Last Dance

filme de 1996 dirigido por Bruce Beresford
Last Dance
Pôster promocional
No Brasil A Última Chance[1]
Em Portugal A Última Dança[2]
 Estados Unidos
1996 •  cor •  103 min 
Direção Bruce Beresford
Produção Steven Haft
Roteiro Steven Haft
Ron Koslow
Elenco Sharon Stone
Rob Morrow
Randy Quaid
Peter Gallagher
Jack Thompson
Gênero drama
Cinematografia Peter James
Edição John Bloom
Companhia(s) produtora(s) Touchstone Pictures
Distribuição Buena Vista Pictures
Lançamento Estados Unidos 3 de maio de 1996
Idioma inglês

Last Dance (Brasil: A Última Chance /Portugal: A Última Dança) é um filme de drama de 1996 dirigido por Bruce Beresford e estrelado por Sharon Stone, Rob Morrow, Randy Quaid e Peter Gallagher. Last Dance foi filmado em Nashville.[3]

O filme foi largamente ignorado nas bilheterias e foi constantemente comparado com o filme de 1995 Dead Man Walking, que foi um drama premiado pelo Oscar a qual tratamento do tema da pena de morte ainda estava fresco nas mentes do público.[4] Sharon Stone foi indicada para um prêmio Framboesa de Ouro em 1997 por "Pior Nova Estrela", baseado em seu papel no filme (como a nova "séria" Sharon Stone).[5] Last Dance recebeu críticas negativas dos críticos. Actualmente, detém uma classificação de 32% em Rotten Tomatoes com base em 22 comentários, com uma classificação média de 5.3/10.[6]

SinopseEditar

Cindy Ligget está no corredor da morte esperando sua execução pelo brutal assassinato duplo que cometeu quando era adolescente, doze anos antes do início do filme. O advogado Rick Hayes, especializado em indulto, tenta salvá-la, argumentando que ela foi intoxicada quando cometeu o crime pelo qual foi declarada culpada e que ela não é mais a mesma pessoa que era à época dos assassinatos.

ElencoEditar

Recepção da críticaEditar

Roger Ebert, do Chicago Sun-Times, sentiu que o filme lidava com "material potencialmente poderoso e pensativo" e fez uma "boa vitrine para Stone". No entanto, ele ressaltou que o filme sofreu com a "inevitável desgraça" de estar seguindo logo após a "obra-prima inquestionável" de Dead Man Walking. Em comparação, Ebert sentiu que Last Dance "parece ser sério, mas não original".[7] James Berardinelli do ReelViews também achou que o Dead Man Walking era "muito superior". Ele sentiu que Last Dance foi uma "história menos convincente" e "um pouco segura demais", com "um pouco de manipulação e melodrama demais". Ele elogiou Stone por dar o "desempenho mais impressionante de uma carreira um tanto sem brilho", mas criticou Morrow como "deixando algo a desejar". Ele concluiu que Last Dance é "perfeitamente assistível, e vale a pena uma recomendação marginal, [mas] em comparação com o Dead Man Walking, parece diluído".[8]

Janet Maslin, do New York Times, elogiou a "presença estelar e o desempenho surpreendentemente intenso" de Stone no filme, descrevendo seu "papel sem saída" como o "salva-vidas" do filme. No entanto, ela foi crítica do filme em geral, afirmando: "...logo a história começa a tomar voltas sentimentais, e até mesmo a ferocidade surpreendente de Stone é enterrada em lama".[9] Peter Travers da Rolling Stone foi desfavorável do filme e concluiu: "Last Dance é um melodrama de prisão que abraça todos os clichês que Dead Man Walking esquivou-se artisticamente. Last Dance age duro, mas seu coração é pura soap opera".[10] Desson Howe do The Washington Post também criticou o filme, sugerindo que o filme "não é exatamente" Dumb Blonde Walking ", mas que o insulto satírico não está tão longe da verdade". Ele descreveu o filme como "estereotipado", com um efeito emocional "estranhamente distanciador".[11]

Barbara Shulgasser, do San Francisco Chronicle, descreveu o filme como "simplista, pueril lixo", acrescentando que Stone precisava "começar a escolher material difícil se ela realmente quisesse se tornar uma atriz".[12] Edward Guthmann, do mesmo jornal, achava que o filme tinha "capacidade" de direção e atuação, mas que Dead Man Walking era "muito superior". Ele elogiou o desempenho de Stone, mas acrescentou: "Os momentos em que Last Dance não encobre o personagem de Stone são os melhores, e eles fazem você desejar que o filme tenha sido reestruturado". Ele descreveu o filme como uma "adição séria e nada notável ao cânone de Hollywood dos filmes de prisão".[13] Anne Billson do jornal britânico The Telegraph sentiu que Stone "emerge deste empreendimento com uma certa dose de dignidade", ao contrário de Morrow, a quem é dado "um papel intencionalmente antipático". Ele descreveu o filme como o "compêndio habitual de clichês".[14]

Referências

  1. A Última Chance no Telecine
  2. A Última Dança em Sapo.pt
  3. http://www.tntrivia.com/Movies%20Filmed%20in%20Tennessee.htm
  4. «Last Dance (1996) - Trailers, Reviews, Synopsis, Showtimes and Cast». AllMovie. Consultado em 1 de maio de 2013 
  5. https://www.imdb.com/title/tt0116827/awards?ref_=tt_awd
  6. «Last Dance (1996)». Rotten Tomatoes. Fandango Media. Consultado em 22 de fevereiro de 2018 
  7. Emerson, Jim. «Last Dance Movie Review & Film Summary (1996)». Roger Ebert. Consultado em 1 de maio de 2013 
  8. «Review: Last Dance». Reelviews.net. Consultado em 1 de maio de 2013 
  9. «Last Dance». Nytimes.com. 3 de maio de 1996. Consultado em 1 de maio de 2013 
  10. Peter Travers (3 de maio de 1996). «Last Dance | Movie Reviews». Rolling Stone. Consultado em 1 de maio de 2013 
  11. «'Last Dance' (R)». Washingtonpost.com. 3 de maio de 1996. Consultado em 1 de maio de 2013 
  12. Barbara Shulgasser, EXAMINER MOVIE CRITIC (3 de maio de 1996). «Stone loses a step in "Last Dance'». SFGate. Consultado em 1 de maio de 2013 
  13. «`Last Dance' Trips Over Wasted Chance / Death Row drama misplays Sharon Stone's role». SFGate. 3 de maio de 1996. Consultado em 1 de maio de 2013 
  14. Culture. «Dead woman outstaying her welcome». Telegraph. Consultado em 1 de maio de 2013 

Ligações externasEditar