Lago Salgado de Lárnaca

O Lago Salgado de Lárnaca (em grego: Αλυκή Λάρνακας, em turco: Larnaka Tuz Gölü) é um complexo de quatro lagos salgados de diferentes tamanhos no oeste da cidade de Lárnaca, no Chipre. O lago mais lago é Aliki, seguido dos lagos Soros e Spiro.[1] Juntos, formam o segundo lago mais largo no Chipre, depois do Lago Salgado de Limassol. A área da superfície total dos lagos chega a 2.2 km². Mesmo localizado fora da estrada que leva ao Aeroporto Internacional de Lárnaca, é um dos marcos mais distintivos da área. O lago foi considerado uma das zonas úmidas mais importantes do Chipre, sendo declarado, ainda, como um sítio protegido pela Convenção sobre as Zonas Húmidas de Importância Internacional, pela Rede Natura 2000, sob o tratado do Convenção de Barcelona.[2] Sendo uma Área Importante para Preservação de Aves,[3] está cercado por matas halófitas e, no seu centro, encontra-se o Sultão Tekke de Hala, um dos santuários mais sagrados do islã otomano.[4]

Lago Salgado de Lárnaca
Larnaca 01-2017 img29 Salt Lake.jpg
Localização
Localização Lárnaca
País Chipre
Características
Tipo Lago salgado
Área * 15,863 km²
Profundidade média 1 m
* Os valores do perímetro, área e volume podem ser imprecisos devido às estimativas envolvidas, podendo não estar normalizadas.

BiodiversidadeEditar

 
Fotografia aérea do lago durante o verão

Além da beleza pitoresca, o lago é composto por espécies de aves aquáticas com populações estimadas entre milhares de espécies. Entre as aves, encontra o flamingo-americano[5] que, durante o inverno, alimentam-se de populações de camarão de salmoura da espécie Artemia salina.[1] Outra espécies de aves importantes são o grou-comum, borrelho-de-coleira-interrompida, guincho-comum, pernilongo, alcaravão, Hoplopterus spinosus, Oenanthe cypriaca e toutinegra-do-chipre. Devido à exuberância animal, imigrantes e observadores reúnem-se no centro do lago para observarem a chama rosa dos flamingos.O complexo de lagos do Lago Salgado de Lárnaca foi declarado como área protegida por decisão do Conselho de Ministros de 1997 do Chipre.[6] Evidências recentes sugerem que, contrariamente à crença prévia, o flamingo-americano vive e reproduz na área úmida.[7]

GeografiaEditar

Durante os meses de inverno, o lago se enche de água, enquanto evapora nos meses de verão. Como resultado do processo de evaporação, forma-se uma longa crosta de sal e uma névoa de pó cinzento.[8][9] O sal colhido do lago costumava ser uma das principais exportações da região, sendo coletado e transportado com burros, levado até o limite do lago e empilhado em montes piramidais. Com o aumento dos custos trabalhistas, a colheita diminuiu para uma quantidade insignificante e, somente no ano de 1986, foi cessada.[10][11]

Referências

  1. a b «Report of the environmental audit of the city of Larnaca» (PDF). Medcities. 1999. Consultado em 13 de novembro de 2017 
  2. Kassinis, Nicolaos; Michalis Antoniou (2006). «Proceedings of the first symposium on the Mediterranean action plan for the conservation of marine and coastal birds (p94)» (PDF). Consultado em 13 de novembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 29 de setembro de 2007 
  3. Iezekiel S., Makris C., Antoniou A. (2004) Important Bird Areas of European Union Importance in Cyprus. Birdlife Cyprus, Lefkosia 2004.
  4. «The Annotated Ramsar List: Cyprus». Ramsar Convention Secretariat. 24 de agosto de 2001. Consultado em 13 de novembro de 2017. Cópia arquivada em 29 de junho de 2008 
  5. «BirdLife IBA Factsheet - Larnaca salt-lake». BirdLife International. 2006. Consultado em 13 de novembro de 2017 
  6. Hadjichristoforou, Myroula (8 de dezembro de 2004). «5th European Regional Meeting on the implementation and effectiveness of the Ramsar Convention» (PDF). Convenção sobre as Zonas Húmidas de Importância Internacional. Consultado em 13 de novembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 6 de janeiro de 2006 
  7. Hadjisterkotis, E.; M. Charalambides (30 de setembro de 2005). «The first evidence for the breeding of the Greater FlamingoPhoenicopterus ruber on Cyprus (Erster Brutnachweis des Flamingos Phoenicopterus ruber auf Zypern)». Zeitschrift für Jagdwissenschaft. 48. doi:10.1007/BF02192394. Consultado em 13 de novembro de 2017 
  8. «Larnaca Salt Lake». Consultado em 13 de novembro de 2017 
  9. «Larnaka Salt Lake - Larnaka Tourism Board». Consultado em 13 de novembro de 2017 
  10. «Exploring Cyprus: Larnaca Salt Lakes». 19 de junho de 2014. Consultado em 13 de novembro de 2017 
  11. «Larnaka Salt Lake - Salt harvesting». Consultado em 13 de novembro de 2017