Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Leonor Corrêa
Leonor Corrêa
Nome completo Maria Leonor Corrêa Silva[1][2][3]
Nascimento 14 de dezembro de 1962 (56 anos)[2]
Araras, São Paulo São Paulo
Ocupação Jornalista e diretora de televisão[2]
Cônjuge(s) Anthony Richie
1998–2006[4]
Nacionalidade Brasil Brasileira
Atividade 1985—presente
Trabalhos notáveis

Maria Leonor Corrêa Silva (Araras, 14 de dezembro de 1962) é uma jornalista e apresentadora de televisão brasileira. A jornalista já fez parte dos quadros de todas as mais importantes TVs do país, como Globo, Cultura, Record, SBT, Band e Rede TV!.[2] É irmã do apresentador Fausto Silva.

Em 1991 foi agraciada com o prêmio «Revelação da TV» pela Associação Paulista de Críticos de Arte.[3]

Índice

Primeiros anosEditar

 
Araras (São Paulo), cidade natal da jornalista

Leonor nasceu em Araras, interior de São Paulo, numa família de seis filhos, fruto do casamento do fiscal de renda Maury Corrêa da Silva e da professora Cordélia Silva.[3] Mais nova dos seis irmãos, aos quinze anos já publicava crônicas e poesias no suplemento feminino de um extinto jornal de Araras.[2]

Dois membros dessa família, ela e seu irmão Fausto Silva («Faustão»), viriam mais tarde a se tornar jornalistas conhecidos.[5] Suas outras irmãs seguiram sobretudo o magistério.

CarreiraEditar

InícioEditar

Antes de ingressar na vida artística, Leonor foi bancária e estudou até o quarto ano de direito na Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), quando abandonou a faculdade para ingressar na televisão, sua grande paixão.[3][2]

A carreira de Leonor Corrêa começou de fato em 1985, aos 22 anos, na extinta TV Princesa de Campinas, onde comandou o programa feminino A Tarde é Mulher. Mais tarde, trabalhou em diferentes emissoras, atuando como apresentadora, repórter, dirigindo e escrevendo roteiros para diversos programas. Ao longo da carreira, também fez trabalhos como freelancer (como roteirista e diretora) em produtoras independentes.[2] Em 1986, Leonor foi para a EPTV, onde ficou como repórter até 1989[6] Em 1995 escreveu a comédia «Cobras Voadoras», peça de teatro dirigida por Denise Del Vecchio.[2]

Apresentação e direçãoEditar

No começo da década de 90, apresentou o programa Vitrine, na TV Cultura. Após uma rápida experiência como apresentadora, em 1992, no programa Coçando o Sábado, na Rede OM, a jornalista trabalhou na redação e também no direção geral do Domingão do Faustão, na Rede Globo. Entre 2000 e 2001 dirigiu os Programa Fabio Jr e Top TV,[3] na Rede Record e entre 2002 e 2003 foi apresentadora do extinto A Casa é Sua, na RedeTV!.[4] Em 2003, Leonor foi para a Band, onde dirigiu os programas Boa Noite Brasil e Brasil Urgente. Já em 2004, foi apresentadora do Band Folia. No ano seguinte, assumiu a apresentação do extinto Melhor da Tarde,[5]na mesma emissora, com a saída de Astrid Fontenelle e Leão Lobo.

De 2006 a 2009, foi diretora do programa Melhor do Brasil, da Rede Record, comandado pelo apresentador Rodrigo Faro, e em 2009 foi contratada do SBT, onde dirigiu o programa Eliana. No dia 23 de março de 2012, o SBT comunica que Leonor Corrêa não seria mais a diretora do programa, e que passaria a comandar outra atração da casa, que ainda estrearia. Em setembro de 2013, Leonor deixou o SBT em comum acordo e se aventurou na produtora MV Vídeos, de sua colega Miloca Nagle.[7]

Em 2014, Leonor optou por voltar à EPTV (afiliada da Rede Globo nas regiões de Campinas, Ribeirão Preto e São Carlos, no interior de São Paulo e Varginha, no sul de Minas Gerais), desta vez, como diretora de criação e produção de programação da rede.[8]Em 2015, Leonor retorna para o SBT, para ser diretora de programas na emissora.[9]

Em novembro de 2015, Patrícia Kogut, do jornal O Globo, noticia que Leonor Corrêa seria autora de uma telenovela infantil do SBT, Carinha de Anjo.[10] A notícia foi confirmada posteriomente e Carinha de Anjo substituiu Cúmplices de um Resgate.

CronologiaEditar

Televisão
Ano Programa Emissora Atividade
2020- Patinho Feio SBT Autora
2018 Z4 Roteista
2016-2018 Carinha de Anjo Autora[11]
2012-2013 Vários programas Diretora artística
2009-2012 Eliana Diretora
2006-2009 O Melhor do Brasil Rede Record Diretora geral
2005 Melhor da Tarde Rede Bandeirantes Apresentadora[5]
2004-2005 Brasil Urgente Rede Bandeirantes Diretora artística
2004 Band Folia Rede Bandeirantes Apresentadora
2003-2004 Boa Noite Brasil Rede Bandeirantes Diretora geral
2002-2003 A Casa é Sua RedeTV! Apresentadora[4]
2000-2001 TopTV Rede Record Diretora geral[12]
2000-2001 Fabio Jr Rede Record Diretora geral[3]
1992-1999 Domingão do Faustão Rede Globo Redatora e diretora geral
1992 Coçando o Sábado Rede OM Apresentadora
1991 Vitrine TV Cultura Apresentadora[3]

Vida pessoalEditar

Leonor foi casada até 2006 com Anthony Richie, de quem tem uma filha, Julia.[5] Seu pai, Sr. Maury Silva, faleceu no dia 9 de abril de 2010.[13]

Em 2002, aos 40 anos, a apresentadora se deu conta de estar com diabetes e pressão alta.[5] Isso a fez se submeter, em 2003, a uma cirurgia de redução de estômago, que a fez perder quase 60 quilos em dois anos (antes ela pesava 126 kg e após o procedimento chegou aos 67 kg).[5] Essa experiência rendeu o livro denominado «De cara com o espelho».[2]

Ligações externasEditar

Referências

  1. Talão do registro de nascimento de Maria Leonor Corrêa Silva
  2. a b c d e f g h i Maria josé Nóbrega (2007). «Leonor Corrêa: de cara com o espelho». Editora Moderna. Consultado em 18 de fevereiro de 2014 
  3. a b c d e f g Alessandra Nalio (1998). «Faustinha atrás das câmeras». Istoé Gente. Consultado em 18 de fevereiro de 2014 
  4. a b c Da redação (2002). «Quem nasceu em dois anos». Revista Quem. Consultado em 18 de fevereiro de 2014 
  5. a b c d e f Jonas Furtado (14 de março de 2005). «Do tamanho 60 para o 42». Istoé Gente. Consultado em 18 de fevereiro de 2014 
  6. Flávio Ricco (7 de março de 2014). «Leonor Corrêa vai dirigir TV». UOL. Consultado em 6 de fevereiro de 2016 
  7. GILVAN MARQUES (2 de outubro de 2013). «Irmã de Faustão, Leonor Corrêa troca SBT por produtora de vídeo». Noticias da TV. Consultado em 6 de fevereiro de 2016 
  8. Flávio Ricco (7 de março de 2014). «Leonor Corrêa vai dirigir TV». UOL. Consultado em 6 de fevereiro de 2016 
  9. Fabrício Falcheti (3 de julho de 2015). «Diretora Leonor Corrêa acerta retorno ao SBT: "feliz"». Na Telinha. Consultado em 6 de fevereiro de 2016 
  10. Lucas Medeiros (13 de novembro de 2015). «Leonor Correa escreverá remake de "Carinha de Anjo" no SBT». O TV Foco. iG. Consultado em 16 de novembro de 2017 
  11. «Na TV há 32 anos, Leonor Corrêa diz que primeira novela é sua grande chance» 
  12. «Folha de S.Paulo - Perfil - Leonor Corrêa - 16/04/2000». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 28 de abril de 2017 
  13. Da redação (10 de abril de 2010). «Morre em SP pai do apresentador Faustão». Globo.com. Consultado em 18 de fevereiro de 2014 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.