vida de Maria se transforma radicalmente. Ela é julgada e condenada a trinta anos de prisão, em regime fechado, mesmo sendo ré primária, devido ao agravante da gravidez de Patrícia. O advogado de acusação, contratado pela família de Patrícia, argumenta que Maria, em um momento de descontrole emocional, assassinou Patrícia por ciúmes de Estêvão, e por querer vingança por seu marido tê-la engravidado. Estêvão tenta ajudá-la, desmentindo o advogado, chegando a contratar um advogado de defesa, mas é dominado por Alba, que convence-o a afastar-se dela, pois esse escândalo iria prejudicar sua carreira profissional. O casal, então, divorcia-se. Estêvão pede aos amigos que nunca contem a verdadeira história a seus filhos. Todos então fazem um juramento, e Estêvão inventa uma mentira aos filhos, dizendo que a mãe deles morreu em um acidente de carro. Ele pede para um artista fazer a pintura de uma mulher desconhecida que viu em um livro, colocando o quadro na sala, fazendo com que os filhos acreditem que esta é a sua mãe.

Maria passa a sofrer muito na prisão, sendo agredida e humilhada pelas colegas de cela, mas também acaba fazendo boas amizades. Abandonada por seu grande amor e separada de seus filhos, ela promete vingar-se de cada um daqueles falsos amigos que a rodeavam e nenhum sequer a ajudou, principalmente seu ex-marido. Vinte anos depois de desespero e reclusão, Maria é libertada da prisão por bom comportamento. Ela está de volta para cumprir o que prometera anos atrás: Fazer justiça e descobrir quem é o monstro que a pôs na cadeia, além de recuperar o amor dos filhos.

Maria tornou-se uma mulher amargurada, agressiva e desconfiada, escondendo toda sua sensibilidade. Ela começa a trabalhar como faxineira e cuidadora de idosos para sobreviver, até que recebe ajuda de um senhor milionário, mas muito solitário, sempre cuidado por Maria. Ao falecer, ele deixa tudo para a mesma. Milionária, Maria transforma-se em uma dama, podendo usar do poder e do dinheiro para reconstruir sua vida. Ela marca um jantar com todos seus antigos desafetos, sem revelar sua real identidade, até vê-los pessoalmente. Maria, então, discute com todos, e compra uma grande briga com os inimigos, agora declarados, que fingiram amizade há vinte anos.

Como parte de seus planos, Maria usa as ações que Estêvão lhe dera de presente a muitos anos. Tamanho era o pacote de ações que Maria adquiriu o direito de ter sua própria sala e participar das reuniões. Evandro e Alba são os que demonstram mais ódio por Maria em sua volta. Leonel (Eduardo Capetillo), filho de Patrícia, se apaixona por Maria, causando graves conflitos, principalmente depois que Maria diz a ele que ama Estêvão.

Maria, não suportando mais as saudades dos filhos e com medo de reaparecer de repente e assustá-los ou causar raiva, pede a Estêvão que se case com ela, para que fique possa ficar perto de seus filhos, aceitando que ele diga que ela é a madrasta deles, mas Estêvão acha tudo isso um absurdo. Vívian (Michelle Vieth), amiga de Maria, a quem ela ajudou a sair da cadeia, onde se conheceram, passou a viver em Aruba, mas decide voltar para o México e rever Maria, onde se apaixona por Heitor. Ele a corresponde, mas vivem brigando, devido a uma mentira de Alba, fazendo com que Heitor e Estrela odeiem Vívian, por ela ser amiga de Maria, a quem passam acreditar que foi amante de seu pai e causou a separação dele com sua suposta falecida mãe m Isso causa mais mal a Maria do que os vinte anos que passara na cadeia.

Leonel, ainda antes de saber sobre o passado de Maria na cadeia, oferece a ela que vá para o chalé de Patrícia, onde poderá se isolar e refletir sobre sua vida. Maria segue o conselho, e para sua surpresa, no tal chalé, ela encontra o diário de Patricia, onde escrevia seus pensamentos e desejos, incluindo todas as suas maldades, descobrindo a falsa amiga e víbora sem coração que Patrícia sempre foi. Com isso, percebe que poderá pressionar quem foi na viagem para que confessem quem matou Patrícia, assim ela tenta fazer, mas não consegue nada. Pelo contrário, consegue que o verdadeiro assassino tente matá-la, mas ela não consegue vê-lo. Nessa viagem ocorrem várias intrigas, tais como: Daniela se mostra apaixona por Estêvão, Fabíola tenta seduzi-lo, Alba ameaça Maria com uma tesoura e entre outros fatos. Todos voltam depois de um tempo, e nisso Maria aproveita para pagar uma moça para fingir-se de Patrícia, para assustar o assassino. Estêvão e Maria passam a viver um romance entre indas e vindas, e então se casam, e no dia do casamento, Leonel invade o cartório e beija Maria, causando um grande desconforto a todos. Alba manipula Heitor e Estrela e os três prometem infernizar Maria até que deseje nunca tê-los conhecido. Muitas coisas acontecem, como por exemplo, Alba rouba as folhas do diário de Patricia em que dizem que Patrícia nunca amou Leonel, essas folhas vem parar na mão de Leonel, causando uma grande dor em seu coração. Fabíola, Daniela, Bruno, Demétrio, Alba, Carmen (Margarita Isabel) e Evandro se unem contra Maria. Evandro escreve três cartas para Maria, e depois é morto pelo assassino de Patrícia, fazendo todos acreditarem que ele morreu de um câncer que enfrentava. Ana Rosa (Martha Julia) atira em Estêvão, mas ele se salva. Maria e Alba brigam dia e noite, fazendo Alba chegar a queimar uma das cartas de Evandro que contava o nome do assassino de Patrícia. O advogado de Maria descobre o assassino de Patrícia, mas é morto por ele.

Ana Rosa acaba internada em um hospício, e depois causa muitas intrigas entre Estêvão e Maria, e acaba se viciando em comprimidos que sua tia Daniela dava para ela.

Alba se une a Fabíola e prometem arrasar com Maria. Alba é expulsa de casa por Maria, e como vingança conta a Leonel que Maria foi acusada de matar sua mãe, isso causa uma reação péssima em Leonel, passando a persegui-la e querendo vingança, mas ele e Maria logo voltam a ser amigos quando ela explica a situação.

Quando volta para casa, Alba está pior do que nunca, manipulando Carmem para que odeie Maria e a maltratando mais do que anteriormente. Fabíola coloca fogo na loja de jóias de Maria. Ângelo começa um namoro com a secretária Alma, e Alba da a ela dinheiro para que se afaste, quando Ângelo descobre se casa imediatamente com Alma. A história de Heitor e Vivian rendera muito sofrimento, Heitor engravidou Vivian, mas devido ao fato de vê-la abraçada com Greco, namorado de Estrela, acredita e faz Estrela acreditar que seriam amantes. Por fim provada a situação, Heitor se casa com Vivian.

Alba se joga da escada e diz que Maria a empurrou para causar intrigas. Pouco a pouco, Maria vai conseguindo conquistar o amor de seus filhos. Uma das cartas de Evandro veio escrita em códigos, e o Padre Belisário (Joaquín Cordero) as desvendou, mas só deu na prova de que Maria é inocente. Maria e Estevão se reconciliam, e durante o momento da reconciliação, Alba queima a cortina e afirma que pegou fogo, para atrapalha-los.

Fabíola, Daniela, Ana Rosa e Carlos (Sergio Mayer), um menino que desprezara o pai e teria feito de tudo para separar Estrela de Greco se arrependem. Fabíola se arrepende devido a morte do filho deformado que abandonara quando nasceu. Daniela devido a desilusão de saber que seu marido abusava de Ana Rosa. Ana Rosa, pelo fato de ter passado pela dor de estar em uma clínica psiquiátrica novamente. Ela tentou reconstruir sua vida ficando noiva, revelando suas mentiras e pedindo perdão.

O assassino tenta matar Maria jogando-a da sacada de um prédio, mas Estevão a salva. Alba diz a Carmen que ela é a mãe de Ângelo (Mike Biaggio) (sendo que a mãe é Carmem, e Alba trocou o bebê morto dela pelo vivo de Carmen). Na outra carta, Evandro acusa Estevão de ter matado Patrícia, e o guarda do hotel onde Patricia foi assassinada diz que foi Daniela que matou Patricia. Na verdade Demétrio sofria de um problema psicológico, e usava os apliques, as roupas, os sapatos e a maquiagem de Daniela, assumindo a identidade de sua esposa, pois, devido a esse transtorno, quando caracterizado de Daniela, ele realmente acreditava ser ela.

Carlos pede perdão a todos que fez mal e acaba sendo assassinado por um bandido. Ana Rosa encontra provas de que Demétrio é o assassino de Patrícia e corre para Aruba para salvar Estevão da cadeia, sendo que Daniela saiu de suspeita e foi livre. Alba depõe contra Estevão por ele ter desprezado o amor de mulher que ela sentia, Estevão é condenado a pena de morte, porque Demétrio se passa por Daniela e chama Ana Rosa a um bar abandonado, onde ele atira em Ana Rosa, pega o vídeo e foge. Sem se importar que Ana Rosa iria formar uma família devido a seu arrependimento, Demétrio a assassinou cruelmente. Alba prende Heitor e Estrela dentro da despensa e liga o motor da bomba da piscina para que ninguém escute os gritos deles. Padre Belisário chega a mansão e Alba também o prende, e envenena a empregada Rebeca com um veneno para ratos, que a fez espumar até a morte.

Todos voltam a cidade do México. Demétrio descobre o cativeiro dos irmãos San Roman e chama a policia, assim Alba é obrigada a se esconder em cima da mansão San Roman.

Maria solta todos, Heitor e Estrela estão muito fracos. Alba se joga de cima da mansão, e em sua agonia de morte, Demétrio diz em seu ouvido que matou Patrícia, o último pensamento de Alba momentos antes de sua morte foi: "Maria sempre foi uma estúpida". Demétrio tenta matar Maria e mostra o vídeo em que prova que ele matou Patricia, na casa de Daniela, onde amarrou Bruno e Fabíola ele tenta atirar em Maria, mas Heitor e Estrela a salvam, Demétrio foge, mas deixa o vídeo.

Todos correm para Aruba e salvam Estevão da morte no último momento. Todos voltam para serem felizes, Maria diz a Heitor e Estrela que é sua mãe. Daniela reconhece o corpo de Ana Rosa. Na última cena encontramos as pessoas que fizeram o bem em sua estada na terra na igreja do padre Belisário, Maria agradece por voltar a ter sua família, Ângelo agradece a Deus por sua esposa, Heitor faz o mesmo por Vivian e seu filho. Leonel por estar feliz com sua noiva Lupita. Estrela e Greco. O pai de Carlos agradece a família que formou e por Deus ter dado a seu filho o dom do arrependimento. Fabíola pede o divórcio a Bruno por estar cansada de como ele a trata, porém eles acabam decidindo se dar mais uma oportunidade, começando uma vida nova juntos. Daniela tenta seguir sua vida, e Carmen curte ter podido ser a mãe de Ângelo agora, porque em vida Alba sempre a impediu.

A novela termina depois dos casamentos de Heitor e Vivian, Greco (José Luis Reséndez) e Estrela, Leonel e Lupita (Mariana Ríos), Ângelo e Alma (Ximena Herrera), e claro, Estêvão e Maria que renovam seus votos matrimoniais.

La Madrastra... Años Después

Televisa produziu um especial (de uma hora e meia) mostrando a vida dos San Román 10 anos depois da última cena do último capítulo. Demétrio, que havia sido desmascarado e preso pelo assassinato de Patrícia, escapa da prisão e faz todos acreditarem que esta morto. Para se vingar dos San Román, ele usa o neto, Angelito (filho de Angelo e Alma). Estrela e Greco, Heitor e Vivian, Lupita e Leonel também tiveram filhos, todos com aproximadamente 10 anos de idade. Estevão e María estão muito felizes, pois chegou o dia de comemorar o casamento da família. Os San Román vão passar uns dias na casa de campo de Leonel. Lá, Estrela desaparece. Mais tarde, María encontra Estrela como refém de Demétrio em uma cabana. Demétrio tenta matar María, mas Estevão a salva. A cabana em que estavam pega fogo e Demétrio morre queimado. Todos vivem felizes para sempre.

Novo Final

Em 2007, a Televisa reprisou a novela, porém, gravou novas cenas para a reta final. Nesse novo final, o assassino não é revelado ao público até o penúltimo capítulo, aguçando a curiosidade de todos. A revelação acontece em uma cena onde Bruno descobre que foi Fabíola que assassinou Patricia. Insana, Fabíola apunhala Bruno até a morte. Também houve uma cena onde Fabíola faz María de refém. Ela termina num hospital psiquiátrico, completamente demente. Consequentemente, tiveram que gravar um novo casamento para o último capítulo. Este foi gravado em uma igreja, diferente da versão original, e Demétrio aparece no casamento. Ele tem final feliz, onde fica próximo de seu filho Ângelo, e de Carmen.

ElencoEditar

Ator Personagem
Victoria Ruffo Maria Fernández da Cunha de San Román
César Évora Estevão San Román
Jacqueline Andere Alba San Román
Sabine Moussier Fabíola Mendizábal
Guillermo García Cantú Demétrio Rivero
Eduardo Capetillo Leonel Ibáñez
Ana Martín Socorro de Montes
Margarita Isabel Carmen San Román
Cecilia Gabriela Daniela Márquez de Rivero
Martha Julia Ana Rosa Márquez / Sofia Márquez
René Casados Bruno Mendizábal
Joaquín Cordero Padre Belisário
Patricia Reyes Spíndola Venturina García
Michelle Vieth Vivian de la Fuente San Román
Ana Layevska Estrela San Román Fernández Montes
Mike Biaggio Ângelo San Román Rivera
José Luis Reséndez Greco Montes
Lorenzo de Rodas Evandro Maldonado
Mauricio Aspe Heitor San Román Fernández
Mariana Ríos Guadalupe "Lupita" Montes de Ibañez
Sergio Mayer Carlos Sánchez
Ximena Herrera Alma Munhoz Sán Román
Irma Serrano Duquesa de Walterrama e San Calixto
Carlos Bonavides Rufino "Poodle" Sánchez
Arturo García Tenorio Leonardo "Da Vinci" Montes de Castilho
María Luisa Alcalá Fanny
Liza Willert Rebeca Robles
Rocío Cárdenas Angélica Espino
Alejandro Ruiz Dr. Alessandro Ruiz
Archie Lanfranco Luciano Cerezuela
Marcelo Buquet Geraldo Salgado
Manuel Medina Cadenas
Andrés Márquez Pança
Raúl Sebastián Villarreal Grenas
Carlos de la Mota Eduardo "Bell Boy"
Evelyn Nieto Flor
Miguel Ángel Fuentes Fausto

Participações especiaisEditar

Ator Personagem
Montserrat Oliver Patricia de Ibáñez
Rubén Morales Artur de Ibáñez
Joustein Roustand Huesos
Germán Gutiérrez Dr. Huerta
Santiago Hernández Pulgarcito
Vicky Palacios Vicky
Pilar Pellicer Sônia
Óscar Morelli Diretor da cadeia
Mariana Karr Carcereira
Alfredo Adame Apresentador
Laura Pausini Ela mesma
Stephanie Gerard Maggie
Mario Casillas Dr. René Rubens
Alejandra Barros Diana

PersonagensEditar

  • Maria (Victoria Ruffo) - É uma mulher doce e sofrida. Casada com Estevão, mãe de Heitor e Estrela. Fora condenada a prisão perpétua, acusada de um assassinato que não cometeu, porém conseguiu a liberdade após 20 anos presa. Sofre muito todos os dias, pois seus filhos a odeiam e não sabem que na verdade, Maria é sua verdadeira mãe.
  • Estevão (César Évora) - É um homem decidido. Casado com Maria, a quem sempre amou incondicionalmente. Pai de Heitor, Estrela e Ângelo. Estevão é um grande empresário, dono das Empresas San Román.
  • Socorro (Ana Martín) Esposa de Leonardo, mãe de Greco e Lupita. Odeia quando seu marido não dá dinheiro para apostar. É uma grande amiga para os seus filhos e sempre os ajuda quando precisa. No decorrer da trama fica doente e Maria a apoia como pode.
  • Alba (Jacqueline Andere) - É uma mulher maldosa, fria e calculista. Mora com a irmã Carmem, o sobrinho Estevão e os sobrinhos-netos Heitor e Estrela, e seu "filho" Ângelo. Faz de tudo para separar Maria de Estevão, porque acha que foi a própria Maria que matou Patrícia, e pelo fato de Maria ter lhe "tirado" o amor do Estêvão ao se casar com ele (ela nutre um amor doentio pelo Estevão, vendo-o como homem e não como sobrinho).
  • Leonel (Eduardo Capetillo) - É um jovem carismático. É órfão de pai e mãe, mas é muito amigo de Estevão. É um dos chefes das Empresas San Román. Conhece o amor quando se apaixona pela jovem Lupita, uma garota doce e sensível.
  • Carmen (Margarita Isabel) - É completamente diferente da sua irmã Alba. É uma mulher doce, amorosa e sensível. Foi a única a acreditar na inocência de Maria.
  • Heitor (Mauricio Aspe) - Filho mais velho de Maria e Estevão. É um homem decidido e forte. Conhece o amor quando se apaixona por Vivian, companheira de prisão de sua mãe Maria.
  • Estrela (Ana Layevska) - Filha do meio de Maria e Estevão. É uma garota alegre e divertida, às vezes arrogante. Que sofre muito com a suposta perda de sua mãe.
  • Ângelo (Mike Biaggio) - Filho caçula de Estevão. Completamente diferente dos irmãos Heitor e Estrela, Ângelo é um jovem doce, amoroso, tímido e sensível. Conhece o amor quando se apaixona por Alma, uma jovem doce e amável, mas a sua tia Alba faz de tudo para separá-los, mas acabam se casando no meio da trama. Tem um enorme carinho por Maria, mesmo ela não sendo sua verdadeira mãe. Sua verdadeira mãe é Carmem, e seu pai é o Demétrio.
  • Carlos (Sergio Mayer) - Filho único de Poodle (Rufino Sánchez). É um homem de péssimo caráter, frio e desprezível. Despreza o seu pai Poodle por ser um simples pintor. Mas com o passar do tempo, não sabia que o pai enriqueceu e tenta pedir perdão a ele, mas nunca consegue o perdão. Acaba se arrependendo das suas maldades, porém termina assassinado por um bandido.
  • Demétrio (Guillermo García Cantú) - É um homem sedutor e destemido. Bola planos para se apoderar das Empresas San Román. É o verdadeiro pai de Ângelo. No final da trama, ele é preso. Na versão original da trama, ele é o verdadeiro assassino de Patrícia. Em "A Madrasta: Anos Depois", morre carbonizado depois de fugir da cadeia.

TransmissãoEditar

No MéxicoEditar

Suas duas últimas semanas dividiram o horário com os primeiros capítulos de La esposa virgen. Foi reprisada entre 9 de abril e 14 de setembro de 2007, sucedendo Lola, érase una vez e antecedendo Amor sin Maquillaje, às 18:00 , com um final diferente do original de 2005.[1]

Foi novamente reprisada pela sua emissora original entre 15 de junho a 21 de agosto de 2015, em capítulos de 2 horas, totalizando 50 capitulos, substituindo a reprise de Rubi e sendo substituída por Hasta que el dinero nos separe.[2]

Também foi reprisada pelo TLNovelas entre 15 de dezembro de 2008 e 5 de junho de 2009. Voltou a ser reprisada pelo canal de 2 de março a 29 de maio de 2020, substituindo Cuna de lobos e sendo substituída por Esmeralda.

No BrasilEditar

No Brasil, foi exibida pelo SBT de 16 de maio a 28 de outubro de 2005, em 120 capítulos, às 15h15 da tarde como inédita, substituindo A Usurpadora e substituída por Canavial de Paixões. Seu final foi reprisado no sábado, 5 de novembro, oito dias após sua exibição (o sábado anterior foi reservado para o Teleton 2005), às 13h15 horas.[3]

Foi reprisada entre 14 de outubro de 2013 a 18 de março de 2014, em 110 capítulos, substituindo Rubi e substituída por Abraça-me Muito Forte.[4]

Classificação

Tanto em sua primeira exibição às 15:30 da tarde, (2005) como na reprise, (2013-2014), a classificação indicativa seguiu como "Livre", ou seja, sem restrições para limites de horário.

AudiênciaEditar

No MéxicoEditar

Em sua exibição original, a trama alcançou 27.9 pontos de média.[5]

No BrasilEditar

No Brasil, a trama estreou com 11 pontos. No último capítulo, a trama marcou 13 pontos de média, e garantiu a liderança para o SBT.[6] Teve média geral de 9 pontos.[7]

Na estréia da sua reprise, a trama alcançou 6 pontos de média, e garantiu a vice liderança para o SBT. No penúltimo capítulo, alcançou 6 pontos e derrotando o Cidade Alerta.[8] No último capítulo, a trama também alcançou 6 pontos, porém ficou em terceiro lugar no Ibope.[9] A reprise teve média de 4.5 (5) pontos.

Prêmios e IndicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Nomeações Resultado
2006 Prêmio TVyNovelas[10] Melhor telenovela Indicada
Melhor Atriz Protagonista Victoria Ruffo Indicada
Melhor Ator Protagonista César Évora Indicado
Melhor Atriz Antagonista Jacqueline Andere Indicada
Melhor Ator Antagonista Guillermo García Cantú Indicado
Melhor Primeira Atriz Ana Martín Indicada
Melhor Primeiro Ator Joaquín Cordero Indicado
Melhor Atriz Co-Protagonista Margarita Isabel Indicada
Melhor Ator Co-Protagonista René Casados Indicado
Melhor Atriz Jovem Ana Layevska Indicada
Melhor Ator Jovem Mauricio Aspe Venceu
José Luis Reséndez Indicado
Melhor Direção de Cena Jorge Edgar Ramírez e Eric Morales Venceu
Melhor Tema Musical "Víveme" por Laura Pausini Indicada
2006 Prêmios Bravo[11] Melhor Primeira Atriz Victoria Ruffo Venceu
2006 Prêmios ACE de Nova York Melhor Telenovela Venceu
Melhor atriz Jacqueline Andere Venceu
Melhor Co-Atuação Masculina René Casados Venceu
Atriz Característica mais Destacada Sabine Moussier Venceu
2006 Prêmios Más que Telenovelas Melhor Telenovela Indicado
Melhor Produção Salvador Mejía Venceu
Melhor Atriz Victoria Ruffo Venceu
Melhor Ator César Évora Indicado
Melhor Vilã Jacqueline Andere Indicada
Melhor Co-Atuação Masculina René Casados Indicado
Melhor Co-Atuação Feminina Margarita Isabel Venceu
Melhor Primeira Atriz Ana Martín Indicada
Melhor Atuação Juvenil Feminina Ana Layevska Venceu
Melhor Atuação Juvenil Masculina José Luis Reséndez Venceu
Melhor Direção Cênica Jorge Edgar Ramírez e Eric Morales Venceu

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Prefieren a 'La madrastra' que a una 'fea'». Esmas. 3 de abril de 2007. Consultado em 23 de abril de 2015 
  2. «Retransmisión de La Madrastra a partir del 15 de junio». Tv y espectaculos. 10 de junho de 2015. Consultado em 28 de novembro de 2015 
  3. «Estréia: A Madrasta e Rebelde no SBT». Estrelando. 5 de maio de 2005. Consultado em 23 de julho de 2015 
  4. «"A Madrasta" substituirá "Rubi" nas tardes do SBT». Na Telinha. 20 de setembro de 2013. Consultado em 23 de julho de 2015 
  5. «Ratings promedio telenovelas de TELEVISA en horario estelar!». Foro Azul Point. 3 de março de 2010. Consultado em 1 de agosto de 2015 
  6. Elba Kriss (31 de outubro de 2005). «A Madrasta lidera na audiência». O Fuxico. Consultado em 1 de agosto de 2015 
  7. «Baú World: Relembre o sucesso de "A Madrasta"». SBTWorld. 18 de janeiro de 2012. Consultado em 1 de agosto de 2015 
  8. «Reprise de novela mexicana garante vice liderança para o SBT». F5. 18 de março de 2014. Consultado em 1 de agosto de 2015 
  9. «"SPTV" se destaca na Globo e "SBT Brasil" vai bem no SBT; veja mais». Na Telinha. 19 de março de 2014. Consultado em 1 de agosto de 2015 
  10. Site oficial
  11. ElUniversal: Premios Bravo 2006

Ligações externasEditar