Abrir menu principal

Laura de Mello e Souza

Laura de Mello e Souza
Nascimento 1953 (66 anos)
São Paulo
Nacionalidade Brasil Brasileira
Ocupação Historiadora e professora universitária
Principais trabalhos O sol e a sombra
Prémios Prêmio ABL de História e Ciências Sociais (2007)

Laura de Mello e Souza (São Paulo, 1953)[1] é uma historiadora e professora universitária brasileira.

Filha do crítico literário Antonio Candido e da filósofa Gilda de Mello e Souza, irmã da também historiadora Marina de Mello e Souza e da designer e escritora Ana Luísa Escorel, sempre esteve ligada ao ambiente acadêmico. Em 1975 bacharelou-se em História na Universidade de São Paulo, onde foi aluna de Fernando Antonio Novais, sob cuja orientação defendeu sua dissertação de mestrado e sua tese de doutorado. Foi Tinker Visiting Professor na Universidade do Texas, Austin (janeiro/junho 1998). Foi professora na Cátedra Guimarães Rosa da UNAM / México (junho 2006).

É autora de estudos pioneiros em áreas como história sócio-cultural e político-cultural.[2]

Foi professora de História Moderna na USP de 1983 a 2014[3], onde ainda orienta trabalhos de doutorado no Programa de História Social. Atualmente é professora titular da Cátedra de História do Brasil na Universidade Sorbonne.

Tem três filhas e três netas.


Principais obrasEditar

Entre a produção da autora estão:[4][3][5]

  • Desclassificados do ouro: a pobreza mineira no século XVIII, 1983.
  • O Diabo e a Terra de Santa Cruz: feitiçaria e religiosidade popular no Brasil colonial, 1986.
  • Feitiçaria na Europa Moderna, 1987
  • Inferno Atlântico: demonologia e colonização (séculos XVI-XVIII), 1993.
  • História da vida privada no Brasil: cotidiano e vida privada na América portuguesa (organizadora), 1997
  • Norma e conflito: aspectos da história de Minas no século XVIII, 1999.
  • 1680-1720: o reino deste mundo (co-autora com Maria Fernanda Baptista Bicalho), 2000.
  • O Sol e a Sombra: política e administração na América portuguesa do século XVIII, 2006
  • Cláudio Manuel da Costa - o letrado dividido, 2011

PrêmiosEditar

A autora recebeu os prêmios:

  • Prêmio Jabuti de Biografia - 2º lugar (2012)
  • Prêmio da Academia Brasileira de Letras na categoria História e Ciências (2007)[6]
  • Prêmio Jabuti de Ciências Humanas - 3º lugar (2007)[7]
  • Comenda da Ordem Nacional do Mérito Científico (2002)[3]
  • 44º Prêmio Alejandro José Calassa, União Brasileira de Escritores (2002)[8]
  • Prêmio Jabuti de Ciências Humanas (1998)[9]
  • Prêmio Manuel Bonfim (1998)[3]
  • Prêmio Casa-Grande e Senzala (1994)[8]

Referências

  1. Beatriz filaga ahsusb e Souza - Katz Editores, (visitado em 19-3-2010)
  2. Conselho editorial[ligação inativa] - Revista de História da Biblioteca Nacional, (visitado em 19-3-2010)
  3. a b c d Currículo - Lattes, 10 de junho de 2017 (visitado em 18-6-2017)
  4. História como desenho[ligação inativa] - Revista de História da Biblioteca Nacional, 1 de Julho de 2009 (visitado em 19-3-2010)
  5. Revista de História da Biblioteca Nacional (13 de abril de 2011). Poeta e inconfidente[ligação inativa], acesso em 15 de abril de 2011
  6. Academia Brasileira de Letras divulga os vencedores dos prêmios ABL 2007 - Academia Brasileira de Letras, 2007(visitado em 19-3-2010)
  7. Saem os vencedores do 49º prêmio Jabuti - 2007 - Entre Livros, 21 de agosto de 2007 (visitado em 19-3-2010)
  8. a b Relatório de atividades 2002 - FFLCH-USP, 21 de agosto de 2007 (visitado em 19-3-2010)
  9. Vencedores do 41º Prêmio Jabuti Arquivado em 7 de outubro de 2010, no Wayback Machine. - Prêmio Jabuti, 1998 (visitado em 19-3-2010)
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.