Lagoa de Dentro

Disambig grey.svg Nota: Se procura por pela lagoa, veja Lagoa de Dentro (lagoa).

Lagoa de Dentro é um município brasileiro do estado da Paraíba, localizado na Região Geográfica Imediata de Guarabira.

Lagoa de Dentro
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Lagoa de Dentro
Bandeira
Brasão de armas de Lagoa de Dentro
Brasão de armas
Hino
Gentílico lagoense de dentro ou lagoa-dentrense
Localização
Localização de Lagoa de Dentro na Paraíba
Localização de Lagoa de Dentro na Paraíba
Mapa de Lagoa de Dentro
Coordenadas 6° 40' 22" S 35° 22' 44" O
País Brasil
Unidade federativa Paraíba
Região intermediária[1] João Pessoa
Região imediata[1] Guarabira
Região metropolitana Guarabira
Municípios limítrofes Caiçara (Paraíba) (norte e oeste); Duas Estradas (oeste); Curral de Cima (sul); Pedro Régis (leste)[2]
Distância até a capital 75 km
História
Fundação 20-12-1961
Administração
Prefeito(a) Fabiano Pedro da Silva (PSD, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [3] 84,505 km²
População total (IBGE/2010[4]) 7 370 hab.
Densidade 87,2 hab./km²
Clima semiárido com chuvas de verão
Altitude 154 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[5]) 0,565 baixo
PIB (IBGE/2008[6]) R$ 33 162,041 mil
PIB per capita (IBGE/2008[6]) R$ 4 443,53

HistóriaEditar

Lagoa de Dentro é um município que possui recursos hídricos de pouca relevância, mas que deve seu nome ao surgimento de uma lagoa, que levanta curiosidades. Nos tempos históricos, este ex - distrito de Caiçara era passagem obrigatória de quem se dirigia de Guarabira para Jacaraú e Mamanguape. O local possuía pouca água. Numa época de seca, alguns caçadores residentes na região e criadores de porcos, perceberam que seus animais, sempre chegavam cheios de lama e molhados, mais como? Se não havia água! Os caçadores seguiram o rastro dos caitetus e toparam com uma lagoa de grandes dimensões, que formava um caldeirão de águas claras, de boa portabilidade. Alguém sugeriu chamar o local de Lagoa de Dentro. E assim ficou, até os dias atuais.

Lagoa de Dentro vem cumprindo seu papel histórico e, por causa da sua lagoa, vem merecendo a atenção das pessoas que transitam entre o Brejo e o Litoral Norte. Integrante de um belo cenário natural, atualmente a lagoa necessita de alguns cuidados, para se tornar atração turística. Mas, mesmo com a paisagem diferente, rodeada de casas e outras feitorias, o espelho d'água ainda chega a encantar, como nos tempos pioneiros. No local passou expedição de Elias Herckmans, segundo governador do período holandês na Paraíba, e o exército franco-indígena de Iniguaçu, o bravo cacique potiguara, que a pretexto de lavar a honra da filha Itamberé, seqüestrada por um mameluco, comandou a chacina de Tracunhahém (PE), em 1574. Também nesta mesma rota caminhou a expedição punitiva de Frutuoso Barbosa, que submeteu os potiguaras da Cupaóba em 1599, pondo fim a uma guerra de mais de 20 anos entre esses índios e os portugueses colonizadores, esta mesma cidade em 1935 foi tido como ponto estratégico de guerra, o exército brasileiro construiu, uma guarita de observação militar, de onde eles poderiam observar os navios inimigos que pudessem chegar na Bahia da Traição, a comunicação era feita com fogos, rádios e espelhos, instrumentos os quais o soldados usavam com códigos, esta guarita fora construída em uma serra conhecida como alto da base, que tem uma beleza natural exótica, e onde fica a caverna do urubu, lugar onde muitos creditam, segundo lenda, viver um mostro. Lagoa de Dentro sobreviveu a tudo isto. Agora, quer brilhar no firmamento do Brejo, na qualidade de uma estrela que tem algo a oferecer a quem procura sua hospitalidade. Para começar, a tradicional festa de São Sebastião, que já passa dos cem anos de existência, passará a ter maior consistência histórica e organizacional. E, já que o governador Cássio Cunha Lima autorizou o asfaltamento da estrada que liga Pirpirituba a Jacaraú, via Pedro Régis, Lagoa de Dentro se dispõe a oferecer algo fora do comum aos turistas em demanda de Baía da Traição (PB) e Baía Formosa (RN), cujo número aumenta a cada semana.

Não há uma data certa da fundação do município. Mas a tradição oral deixa claro de que em 1880 já existiam no local 12 casas, erguidas por bravos pioneiros. Por volta de 1886 uma epidemia de cólera assolou a região. São Sebastião, o santo protetor contra as pestes, foi tomado como padroeiro de Lagoa de Dentro e outras localidades. A febre cessou, depois de fazer diversas vítimas. A colonização propriamente dita teria começado quando Antônio Fernandes, um dos pioneiros criadores de gado da região, doou um terreno para a construção de uma capela. Em volta do templo foram construídas várias casas e a localidade prosperou. Após algumas reformas, a capela se transformou na Igreja Matriz da sede urbana. Esta, em 1958, teve uma missa realizada por importante missionário, Frei Damião de Bozzano. Os mais antigos contam que durante a missa, que era celebrada no pátio da igreja, uma chuva ameaçou dispersar os fiéis. Frei Damião levantou o braço e ordenou que a chuva parasse. Há quem jure, de pés juntos, que este suposto fenômeno realmente aconteceu. A Lagoa de Dentro de agora está longe da homônima de outros anos.

Em 1974, o então ministro da Saúde, Paulo de Almeida Machado, ao inaugurar uma campanha contra a esquistossomose, no Brejo paraibano, fez questão de visitar esta cidade. A incidência de esquistossomose era grande. Como primeira providência, Almeida mandou depurar as águas da lagoa, para erradicar a doença. A esquistossomose sumiu. E a lagoa que ainda ornamenta a cidade, serve de lavanderia para grande parte da população, embora suas águas não sejam recomendadas para esta atividade ou banhos. Esta fonte natural sempre se manteve com água. Dizem os mais antigos que ela chegou a dar na lama em 1949. Frei Damião abençoou-a nove anos depois. A água nunca mais faltou. Esta é a afirmação dos católicos, predominantes na população de Lagoa de Dentro, que creditam poderes sobrenaturais ao frade italiano, morto há nove anos. Lagoa de Dentro foi emancipada em 1961. Situa-se na rota semi-litorânea que parte de Guarabira e termina em Mamanguape, via Pirpirituba, Sertãozinho e Duas Estradas. Para quem se destina a Nova Cruz e outros municípios fronteiriços do Rio Grande do Norte, a partir de Guarabira, o atalho por Lagoa de Dentro é ideal. A próxima cidade em direção ao Litoral Norte da Paraíba é Jacaraú, outra jóia da caatinga litorânea, conhecida por suas festas de rua. Lagoa de Dentro é destaque internacional através das ondas curtas do rádio, Leonaldo Ferreira, fez com que Lagoa de Dentro ficasse conhecida em todo o mundo, através de seus contatos com emissoras internacionais da Europa, Ásia e Américas. Leonaldo Ferreira, também foi o primeiro lagoadentrense a visitar a China, escolhido para participar em um seminário da Rádio Internacional da China no ano de 2013.

GeografiaEditar

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2010 sua população era estimada em 7.370 habitantes. Área territorial de 85 km².

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. Mapa da Confederação Nacional de Municípios
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre municípios da Paraíba é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.