Laura Vega Santana

Laura Vega Santana (Vecindario, 18 de Abril de 1978) é uma professora de música e compositora espanhola.[1]

Laura Vega Santana
Nascimento 18 de abril de 1978
Vecindario
Cidadania Espanha
Ocupação professor de música, compositora

Percurso editar

Começou a sua formação na Escola Municipal de Música de Vecindario, onde estudou piano, harmonia e contraponto. Prosseguiu os seus estudos no Conservatório Superior de Música de Las Palmas, obtendo o diploma em piano, assim como em harmonia, contraponto, composição e instrumentação, é com estas especialidades ganha o Prémio Fin de Carrera.[1]

Estudou na Academia da Orquestra Filarmónica das Palmas e no Conservatório Superior de Música das Palmas onde obteve o diploma em oboé. Trabalha como oboísta profissional na Banda Juvenil Sol e Vento de Vecindário, na Banda Municipal das Palmas de Gran Canaria, na Orquestra de Jovens da Academia da Orquestra Filarmónica de Grande Canaria e na Orquestra Sinfónica das Las Palmas.[2]

Como docente, começou como professora de piano, linguagem musical e harmonia na Escola Municipal de Santa Luzia e de Composição no Conservatório Profissional de Música das Palmas. Desde 2003 que é professora das especialidades de Harmonia e Contraponto no Conservatório Superior de Música das Canárias.

Em 2008 foi nomeada presidente da PROMUSCAN.[3][1]


Obras Seleccionadas editar

Conta com mais de cinquenta obras no seu catalogo, entre as quais destacam-se:[4] [1]

  • Concerto para oboé e dois grupos orquestrais (encomendado pela Fundação Autor, SGAE e AEOS e estreada pela Orquestra Filarmónica de Grande Canaria)
  • Imagens de uma ilha para orquestra e assobio gomero (encomenda do Cabildo da Gomera, estreada pela Orquestra Sinfónica das Palmas)
  • Concerto para oboé e dois grupos orquestrais
  • Poemas de Elvireta Escobio
  • Sensações discursivas
  • Nascimento de pintura e dança
  • In Paradisum (encomendado pelo XXVI Festival de Música das Canárias)
  • 4 peças para piano solo
  • Sonatina para oboé e piano

Prémios editar

Em 2001, ganhou em Tenerife o Prémio Regional de Música de Câmara de CajaCanarias María Orán na categoria de Melhor Interpretação de Obras de Compositores Canários.[2]

No ano 2011, obteve a Menção de Honra no IV Prémio Internacional de Música Sacra Fernando Rielo, com a sua obra Pater Noster para coro e orquestra de cordas[5].

Em 2012, ganhou o Prémio da Real Sociedad Económica de Amigos del País de Gran Canaria na categoria de Música, especialidade composição.[6]

Reconhecimentos editar

Em Dezembro de 2008, recebeu o Prémio Ateneo à Cultura, o máximo galardão concedido pelo Ayuntamiento de Santa Lucía, “a pessoas ou entidades pelo seu trabalho a favor da promoção cultural”.[7]

Em 2011, tornou-se membro da Real Academia Canaria de Belas Artes San Miguel Arcángel.[8][9]

Referências editar

  1. a b c d «Laura Vega Santana». www.donneinmusica.org. Consultado em 25 de junho de 2020 
  2. a b «Vega Santana, Laura». Real Academia Canaria de Bellas Artes de San Miguel Arcángel (em espanhol). Consultado em 8 de junho de 2020 
  3. «Historia». www.promuscan.es. Consultado em 25 de junho de 2020 
  4. «Laura Vega, primera invitada al programa tutorial del fotógrafo Tomás Correa». www.laprovincia.es. Consultado em 7 de junho de 2020 
  5. «Laura Vega, finalista del Premio de Música Sacra Fernando Rielo». www.laprovincia.es. Consultado em 7 de junho de 2020 
  6. «20.XII Laura Vega, Premio Gran Canaria de la RSEAP». www.promuscan.es. Consultado em 7 de junho de 2020 
  7. «www.santaluciagc.com». portal.santaluciagc.com. Consultado em 7 de junho de 2020 
  8. «La compositora Laura Vega ingresa en la Real Academia Canaria de Bellas Artes. | grancanariatv.com Noticias y vídeos de Gran Canaria». GranGanariaTV.com • Noticias (em indonésio). Consultado em 7 de junho de 2020 
  9. «27 de octubre: la compositora Laura Vega ingresará en la RACBA». Real Academia Canaria de Bellas Artes de San Miguel Arcángel (em espanhol). Consultado em 7 de junho de 2020